X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Como fazer a gestão financeira da sua empresa


O superintendente Nacional de Micro e Pequena Empresa da Caixa Econômica Federal, Dário Araújo, dá dicas de como administrar as finanças de uma empresa. Segundo ele,“pode-se definir como planejamento estratégico como sendo a junção dos planejamentos operacionais e financeiros. Depois do planejamento, vêm as fases de execução e controle do negócio com acompanhamento dos resultados versus os planejados.” As dicas foram publicadas no Blog Empreendedores.

Para o empreendedor se posicionar no mercado e conseguindo ter seus produtos e serviços reconhecidos pelos consumidores, deve atentara para as seguintes questões:

Departamento Operacional

Esse departamento é responsável pela gestão do negócio em relação aos produtos. Aqui é necessário avaliar as oportunidades de mercado e clientes potenciais. Selecionar insumos, matérias-primas, fornecedores e empregados que atendam às condições para realizar a produção, vendas, entregas nas condições negociadas e manter relacionamento com os clientes para futuros negócios são tão importantes quanto cuidar do processo de compra, conservação – no caso de comida, processamento, e estocagem.

Operacional: perguntas que todo empreendedor deve se fazer

– Qual a demanda esperada e a capacidade/interesse da empresa em atender no curto, médio e longo prazo em quantidade de vendas (kg) – respectivamente no 1º ano, 2º e 3º em diante?

– Quais as metas de venda, produção e entrega por semana/mês para atingir os objetivos?

“Respostas a essas perguntas requerem estudos de mercado quanto a fornecedores, consumidores, matérias-primas, sazonalidades, domínio pelo empreendedor do processo produtivo e outras afins que vão compor o chamado planejamento operacional da empresa”, diz Araújo.

Departamento Financeiro

É o departamento responsável pelo dinheiro do empreendimento. Ele define a composição das fontes de financiamento entre recursos próprios, fornecedores e bancos. Alocar os recursos próprios, negociar com fornecedores e bancos condições, tais como volumes de crédito, prazos e formas de pagamento e orientar as condições de compra e venda, como volumes de contas a pagar e receber, prazos e formas de pagamento/recebimento.

Para qualquer empresa funcionar, é necessário avaliar os dois recursos financeiros:

capital de investimento, que significa montar a estrutura física com máquinas e equipamentos; e capital de giro, que é como o empreendedor garante o fluxo de caixa para manter as despesas de curto prazo enquanto aguarda as entradas de receitas.

Financeiro: perguntas que todo empreendedor deve ser fazer

– Considerando os custos e receitas esperadas em função dos objetivos de curto, médio e longo prazos em volumes financeiros – respectivamente no 1º ano, 2º e 3º em diante – o empreendimento é viável?

– A realização da metas de produção e venda por semana/mês gera receitas suficientes para saldar os compromissos com fornecedores/bancos nos prazos acordados e margem de lucro adequada ao negócio?

“Nesse caso, as respostas dependem de estudos financeiros que incluem definição de custos de produção, preços de venda, orçamentos de receitas e despesas, contas a pagar e a receber, necessidade de capital de giro, fluxo de caixa, remuneração do empreendedor e outros integrantes do planejamento financeiro da empresa”, explica Araújo.

Via RSS de Faça Diferente

Leia em Faça Diferente

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo