X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Destaques

Acordo estimula comércio entre Brasil e África


Fortaleza – A Companhia Docas do Ceará (CDC), empresa responsável pelo porto de Fortaleza (Mucuripe), assina nesta terça-feira (10) protocolo de cooperação com a Enapor S.A., que administra os portos da República de Cabo Verde. O acordo viabiliza a ligação comercial marítima entre os dois terminais e atende à demanda de comércio bilateral entre Brasil e África.

A ideia é estender as exportações brasileiras aos demais países africanos usando os Portos de Cabo Verde ao invés do Porto das Ilhas Canárias. A meta é escoar não apenas cargas cearenses por Mucuripe, mas também de outros estados.Com a medida, espera-se ganhar mais rapidez e economia.

As negociações para a assinatura do protocolo tiveram a intermediação do Sebrae no Ceará. O governo de Cabo Verde interessou-se em expandir seu mercado para o Brasil principalmente por causa da atual crise econômica mundial, que reduziu o trânsito de mercadorias do país africano para a Europa e os Estados Unidos.

A aproximação entre os portos de Fortaleza e Cabo Verde é resultado do trabalho de cooperação técnica realizado pelo Sebrae no estado e a Associação Brasileira dos Sebrae Estaduais (Abase), em parceria com a Companhia Docas do Ceará (CDC), Câmara Brasil Angola no Ceará, Câmara Brasil Portugal no Ceará, as Câmaras de Comércio de Sotavento e Barlavento, FIC – Zona Franca Comercial de Cabo Verde, Agência de Empreendedorismo, Desenvolvimento e Inovação de Cabo Verde e a Agência Caboverdiana de Investimentos, com apoio da Embaixada Brasileira em Cabo Verde.

O trabalho de cooperação técnica incluiu a realização de um estudo de logística, contratado pela Abase, que avaliou as possibilidades reais de negócios entre o Nordeste brasileiro e os países africanos, principalmente os da Costa Oeste, como Angola, São Tomé e Príncipe, e Cabo Verde, além de Moçambique, na Costa Leste. Existe ainda a expectativa de incluir Senegal e Guiné Bissau, negociação incentivada pela posição geográfica estratégica do Ceará.

O convênio prevê, entre outras coisas, a transferência de tecnologia, de documentação e de estatísticas. A viabilização da nova rota deverá ser um marco nas relações comerciais e de cooperação do Brasil com a África, e posicionará o Ceará como como porta de entrada para o continente, em especial na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Serviço:
Sebrae no Ceará – (85) 3255.6820 / 32556609
www.ce.agenciasebrae.com.br

Via RSS de RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Leia em RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo