X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

(4) “Vc tem que ser grande para admitir seus erros, inteligente para lucrar com eles, e forte para corrigí-los”.


Nós, empreendedores, cometemos erros a dar com pau. É um erro atrás do outro, as vezes sem perceber, as vezes acumulando erros que vão nos desviando mais e mais do caminho original que deveríamos atingir. 

Dá para perder a conta dos erros que cometemos. Ou pior, dos erros que não admitimos que cometemos. 

Alguns deles:

1. Nós complicamos muito as coisas simples. Você abre a empresa para ser revendedora de software, mas pouco tempo depois você passa a revender hardware porque é estratégico, serviços porque é modinha, soluções porque é a tendência. A coisa toda vira outra coisa, tão confusa e complexa que você não consegue mais descrever o que você faz exatamente, e pior, nem os funcionários, e muito menos os clientes. 

Se fosse capaz de reconhecer o erro, cortar o que não interessa, a empresa lucraria mais, cresceria muito mais rápido. 

Pareto vale para tudo, e vale para a tua empresa. 80% das suas vendas vem hoje de 20% dos seus produtos ou serviços. Portanto, corta fora 30% do que você faz que ninguém vai sentir falta, muito menos você. 

A comédia da coisa toda é que nos recusamos a cortar coisas que na verdade nem fazemos direito. 

Você tem que simplificar as coisas. Ponto. 

2. Treinamento zero. Eu sei que nas pequenas empresas o tempo parece passar mais rápido, os recursos parecem ser mais escassos, tudo parece faltar. Mas uma coisa que não pode ficar de fora do dia-a-dia é treinamento & educação da galera. 

Vendedor tem que fazer treinamento de vendas, marketeiro tem que assistir palestras de marketing, o cara do financeiro tem que assistir a palestras sobre contas a pagar e receber, o empreendedor tem que se submeter a sessões de troca de idéias com outros empreendedores. 

Faça online, faça presencial, faça fora do país, invista em educação, é o investimento mais fodástico que você poderia fazer na sua empresa. 

Nós precisamos de melhores pessoas, pessoas mais preparadas, mas infelizmente a nata da nata não tá muito afim de trabalhar em pequenas empresas. Portanto, a galera que você precisa, você precisa desenvolver dentro de casa. Ou você desenvolve os caras, ou morre fazendo tudo sozinho. Ponto. 

3. Falta de marketing e comunicação. Todo mundo começa a empresa achando que basta abrir a “lojinha” que os clientes vão aparecer. Nem a pau. Se a sua idéia for “louca”, ninguém vai entender, consequentemente nem te notar. Se a sua idéia for “commodity” ninguém vai dar valor, porque todos já estão razoavelmente felizes com o que tem. Ou seja, se você abrir a “lojinha”, OS CLIENTES NÃO VIRÃO. 

O seu produto teria que ser dúca, a sua comunicação teria que ser dúca, o seu preço e condições teriam que ser dúca, o seu concorrente teria que estar dormindo por 1 ano, o seu cliente teria que ter tempo de sobra para ouvir você falar, como nada disso é realidade, baixa a bola, e invista consistemente em comunicação para a coisa virar. 

As coisas vão virar, não me entenda mal, mas leva muito tempo para isso acontecer. Para acelerar o processo, você precisa fazer marketing e comunicação. Não apenas publicidade ou mala direta e brindes, mas marketing inteligente, com conteúdo, tecnologia por trás e pessoas que pensam na frente sintonizadas com o processo de compras do cliente. 

E você precisa fazer essa comunicação não apenas por uma semana, ou um mês, mas por pelo menos 1 ano. 

Reserva uma graninha no orçamento, invista consistentemente em comunicação.

(logo mais eu falo dos outros erros, fique a vontade para acrescentar os seus)

 

Via RSS de BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Leia em BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Comente este artigo

Populares

Topo