X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Destaques

Praticamente Radical. Um livro para empreendedores quase loucos.

Practically Radical. Um livro para empreendedores quase loucos.

Se você acha que está louco por ser um empreendedor, você não está sozinho. Veja este novo livro que está fazendo sucesso nos EUA aqui no Jornal do Empreendedor.


Practically Radical. Um livro para empreendedores quase loucos.

Practically Radical. Um livro para empreendedores quase loucos. (É redundância aqui?)

Conheça um pouco mais sobre um dos livros mais vendidos nos EUA atualmente: Practically Radical. Formas não tão loucas para transformar a sua empresa, chacoalhar sua indústria e desafiar-se.


Livro Praticalmente Radical no Jornal do Empreendedor

O livro Praticamente Radical está na lista dos 10 livros mais vendidos nos EUA.

Pratically Radical
Por William C. Taylor
William Morrow , $ 27,99
293 páginas

Reconhecimentos de outros autores ao livro:

“Mediocridade não é mais uma opção para aqueles que querem ser bem sucedidos. Bill Taylor vive essa idéia a cada dia e em cada página.” Seth Godin, autor de best-seller Linchpin

“Praticamente Radical inspira os líderes a finalidade maior de produzir mudanças duradouras, avançando valores profundamente arraigados. As ideias são frescas, o conselho é o material que você pode realmente usar, e os resultados serão palpáveis. Leia este livro “, então arregaçar as mangas e começar a trabalhar!” Arianna Huffington

“Nós todos entendemos a necessidade de mudança e transformação no mundo dos negócios. Raramente podemos abordar as implicações da implementação da mudança nas organizações. Praticamente Radical assume este desafio como um manual para a transformação de sucesso. Um ótimo tutorial para implementar sua agenda de mudança.Anne Mulchay, ex-presidente e CEO da Xerox Corporation

“Praticamente Radical é o manual de mudança mais poderoso e instrutivo que você já leu. Ele irá persuadir e inspirar você a mudar o seu negócio, seu trabalho, e talvez a sua vida.Daniel H. Pink, autor de best-seller A Whole New Mind and Drive

Praticamente Radical é embalado com grandes idéias, hands-on, aconselhamento e estudos de caso que inspira-o para ajudar-lhe a ter sucesso. É um plano de jogo para os empresários e executivos que querem mudar o mundo para melhor.Guy Kawasaki, co-fundador da Apple


Veja a entrevista de William C.Taylor para a Fox de Detroit:

Resenha do The Washington Post

Que livro legal o Practically Radical de William C.Taylor. Fundamentado em estudos de casos de sucesso que aconteceram contra todas as chances, o livro oferece uma visão pragmática de como empreendedores de visão arrojada prosperam até em e, talvez por causa de, circunstâncias adversas.

Na introdução, Mr.Taylor escreve que seu livro é um um guia para líderes de todos os tipos que aspiram resolver o que está errado em suas organizações, e para lançar novas iniciativas com melhores chances de sucesso e também repensarem a lógica da liderança como um motivador para a renovação.

Mr. Taylor é o co-fundador da revista Fast Company e co-autor, com Polly LaBarre, de um best-seller nacional “Mavericks at Work“. Como um graduado da Universidade de Princeton e do MIT Sloan, Mr. Taylor faz seu livro baseado nas histórias de como 25 empresas (com e sem fins lucrativos) fizeram seu caminho.

O escritor mostrar aos leitores questões que os líderes dessas empresas responderam e então torna essas questões para o leitor: “Você vê oportunidades que seu competidor não vê?”, “Você tem tido novas idéias sobre onde procurar por novas idéias?”, “Você é o melhor em algo?”, “Você está recebendo as melhores contribuições da maioria das pessoas?”

É um tutorial dinâmico que qualquer um que trabalhar para viver e que, quer que sua empresa tenha sucesso, pode se beneficiar. Como um tempero a mais, Mr.Taylor é um contador de histórias inato.

Citando o economista Paul Romer – “Uma crise é uma coisa terrível para se perder” – ele vai relacionando citações e histórias como a da Post e da Kellogg, “de como dois gigantes da indústria de cereais, responderam à grande depressão”.

Sua fonte é James Surowiecki, que escreveu na revista New Yorker sobre as reações opostas de cada uma das empresas naquele momento da história.”A Post”, Sr.Surowiecki escreveu – “fez uma coisa previsível” quando cortou custos e propaganda. A Kellogg, por outro lado, “dobrou seus gastos em propaganda e se moveu agressivamente para propaganda de rádio, e introduziu com força o novo cereal, Rice Krispies”. Como resultado, a Kellogg pulou na frente de seu rival e se tornou (e ainda é)  empresa dominante nesta indústria.

Entretanto, a história dos gigantes do cereal é apenas um aquecimento porque “o livro é fundamentado sobre três distintas (mas relacionadas) partes: a transformação da sua empresa, a agitação de sua indústria e o desafiar a si mesmo.” E com isso em mente, Mr. Taylor dá aos leitores uma visão de como a IBM, Zappos, Swatch, The Girls Scouts, Interpol, hospitais de grandes cidades, bancos com crescimento acelerado e companhias aéreas de sucesso tiram o máximo de seus recursos.

Todos encaram circunstâncias duras, todos trabalham maneiras para alavancar suas marcas. Alguns de formas mais não-convencionais que outros. O CEO Michael O’Leary da Ryannair explicou para “um reporter pálido americano” que “a Ryannair promete passagens mais baratas, voos em ponto, poucos cancelamentos e menos malas perdidas. Mas se você quer mais alguma coisa – dizemos: saia fora! Não iremos colocá-lo em um hotel se o voo tiver sido cancelado. Não! Saia fora. Não iremos devolver seu dinheiro em uma passagem sem esse direito porque seu vô morreu inesperadamente. Não! Dizemos: saia fora. Não estamos interessados em suas histórias!”

Esse conto é mais uma exceção do que regra em um livro sobre empresas que geralmente tem sucesso em manter seus clientes por um serviço ao consumidor bastante prestativo. Em um capítulo chamado “Radicalmente prático II – 5 novas leis para começar algo novo”, Mr.Taylor conta a história de como a Zappos gentilmente respondeu para um consumidor quando soube que sua mãe havia morrido. A máxima do CEO da Zappos, Tony Hsieh, é: “Estamos tentando criar um relacionamento de vida com cada um de nossos clientes, uma ligação por vez.”

Para gerentes de empresas, este livro é um tesouro cheio de pérolas motivacionais. O conceito de “vuja de”, a noção olhar para algo familiar como se você nunca tivesse visto antes é especialmente verdade aqui.

O livro também traz também um apendice entitulado “Uma introdução ao Praticamente Radical – 10 questões que todo empreendedor deve se responder”.

E enterrado nele, há um outro pequeno achado:”Tom Kelley da IDEO gosta de citar o escritor francês Marcel Proust, que falou que “o ato real de descobrir consiste não em achar novas terras mas em ver as mesmas com novos olhos”. O que funciona para novelistas também funciona para líderes procurando achar um novo plano de jogo.” Sensacional.

Escrito por Carol Herman, editor do caderno de livros no The Washington Times.

Sobre o Autor

William C. Taylor é um co-fundador e editor fundador da revista americana Fast Company. Durante seu mandato, a revista ganhou inúmeros prêmios (incluindo dois National Magazine Awards) e ganhou seguidores apaixonados entre os executivos e empresários. Ele escreve o “Under New Management” coluna do New York Times e tem ensaios publicados e entrevistas na Harvard Business Review.

Visite o site de William C. Taylor ou o Facebook do livro Practically Radical

Comente este artigo

Populares

Topo