X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Destaques

Governo estuda aumento na oferta de crédito


 Brasília – Está em negociação entre o governo federal e o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) a criação de um fundo de aval para a carteira de beneficiários do programa Bolsa Família. A informação foi dada por Gilson Bittencourt, secretário-adjunto de Política Agrícola do Ministério da Fazenda, durante o Seminário “Brasil sem Miséria: como o empreendedorismo e os pequenos negócios podem ajudar”, realizado pelo Sebrae, nesta quarta-feira (14), em Brasília.

“A intenção é que a medida seja extrapolada para os demais bancos públicos ou agências de fomento e que os bancos privados também se associem a essa ideia”, explicou. Para Gilson Bittencourt, esse fundo de aval é uma das medidas estudadas como adicionais ao Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (Crescer) – lançado recentemente pelo governo federal e que tem como público-alvo os beneficiários do Bolsa Família e os empreendedores individuais, os chamados “autônomos”, como: costureiras, chaveiros e vendedores de cachorro quente.

“Esse programa gera fomento ao empreendedorismo e espera-se que contribua para o processo de erradicação da miséria no Brasil. Com crédito, o pequeno empreendedor pode crescer e gerar, também, ocupação para outras pessoas. Quanto mais fomenta a economia, mais gera oportunidades”, explicou o secretário.

Gilson Bittencourt participou do painel “Empreendedorismo, Microcrédito e superação da Miséria” que também tinha como convidados  os professores Giuseppe Cocco e Lena Lavinas, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O mediador foi Alexandro Rodrigues Pinto, da Secretaria de Gestão da Informação do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

A professora Lena Lavinas defendeu a continuidade de programas sociais, como o Bolsa Família, e alertou para o fato de que nem todos que estão abaixo da linha da pobreza poderão se tornar empresários. “Tem que ter a política macroeconômica e a política social”, destacou.  Já o professor Giuseppe Cocco defendeu  um modelo de desenvolvimento baseado na mobilização democrática da sociedade a partir dos pobres, “tendo o Bolsa Família como renda universal”

Serviço
Agência Sebrae de Notícias: (61) 3243-7852/ 2107- 9110/ 3243-7851/ 9977-9529
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800
www.agenciasebrae.com.br
www.twitter.com/sebrae
www.facebook.com/sebrae

Via RSS de RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Leia em RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo