X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Destaques

Vencedores do TOP 100 de Artesanato comemoram vendas


Rio de Janeiro – Dois dias intensos de contatos com 92 vendedores de todo o país que vieram conferir o trabalho das cem unidades produtivas vencedoras do Prêmio Sebrae TOP 100 de Artesanato. A Rodada de Negócios, que terminou nessa quinta-feira (06), no Rio de Janeiro, resultou em vendas estimadas de R$ 1,6 milhão.

O delicado trabalho de marchetaria, que reproduz a flora, fauna e paisagens da Amazônia em objetos como quadros, material para escritórios, marcadores de livros e porta-joias, foi o que mais vendeu, com mais de R$ 60 mil em pedidos. “O TOP 100 é um marco na evolução do nosso trabalho. Sempre estivemos entre os premiados, mas na edição passada dobramos o número de clientes e nosso negócio deixou de ser micro. Agora, estamos entrando no patamar de pequena empresa”, comemora Florinda Bissoli, da Marchetaria do Acre.

O marido dela, Marqueson Pereira da Silva, se orgulha de ter sido o primeiro artista a ter um plano de negócios em Cruzeiro do Sul (AC). “Cheguei ao Sebrae e mostrei as peças que sabia fazer. Lá aprendi como transformar minha arte em negócio. O primeiro passo foi a formalização, em 1992. Depois fomos abrindo caminho, sempre capacitando jovens no ofício e famílias que coletam material na floresta, sem danificá-la. Não tenho do que reclamar, só a agradecer”, confirma.

Walter Wagner, de Pombos (PE), também participou do evento. “Decidi me registrar como microempreendedor individual (MEI) no ano passado para disputar o prêmio”, diz o artesão. Ele trabalha com couro de bode no revestimento de paredes, móveis e vasos de cerâmica, e ainda produz cortinas com tiras e retalhos. “Vamos levar para casa R$ 4 mil em pedidos formalizados, o que representa o faturamento de um mês inteiro e envolve outras 14 pessoas ligadas à nossa produção”, festeja a mulher dele, Solange Veloso, que cuida da parte comercial da WS.

“Aumentamos o número de inscritos de mil para mais de 1,8 mil. Atraímos o interesse dos MEI e o número de compradores aumentou em 10%, o que representa um indicador do interesse crescente do mercado, que aposta na qualificação do artesanato brasileiro”, destacou o gerente de Atendimento Coletivo e Comércio, Juarez de Paula.

Apoio

Além do certificado e do uso do selo TOP 100, os premiados também participam de outros eventos comerciais. Nessa terceira edição, o Prêmio Sebrae TOP 100 de Artesanato contou com apoio do Governo Federal, Fundação Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal (CEF), Serviço Social da Indústria (Sesi), Correios e Petrobras.

Serviço:
Agência Sebrae de Notícias: (61) 3243-7852 / 2107-9104 / 3243-7851 / 9977-9529
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800
www.agenciasebrae.com.br

 

 

Via RSS de RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Leia em RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Comente este artigo

Populares

Topo