X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Astoxinasmaispredominantesquedestroemoorganismo
Vida Saudável

As 5 toxinas que destroem o organismo

Diariamente ingerimos toxinas que vão nos matando aos poucos. Fique atento ao seu consumo

Diariamente ingerimos toxinas que vão nos matando aos poucos. Fique atento ao seu consumo

Com milhares de toxinas em circulação no mundo, fica muito fácil que estejamos com nossos corpos cheio delas.

Os alimentos que anteriormente eram nutritivos foram desnaturados a ponto de hoje eles possuírem pouquíssimos benefícios, além do ar e da água terem ficado perigosamente poluídos.

A seguir listamos5 toxinas para ficar especialmente preocupado e atentos com a sua ação em nosso corpo.

#1. Os metais pesados

Os metais pesados ​​não são algo que as pessoas normalmente se preocupam em relação à comida, ar, água e produtos de higiene pessoal. Mas, infelizmente, essa não é uma situação recorrente.

Pontos comuns de exposição a metais pesados ​​estão incluindo: frutos do mar, próteses dentárias, vacinas, produtos de higiene pessoal, potes e panelas, fermento em pó, fumaça, tinta, água, locais de trabalho, e trilhas de condensação.

Estas toxinas mortais podem causar estragos imediatos causando dor crônica, fadiga, confusão mental,  problemas gastrointestinais,  alergias, dores de cabeça, depressão, problemas de pele, insônia, paralisia, e muito mais.

Podemos estar ingerindo metais pesado em mais produtos que imaginamos.

Podemos estar ingerindo metais pesado em mais produtos que imaginamos.

#2. Organismos geneticamente modificados

Os organismos geneticamente modificados (OGM) são alimentos que foram criados a partir de mudas de vegetais com pesticidas tóxicos, herbicidas e bactérias assim danificam as plantas para que elas fiquem inerentemente protegidas de pragas que podem tentar danificá-las.

Estima-se que, 85% de todo o milho, soja e óleo de canola sejam GMO e o fato de que eles são alguns dos produtos alimentares mais consumidos no planeta, os tornam um grande problema.

Se adicionarem a beterraba, algodão e outros grãos populares que podem ser contaminados ou estão na agenda para se tornarem OGM, estaremos diante de um apocalipse nutricional.

Como resultado deste processo de engenharia, os consumidores estão consumindo essencialmente sementes tóxicas juntamente com produtos químicos que são conhecidos por  transformar as células do organismo, resultando em tumores e outras formas de câncer.

#3. Radiação

Existem algumas formas de radiação, porém as mais mortais que estão poluindo o nosso planeta são o césio-137 e radiação eletromagnética.

Testes de radiação recentemente realizados por funcionários municipais, na Califórnia mostram um aumento de 500% na radiação.

Agora é considerado amplamente por especialistas que o césio-137 entrou na cadeia alimentar de modo que qualquer marisco capturado no oceano Pacífico é suspeito de estar significativamente contaminado.

No entanto, isso não é tão difundido como uma preocupação parecida com a radiação eletromagnética. Com a onipresença de sinais Wi-Fi, telefones celulares, TVs, computadores e microondas este tipo de radiação é quase impossível de se evitar.

#4. Xenoestrógenos

Xenoestrógenos, como é chamada a criação de moléculas que imitam o estrogênio é uma toxina muito comum encontrada entrelaçada na vida do dia-a-dia.

Os lugares mais comuns que podemos encontra-los são: recipientes de plástico, revestimento de alimentos, copos de isopor, enlatados e suas embalagens, cosméticos, produtos de higiene pessoal e produtos químicos agrícolas.

Esses desreguladores hormonais podem causar todos os tipos de problemas relacionados aos hormônios, incluindo o sono ruim, a falta de energia e libido, assim como câncer de mama, ovário e de próstata.

Os xenoestrógenos são responsáveis por causar vários danos à nossa saúde.

Os xenoestrógenos são responsáveis por causar vários danos à nossa saúde.

#5. Os adoçantes artificiais

Foi muito falado por algum tempo sobre os perigos de adoçantes artificiais como aspartame e sucralose, mas isso não impediu que muitas pessoas consumissem os produtos que o continham.

É encontrado em refrigerantes diet, iogurtes, goma de mascar, molhos de cozinha, adoçantes de mesa, água com sabor, cereais e produtos livres de açúcar.

O aspartame é uma combinação de produtos químicos, nomeado de ácido aspártico (um aminoácido com efeitos excitatórios em células do cérebro), metanol e a fenilalanina que  os cientistas classificam como altamento tóxico.

Foram documentados 90 sintomas diferentes como resultado do consumo de aspartame, incluindo ataques de ansiedade, fala atrapalhada, fadiga, depressão, enxaquecas, zumbido, vertigem, palpitações, náuseas e espasmos musculares.

___

Este artigo foi adaptado do original, “The 5 most prevalente toxins destroying the body”, do NaturalNews.

Comente este artigo

Populares

CONTEÚDO EXCLUSIVO. TÁTICAS UTÉIS. EMPREENDEDORISMO COMO NENHUM OUTRO.

Para fechar esta janela, clique na área escura.

CLOSE
Topo