X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Destaques

Conhecimento da biodiversidade para combater a fome


Brasília – A Segurança Alimentar e demandas por alimentos foram temas do segundo painel do Espaço Mundo Rural, no Fórum Sebrae de Conhecimento, nesta quinta-feira (17), em Brasília.

Lucia Kiyoko Yuyama, pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), falou sobre Soluções Inovadoras na Produção de Alimentos, em especial, peixes e frutas, como o tucumã que tem alta concentração de betacaroteno, antioxidante que ajuda a combater os radicais livres. “Segurança alimentar é um direito ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade e em quantidade suficientes. Mas é importante trabalhar a qualidade, e não a quantidade, com práticas alimentares que respeitem a diversidade cultural”, destacou.

A pesquisadora informa que o INPA valida o conhecimento da biodiversidade da Amazônia para o melhoramento de espécies, agregando valor para o agricultor. Mas, fez um alerta: hoje o INPA tem 243 pesquisadores, a maioria com idade média de 50 anos. Por isso, é necessário capacitar e fixar recursos humanos na Amazônia, que tem 16 milhões de brasileiros, 200 povos indígenas, centenas de quilombos e comunidades ribeirinhas.

Helder Muteia, representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), foi outro palestrante do Painel. Segundo ele, 925 milhões passam fome no mundo, sendo 90% na África. Na America Latina já são 53 milhões. Muteia citou algumas ações que podem ajudar a combater a fome: o apoio à agricultura familiar e acesso a terra, água, mercado, tecnologia e crédito. “A mãe da fome é a pobreza. Enquanto não eliminar as desigualdades sociais vamos ter a pobreza. Precisamos de uma liderança forte e o G-20 tem um papel fundamental”, ressaltou o representante da FAO.

A última palestra foi do agrônomo Renato Cesar Seraphim, da empresa Syngenta de tecnologia agrícola. Para ele, os desafios da agricultura serão resolvidos por dois caminhos: aumentar a área plantada e a tecnologia. “Nossa empresa estuda o plantio da cana e da mandioca com semente, agregando valor ao produtor. Através da tecnologia vamos transformar agricultores da linha de subsistência em agricultores familiares”.

Segundo o agrônomo, quanto maior a produtividade, mais riqueza e mais pessoas serão alimentadas. “A tecnologia em agricultura tem que ser com proteção de cultivo e sementes, de forma sustentável. E o Brasil tem grande chance de liderar esse movimento. Da área disponível para a agricultura no mundo, 40% está na América Latina, sendo 90% no Brasil, que tem 71 milhões de hectares disponíveis para agricultura, sem contar a área de pastagem”, explica.

Serviço
Agência Sebrae de Notícias: (61) 3243-7852/ 2107- 9104/ 3243-7851/ 9977-9529
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800
www.agenciasebrae.com.br
www.twitter.com/sebrae
www.facebook.com/sebrae

Via RSS de RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Leia em RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo