X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Motivação & Inspiração

5 maiores lições de liderança de 2012

Lições de liderança

2012 já se despede. Sendo assim, confira os eventos que deverão moldar os seus objetivos de liderança para 2013.


2012 já se despede. Sendo assim, confira os eventos que deverão moldar os seus objetivos de liderança para 2013

Tem sido um ano e tanto para se falar de liderança. Qualquer um dos eventos que aconteceram durante o ano – o furacão Sandy, os jogos olímpicos de Londres, Benghazi e suas consequências – forneceria um belo estudo de caso sobre como liderar e, alguns deles, como não liderar.

Aqui estão as principais lições de liderança de 2012.

#1. Institucionalizar a sua visão

Já fez 1 ano que ele morreu, mas Steve Jobs ainda distribuiu algumas lições de liderança em 2012.

A pergunta que todos começaram a fazer imediatamente após a sua morte foi se a Apple iria sobreviver sem o seu fundador visionário.

Esse ano serviu para mostrar que, enquanto as pessoas ainda estavam se questionando sobre isso e tentando descobrir se a Apple ainda é a mesma empresa ou não, a maçã não vai desaparecer tão cedo.

Ao contrário de CEOs de empresas como Starbucks, Gateway e Dell, Steve Jobs claramente conseguiu institucionalizar a sua visão tornando-a fundamental no comportamento e na cultura da empresa e no DNA de gestão da Apple.

Howard Schultz, por exemplo, ainda não atingiu esta façanha na Starbucks. Ele ainda é a personificação da visão da sua empresa.

Você está personificando a visão da sua empresa? Se você permitiu que isso acontecesse, quando você sair – ou morrer – ela vai acabar junto com você. Quando você treinar a empresa e orientá-la para a sua visão ela vai funcionar perfeitamente sem você.

Steve Jobs conseguiu deixar a sua visão dentro da empresa e, por esse motivo, 1 ano após a sua morte a Apple ainda é a marca mais valiosa do mundo

Steve Jobs conseguiu deixar a sua visão dentro da empresa e, por esse motivo, 1 ano após a sua morte a Apple ainda é a marca mais valiosa do mundo.

#2. Tamanho não é documento

É difícil entender a bruxa que cercou o IPO do Facebook em maio. Calendário Maia, fim do mundo…

Isso é uma grande lição que podemos aprender: uma coisa muito aguardada e prevista pode sim ser um fiasco e acaba sendo uma lição em si mesmo.

Tamanho não significa muita coisa.

De uma olhada nas grandes coisas que têm a sua atenção. Algumas delas são realmente grandes, mas será que são importantes? Dessa maneira, muitas vezes é possível salvar uma grande quantidade de recursos de coisas que estão tomando o seu tempo.

#3. Planos não significam nada. Planejamento é tudo

Que o pouso da sonda Curiosity em Marte em agosto foi algo incrível é inegável

Mas, por trás dessa história de talento e pirotecnia temos uma história de liderança em face das incertezas.

Uma lição esquecida no desembarque da sonda em Marte é o fato de que ninguém na NASA poderia interferir muito no resultado. A partir do momento em que o módulo de aterrissagem havia começado a sua descida, todo pequeno movimento e ajustes microscópicos na descida foram feitos por software pré-programado.

Ninguém na NASA tinha um joystick em suas mãos, ninguém poderia mudar, sequer, um milímetro na direção do módulo. Ou daria tudo certo, ou tudo errado. Não havia nenhuma maneira de ajustar o pouso.

“Todo mundo tem um plano até levar um soco no nariz”. Mike Tyson.

Na liderança, muitas vezes os nossos planos de fazer acontecer está muito perto de ser inútil. Mas e o planejamento? Foi o planejamento o que colocou a Curiosity em Marte. E é através dele que você pode chegar a qualquer lugar que quiser ir.

#4. Não faça negócios que você não entende

Os últimos 4 anos da HP virou quase uma piada quando em novembro a empresa anunciou que estava desperdiçando 9 bilhões de dólares do seu investimento. Um desastre total.

Ainda há muito a ser dito sobre esse fiasco, mas uma coisa é óbvia: ninguém do lado da HP e das empresas de auditoria envolvidas nesse relatório sabiam o que estavam comprando.

Parecia ser bom. Ele preenchia o vácuo estratégico. Então eles fizeram negócio.

Você pode pensar que só empresas muito grandes que podem se dar ao luxo desse tipo de transação estúpida, mas infelizmente os proprietários do negócio falham muitas vezes – independente do tamanho da empresa.

Se você é incapaz de entender uma coisa, não faça.

#5. Os líderes precisam liderar

Finalmente fechamos o ano assistindo o maior fiasco de liderança de nosso tempo. Com os EUA próximo de um desastre fiscal, a europa claramente em crise e o Brasil na mesma palhaçada de sempre, os líderes políticos abdicaram das únicas coisas que exigimos deles: a liderança.

A lição de liderança nº 1 de 2013? Lidere, por favor. Este é o seu trabalho.

Se você quer ser visto como um líder, tire a bunda da cadeira e lidere.

Se você quer ser visto como um líder, tire a bunda da cadeira e lidere.

___

Este artigo foi inspirado pelo “5 Biggest Leadership Lessons From 2012”, da revista Inc.

 

Comente este artigo

Populares

Topo