X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Tecnologia e Inovação

Como os jovens podem tornar os negócios mais inovadores

adolescentes

Como a experiência de jovens dentro das empresas podem abrir a visão de empreendedores e startups


Como a experiência de jovens dentro das empresas podem abrir a visão de empreendedores e startups

Narita Kaur é uma estudante do segundo ano do ensino médio. Ele espera cursar a faculdade e, em poucos anos estudar farmácia.

Mas, à sua maneira, ele tem sido um conselheiro valioso para um pequeno empreendedor. Isso é uma ótima credencial para um jovem de 15 anos.

Kaur passou o último verão americano trabalhando na Ontodia, uma startup de Nova Iorque de análise de dados. O programa foi organizado pela Network for Teaching Entrepreneurship (NFTE), uma organização global que ajuda os jovens de baixa renda a aprenderem sobre como iniciar e gerir um pequeno negócio.

O problema é voltado exclusivamente para o ensino de jovens sobre como trabalhar dentro de um pequeno negócio. É verdade, mas os benefícios não vão apenas em um único sentido.

Eu acho que nós ensinamos Joel [Natividad, o empreendedor à frente da Ontodia] como trabalhar efetivamente com jovens e adolescentes. Ele aprendeu a nos motivar e trabalhar duro, sem ter que forçar-nos, afirma Kaur.

A experiência de Kaur não apenas ilustra o valor de programas de tutoria, mas também a sabedoria de que as pessoas mais jovens podem transmitir aos seus companheiros mais velhos.

O que pode faltar na experiência é mais do que compensado por outras virtudes que muitos empreendedores precisam relembrar.

Quais as lições que os jovens podem dar aos empreendedores?

Quais as lições que os jovens podem dar aos empreendedores?

Mudar de perspectiva

Uma coisa que os jovens possuem é um novo olhar sobre as coisas. Os jovens olham para as coisas sem preconceito e transmitem um tipo diferente de energia do que as pessoas mais velhas fazem, garante o fundador da NFTE Steve Mariotti.

Essa perspectiva pode ajudar fazer uma revisão. Como muitas empresas iniciantes crescem e amadurecem, muitas vezes elas perdem sua mensagem central essencial do que fazem.

Isso da uma grande sensação de clareza sobre os negócios. Por exemplo, o que você está vendendo, porque vender e porque alguém iria querer comprar aquilo que a sua empresa vende?

Essas são algumas das conversas que os jovens podem ter com os empreendedores a todo tempo. Jovens podem ajudar empreendedores a recriarem seus estilos e ideias.

Para Natividad, trabalhar com Kaur e os outros adolescentes da NFTE forneceu um lembrete valioso para ele de que nem todos são formados em jargão profissional.

Minha formação é em engenharia. Eu costumava usar a terminologia que mais estava dentro do meu dia-a-dia. Eu pude aprender que precisava simplificar as coisas para que pudesse me conectar melhor com meu público e clientes, afirma Natividad.

À medida que envelhecemos, tendemos a ficar mais heterogêneos em nossa abordagem. É fácil perder de vista as coisas que realmente importam.

Os jovens podem ajudar na mudança de perspectiva de pequenas empresas.

Os jovens podem ajudar na mudança de perspectiva de pequenas empresas.

Educando empreendedores, jovens e idosos

As lições e as mensagens que os jovens podem fornecer aos empreendedores podem tomar outras proporções.

Como os jovens, todos nós lembramos de tentar algo, apesar da advertência de nossos pais de que não ia dar certo. Esse é o tipo de independência que cada startup precisa abraçar, embora utilizando uma perspectiva adulta.

Como adultos, nós caímos nessa armadilha o tempo todo. Mas é realmente uma questão de gerar oportunidades. Assim como uma criança, um empreendedor precisa tentar descobrir todas as oportunidades.

Buscando por novas maneiras de fazer coisas novas pode fazer uma enorme diferença em uma startup. Mais tarde, você pode agir como um adulto e tomar as medidas para minimizar os riscos envolvidos.

Para Kaur, os vários meses de verão que ele passou trabalhando na Ontodia ofereceu uma experiência de ampliação, abrindo os olhos para alternativas que devem fazer com que o seu futuro siga, ou não, conforme o planejado.

Eu acho que todos nós definitivamente aprendemos muito com Joel. Eu sei que aprendi muito, afirma Narita. Mesmo que eu queira ser uma farmacêutica, eu poderia começar um negócio, se a carreira de farmacêutica não der certo. Eu penso que essa é uma maneira de manter minhas opções em aberto.

___

Este artigo foi adaptado do original, “How Kids Can Help You Run a More Innovate Business”, da Entrepreneur.

 

Comente este artigo

Populares

Topo