X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Adam Smith never married and lived with his mother.
Política e Economia

O que é Capitalismo Laissez-faire?

É possível existir total separação entre estado e economia?


Laissez-faire é um sistema econômico que defende um capitalismo puro, sem qualquer tipo de interferência governamental. Em termos simples e diretos, defende a total separação entre estado e economia.

A teoria econômica do Laissez-faire é bem simples: um sistema econômico livre torna-se tão orgânico e inequivocamente funcional que as riquezas tendem a crescer proporcionalmente. Em um sistema onde a demanda e as necessidades do cliente são os eixos fundamentais da produção, as reservas de mercado, os cartéis e os monopólios auferidos em decorrência de intervencionismo estatal – que apenas atrasam o desenvolvimento de um país em função de suas oligarquias corporativistas e protecionistas –, seriam todos eliminados, em favor da plenitude de uma economia completamente livre, que em sua efetividade prática traria mais benefícios e progresso a uma sociedade do que qualquer norma, regulamento ou legislação indeferida pelo governo.

Em um sistema onde o empreendedorismo não é sabotado por excruciante burocracia, tarifas e impostos, o sucesso econômico da sociedade elevaria sua qualidade de vida, diminuiria a pobreza, e reduziria drasticamente à dependência do indivíduo com relação ao estado. Sem falar na grande facilidade que seria fazer negócios, comprar produtos, adquirir matéria-prima e abrir empresas.

laissez faire economics

A ideia de livre mercado não é nova na história humana. Diversas escolas de filosofia e economia defendiam o princípio da liberdade como o mais fundamental para o desenvolvimento da civilização.

Nada de regulações, impostos, tarifas, documentos, cartéis protecionistas, favoritismo ou monopólio. É possível viabilizar um sistema econômico tão amplo, expansivo e livre?

Em artigo publicado para a Academia Liberalismo Econômico (você pode ler o artigo inteiro aqui https://aleconomico.org.br/o-que-e-laissez-faire/), Jeffrey Tucker escreveu: “A visão laissez-faire rejeita ambos os pontos de vista em favor do que Claude Frédéric Bastiat chamou de “harmonia de interesses” que compõem a ordem social. É a opinião de que os artistas, os comerciantes, os filantropos, os empresários e os donos de imóveis – e não os bandidos cartelizando com poder estatal – devem ser autorizados a definir o curso da história.”

unnamed-1

A verdade, pura e simples, é que não pode haver desenvolvimento pleno sem uma economia verdadeiramente flexível, dinâmica e livre de encargos.

A verdade, pura e simples, é que não pode haver desenvolvimento pleno sem uma economia verdadeiramente flexível, dinâmica e livre de encargos.

Sem barreiras impostas pelo estado para o desenvolvimento – e no Brasil, elas são inúmeras – o desenvolvimento, a troca de conhecimento entre indivíduos, a criação de novos produtos e o pioneirismo no mercado, entre muitas outras conquistas e atribuições, torna-se inevitável. A ausência de obstáculos tornar-se-ia o catalisador de um horizonte de progressos impossível de ser quantificado ou mesurado.

Infelizmente, no Brasil excessivamente estatizado de hoje, parece que estamos bem longe de conquistar a liberdade econômica.

Resta-nos continuar lutando contra os escravagistas, caríssimos, burocráticos, asfixiantes e corrosivos grilhões horripilantes do estado.

Comente este artigo

Populares

Topo