X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

emma seppala
Destaques

Pesquisadora de Stanford diz que essa pequena mudança pode te fazer bem sucedido

O pequeno ajuste pode fazer você não só mais bem-sucedido, mas também mais feliz, diz pesquisadora.

Pesquisadora de Stanford Emma Seppala

Sucesso, a maioria de nós já ouviu falar que é difícil de se conseguir. Nós lemos sobre as horas insanas de Bill Gates ao iniciar a Microsoft, sobre as fofocas de divórcios de Elon Musk (e sobre as vidas pessoais complicadas dos fundadores), e discutido muito sobre o custo psicológico do empreendedorismo. Ouvir essas histórias sobre exaustão e problemas torna fácil supor que o empreendedorismo é torturante e estressante.

Mas esta é a própria crença que pode estar te impedindo de alcançar o que quer, de acordo com a pesquisadora de Stanford Emma Sepala, também autora do novo livro The Happiness Track, ou A trilha da felicidade, ainda sem previsão de publicação no Brasil.

“Depois de trabalhar em muitos ambientes de alta performance … Eu observei muitas pessoas perseguindo o ‘sucesso’ com um alto custo para si mesmos”, Sepala escreveu. “Estas pessoas estavam postergando sua felicidade no presente em busca de sucesso … com a ideia de que, quando obtivessem sucesso, elas seriam felizes. No entanto, eles acabaram se exaurindo no processo.”

A felicidade geralmente precede a realização, não o oposto.

happinesstrack-book

A questão é que a ciência mostra que essa é exatamente a maneira errada de abordar o sucesso. “Quando olhei para a pesquisa”, escreve Sepala, “eu vi que a felicidade, de forma esmagadora, é na verdade, o segredo do sucesso. Se você priorizar sua felicidade, você realmente vai ser mais produtivo, mais criativo, resistente, energizado, carismático e influente. Você terá mais força de vontade e será mais focado, com menos esforço.” Sepala não é a única cientista a bater no ponto de que a felicidade geralmente precede a realização, não o oposto.

Seja legal … com você mesmo

Isso é ótimo, mas também um pouco geral demais. Agora que você sabe que estando feliz tem mais chances de realizar coisas impressionantes, o que pode fazer com essa informação, além de criar uma outra demanda para o seu cérebro já sobrecarregado?

Sepala, felizmente, não apenas prescreve ao profissional ser feliz. Ela também oferece dicas concretas, derivadas de investigação sobre exatamente como você pode modificar sua mentalidade para melhorar tanto o seu bem-estar mental quanto aumentar suas chances de se superar.

Trate-se com tanta gentileza quanto trata um amigo.

Em suma, o seu conselho se resume a uma máxima simples: seja mais legal com você mesmo. Na verdade, você pode até mesmo expandir o conselho de Sepala em uma regra de ouro: trate-se com tanta gentileza quanto trata um amigo.

A pesquisa tem “mostrado o imenso poder da auto-compaixão e da compaixão, não só para o nosso bem-estar pessoal, mas para a nossa vida profissional”, escreve ela. “A auto-crítica é basicamente auto-sabotagem enquanto que a auto-compaixão – tratar-se com compreensão, respeito e carinho com que você trataria um amigo – leva a muito maior resistência, produtividade e bem-estar.”

Estratégias específicas para a auto-compaixão

Seppala oferece, para quem procura ajustar a sua mentalidade, tanto para um maior sucesso quanto mais felicidade, um punhado de estratégias específicas que podem ajudá-los a aumentar a sua auto-compaixão:

  • Observe o seu diálogo interno com você mesmo. Quando você fez alguma besteira, não diga a si mesmo: “Eu sou um idiota!” Em vez disso, seja mais gentil com você mesmo e reconheça: “Eu tive um momento de distração. Está tudo bem.”
  • Escreva uma carta para você mesmo. Se suas emoções são esmagadoras, escreva-se uma carta como se estivesse escrevendo para um amigo, aconselha Sepala. Isso pode parecer estranho na primeira vez que fizer, mas isso vai ajudar você a manter a situação em perspectiva.
  • Desenvolva uma frase auto-compaixão. Dr. Kristin Neff, um pesquisador de auto-compaixão, usa esta: “Este é um momento de sofrimento. O sofrimento faz parte da vida. Que eu possa ser gentil comigo mesmo, neste momento. Que eu possa me dar a compaixão que preciso…”
  • Faça uma lista diária de gratidão. Todos os dias, escreva cinco coisas as quais você é grato. Estudos mostram que a gratidão muda fisicamente o cérebro, tornando mais fácil para você ver o lado bom de sua vida dali para frente.

Você diria as coisas que você diz a si mesmo para o seu melhor amigo?

Como a felicidade pode colocá-lo no caminho para o sucesso

Emma Seppala no TEDx Hayward em maio de 2013:

__

Artigo de Jessica Stillman na Inc. Magazine

Comente este artigo

Populares

Topo