X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Liderança

7 lições de liderança de um comandante da marinha

liçõesdeliderançadeumcomandantedamarinha

Algumas lições de líderes militares podem nos ajudar a melhorar nosso perfil de liderança. Anote essas dicas


Algumas lições de líderes militares podem nos ajudar a melhorar nosso perfil de liderança. Anote essas dicas

Como líderes que precisam elevar a eficácia e excelência profissional de suas equipes de trabalho, não há muito a ser aprendido com as Forças Armadas.

Sua colaboração com outros ramos das forças armadas ao longo da última década, tornam a marinha uma área tanto militar quanto corporativa que podemos aprender muito.

Enquanto esse ramo militar se mantém cheios de segredos, livros como Lone Survivor and The Hunt for Bin Laden nos mostram como as forças armadas americanas funcionam.

Mas, nada disso é melhor do que uma conversa verdadeira com um militar da marinha para entender como eles se comportam e o que eles pensam sobre liderança.

A liderança corporativa e militar são distintamente diferentes por razões óbvias: a liderança militar está focada em líderes responsáveis pela segurança de nosso país, enquanto os líderes empresariais estão focados na criação de valor, protegendo os interesses da empresa e seus envolvidos.

Do ponto de vista da gestão, uma das maiores lições que podem ser aprendida com os oficiais da marinha é a sua habilidade de serem altamente eficazes e planejadores meticulosos.

Eles se concentram na importância da gestão do tempo, a execução certeira no alvo e completar a missão.

Eles operam com um backup e um plano de contingência em vigor para quase todos os cenários. Uma das habilidades mais práticas e ensinadas nesse ramo é a comunicação clara e direta.

Um comandante da marinha escutam e transmite as ideias e experiências que são necessárias para criar um plano sério. A grande diferença entre a liderança civil e militar é que a decisão do comandante é acatada, enquanto a decisão do líder deve ser discutida.

Os militares se concentram em um conjunto muito claro de objetivos em que a importância significativa é colocada sobre a definição do objetivo e motivar a equipe a seguir esse objetivo.

Acredite: os fuzeileiros podem nos ensinar lições valiosas sobre liderança

Acredite: os fuzeileiros podem nos ensinar lições valiosas sobre liderança

Mesmo em operações claramente complexas, cada militar tem um papel claramente definido e as expectativas podem ser recitadas por cada membro da equipe.

Da mesma maneira, a articulação de uma visão convincente para alinhar pessoas com prioridades é uma área vital dos negócios, mas isto muitas vezes é negligenciado pelos líderes.

As regras militares de engajamento estão claramente estabelecidas antes de cada missão, e modifica-las pode afetar negativamente toda a operação. As regras de engajamento para as empresas são muitas vezes mal definidas ou inexistentes.

Uma das maiores diferenças que temos entre as lideranças é a diferença entre a estratégia da empresa e as expectativas alinhadas pelos funcionários.

Durante uma conversa com um comandante militar, pudemos anotar 7 conselhos de liderança.

#1. Trabalho em equipe deve ser prioridade

Uma missão não pode ser executada com sucesso, a menos que a equipe esteja funcionando como uma só.

Os militares dão contínua ênfase no trabalho em equipe, que corresponde estritamente às necessidades diárias do mundo dos negócios.

#2. Lidere o quanto antes

Esta é uma oportunidade única no mundo corporativo, onde um funcionário pode precisar de 10 a 15 anos para chegar a uma posição de liderança significativa e alto nível de responsabilidade.

#3. Seja ético

No mundo dos negócios o líder ético é, por vezes uma raridade e verdadeiramente estimado por seus seguidores.

#4. Mantenha a calma

Os militares treinam a sua equipe para ficarem mais confortáveis para correr riscos.

Essa é a função diária de um CEO, mas é raramente transmitida a todos os funcionários.

Capacite sua equipe para correr riscos.

Capacite sua equipe para correr riscos.

#5. Tempos difíceis ajudam a se adaptar rapidamente

Jovens executivos que passam por momentos difíceis e devem aprender a apreciar essas situações, reconhecendo que isso os tornam mais fortes.

Além disso, a adversidade ajuda com que eles conduzam com êxito as próprias equipes quando lutam contra a concorrência.

#6. Armadilhas da competitividade

Numa emboscada, sempre neutralize o líder da unidade e o operador de rádio.

Sem uma liderança ou boa comunicação, o inimigo é forçado à desordem e pode ser facilmente derrotado.

Essa é uma boa lição sobre os líderes e suas organizações.

#7. Estude Darwin

Sobreviver não é sobre quem é mais forte ou mais rápido, mas que pode melhor se adaptar às mudanças.

Os militares são mestres da adaptação para conseguirem operar na selva, no deserto ou na neve.

Em comparação, CEOs devem adaptar-se às condições de mercado em constante mudança que enfrentam diariamente e devem treinar seus funcionários a fazer o mesmo.

___

Este artigo foi adaptado do original, “7 Tough Leadership Lessons From a Navy SEAL Commander” da FastCompany.

Comente este artigo

Populares

Topo