X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Assessoria de imprensa também deve levar em conta a arte de inovar


Trabalhar com assessoria é complicado, pois muitas vezes os recursos são limitados e não há uma atenção para a criação de ações, sejam elas isoladas ou contínuas, mantendo o trabalho no acompanhamento, produção e disseminação de conteúdo (homepage, redes sociais, canais terceiros), clipping e filtros de informações. Normalmente público e linguagem não são levados em conta, apenas com a abrangência.

A padronização nos formatos traz um conforto quase mórbido ao contexto da assessoria, sem contar que não há diferenciais. Não há preocupação com a linguagem da web, muito menos com o público de cada mídia, apenas a disseminação de uma informação que não gera influência na web. Esse condicionamento torna o quão atrasado está o contexto de mercado neste ramo.

Assessoria de imprensa também deve levar em conta a arte de inovar

Observando diversos perfis gerenciados por assessorias (pessoas públicas, órgãos governamentais, etc), percebe-se que poucos procuram a interação com o público e não há um tratamento específico a estes como deveriam ser tratados: clientes interessados num produto. Em outras palavras, pouco se vê de 2.0 dentro de assessorias atualmente. Afinal, por que isso?

Há uma carência de conhecimento, tanto por parte dos assessorados quanto dos assessores, por conta da mudança muito rápida dos fatores que atraem o público. Em 2010, o foco era linguagem e interação; em 2011, a interação multimídia e discussão e, em 2012, o apelo é fortemente visual, avaliando o momento e o público abrangido. Sabendo disto, é necessário que a assessoria se preocupe não apenas com o conteúdo, mas como vendê-lo e multiplicá-lo.

Hoje, assessoria não passa de mais do mesmo. Ou se segue o manejo tradicional ou se utiliza de padrões, baseados em agências e portais de notícias. Não confundam as coisas, são fatores diferentes. Mesmo sendo profissionais da comunicação (normalmente jornalistas), a assessoria vende um produto, a imagem do assessorado e boa parte delas não contam com agências para trabalhos em web 2.0. Portando, pense não apenas como um comunicador, mas também como um vendedor e adeque-se ao meio e público abrangido e acrescente atrativos, dentro das possibilidades

Via RSS de Blog Mídia8!

Leia em Blog Mídia8!

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo