X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Cochile mais
Destaques

Cochile mais

Precisamos dormir bem. Se não der, devemos cochilar durante o dia, diz especialista.


Como um médico do sono, muitas vezes me perguntam sobre os prós e contras de uma soneca. Em nossa sociedade carente de sono estamos frequentemente discutindo os efeitos prejudiciais de se dormir pouco.

Cochilar durante o dia pode nos ajudar? Felizmente, a natureza é gentil e nos permite responder a esta pergunta.

A quantidade de sono que precisamos como indivíduos é determinada geneticamente. Os seres humanos são um dos poucos animais que geralmente dormem uma única vez por dia, no entanto, essa “dose” pode ser tomada em momentos diferentes e em várias sessões. Na verdade, a tendência para dormir direto através da noite pode ser tanto cultural quanto biológica. Na era pré-industrial, o sono à noite era feito em dois períodos, um do anoitecer até às 2-3h da manhã, e depois de uma ou duas horas de vigília, outro sono até o amanhecer, as chamadas “dormidas duplas”.

Atualmente, mesmo que a maioria de nós separe toda a noite para dormir, muita gente tem dificuldade em dormir e essa privação do sono resulta em uma série de problemas físicos e mentais.

Levando em conta esta dificuldade, um cochilo pode ser verdadeiramente terapêutico. Do lado físico, há a evidência de um estudo de 2002 realizado pela Escola de Saúde Pública de Harvard, onde 23.000 adultos gregos foram estudados e aqueles que tiravam regularmente uma siesta tinham mais de 30% menos probabilidade de morrer de uma doença cardíaca. Em outro estudo feito pela NASA, o estado de alerta aumentou depois de um cochilo de 40 minutos, e até mesmo uma soneca de 20 minutos mostrou-se mais eficaz do que uma boa dose de cafeína.

Todos os dias, mais e mais profissionais estão adotando o cochilo. Ela é agora uma parte regular da rotina de pilotos de longa distância. Também é recomendado no manual do motorista do Reino Unido como um antídoto para a sonolência ao se dirigir.  A melhoria na aprendizagem também pode ser um subproduto, uma vez que a memória é consolidada no sono não-REM.

Cochilar pode aumentar o estado de alerta, reduzir a condução sonolenta, e talvez até mesmo melhorar a consciência moral.

Por outro lado, quando depriva-se de sono, nosso julgamento pode ser prejudicado. Dados do Google Trends por seis anos destacou uma diminuição nacional em pesquisas na web para temas morais (mas não em outros) na segunda-feira após a mudança do horário de verão, ou seja, depois de se ter uma hora a menos de sono, sugerindo que a falta de sono leva a uma baixa consciência moral.

Há algum momento ideal para tirar um cochilo?

Então cochilar pode aumentar nosso estado de alerta, reduzir a condução sonolenta, e talvez até mesmo melhorar a consciência moral, mas há algum momento ideal para se tirar uma soneca? O impulso interno para o sono, a pressão circadiana, é mais alto das 4-5h da manhã e das 3-5h da tarde (quando os acidentes de estrada atingem seu pico). Então, se optarmos por dormir menos à noite, um cochilo no meio da tarde é muitas vezes uma boa maneira de fazer a diferença.

Um experimento da natureza que ilustra isso é talvez a siesta. Em climas mais quentes, é útil permanecer acordado durante a noite que é mais fria e ficar fora do sol na parte da tarde enquanto se cochila.

O tipo de sono que temos num cochilo pode ser diferente do sono que temos a noite, quando temos mais períodos REM. As razões para isso é que o primeiro terço do nosso período de sono é geralmente o sono não-REM restaurador e o último terço é mais provável que seja predominantemente o sono REM. Uma noite de sono mais curta pode, portanto, incluir mais sono não-REM como seria num cochilo.

Qual o tempo de duração ideal de um cochilo?

Uma siesta curta (menos de 30 minutos) durante o dia provavelmente será revigorante, enquanto dormir mais durante o dia leva a um sono mais profundo, mas resulta em algo chamado inércia do sono ou embriaguez do sono ao acordar. A Fundação Nacional do Sono recomenda uma soneca de 20-30 minutos “para um melhor desempenho sem deixar você sentindo-se tonto ou interferir no sono noturno”.

A história está cheia de cochiladores famosos incluindo Leonardo Da Vinci, Winston Churchill, John Kennedy, Napoleão Bonaparte, Ronald Reagan, Lyndon Johnson, Thomas Edison, e Yogi Berra, que uma vez disse: “Eu normalmente tiro um cochilo de duas horas, da 1 às 4 da tarde”. Ele não era muito bom em matemática mas com certeza foi ótimo no baseball.

Infelizmente, cochilar no trabalho ainda pode ser sinônimo de preguiça mas em nossa sociedade 24/7 talvez isso seja mais importante do que nunca.

__

Artigo de Adrian Williams no blog da Headspace. Ele é o primeiro professor de Medicina do Sono do Reino Unido com uma vida de trabalho no assunto.

Comente este artigo

Populares

Topo