X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

sua atitude é contagiante
Motivação & Inspiração

Seu comportamento é contagiante diz pesquisador de Harvard

Suas atitudes e ações irão se espalhar como uma doença contagiosa pela sua equipe. Tenha certeza que você está contagiando-os positivamente.


Como uma gripe ou outros vírus que podem se espalhar pelo seu escritório, você deve saber que as doenças não são a única coisa contagiosa que pode acontecer por lá. Como líder, o seu comportamento é altamente contagioso.

Jack Zenger e Joseph Folkman, pesquisadores de Harvard e UC San Diego, escreveram na Harvard Business Review sobre o seu novo estudo analisando como 51 comportamentos diferentes foram transferidos de líderes para gestores e então aos empregados.

A liderança influencia todos os níveis gerenciais para o positivo e para o negativo.

Como um CEO, você já sabe quanta influência tem sobre a sua empresa, mas Zenger e Folkman descobriram que os comportamentos positivos, como integridade, honestidade, determinação e desempenho, podem ser passados da gerência para funcionário. O mesmo é verdadeiro para comportamentos negativos, como desonestidade e baixa capacidade de comunicação.

Sim, os líderes dão o tom a equipe. Seja pro bem ou pro mal.

Sim, os líderes dão o tom a equipe. Seja pro bem ou pro mal.

O estudo comparou avaliações de 360º de 265 duplas de gerentes e subordinados diretos para determinar as correlações entre os comportamentos dos gerentes e funcionários. De 51 comportamentos, eles encontraram 30 comportamentos com “correlações significativas”.

Zenger e Folkman descobriram que, se você é um gerente ruim, você “corroe” os níveis de engajamento dos seus subordinados diretos, bem como os níveis dos funcionários que trabalham para eles, graças ao efeito multiplicador“trickle down”.

Mas a descoberta não é de todo ruim. Zenger e Folkman dizem que comportamentos positivos também são altamente contagiosos.

“Felizmente, o inverso também é verdadeiro: se você é um grande chefe isso engaja e motiva sua equipe e as equipes de sua equipe”, escrevem eles.

Quer saber mais? Artigo da Harvard Business Review aqui.

Comente este artigo

Populares

Topo