X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Do bootstrap ao faturamento multimilionário + fusão internacional


d restaurantewebComer comer, comer comer, é o melhor para poder crescer. Especialmente para o RestauranteWeb: em operação desde 2003, o pai de todos os agregadores online de delivery no Brasil acaba de passar por uma fusão com o grupo Just Eat, que iniciou em 1999 na Dinamarca e hoje, sediado em Londres, já opera em 13 países (entregando 45 mil pedidos nas horas de pico).

Há alguns dias, almocei com o fundador do RetauranteWeb, Marco Antonio Corradini (à direita na foto) e com Emerson Calegaretti (à esquerda), atual gerente nacional do Brasil e responsável pela expansão do Just Eat (que é investida por Redpoint Ventures, Index Ventures, Greylock Partners, SM Trust e Venrex).

Além de um pouquinho sobre os bastidores da fusão (que alguns consideram aquisição, já que o Just Eat declarou que vai investir R$ 25 milhões no Restauranteweb em 5 anos), conversamos sobre como hoje o mercado está diferente de quando o RestauranteWeb iniciou – e de como ainda é importante apresentar qualidade e diferenciais.

Marco Antonio ainda era funcionário de TI de uma empresa quando começou a desenhar o RestauranteWeb. Trabalhava à noite, ia aos restaurantes conversar com os gestores. “Se hoje nem todos restaurantes usam TI de forma avançada, imagina na época”, relembra. Com muita atenção e dedicação, foi conquistando restaurantes parceiros – e outro sócio da área tecnológica, Luiz Carlos Jarez.

Um dos diferenciais conquistados foi o desenvolvimento de um sistema que rastreia se o pedido enviado ao restaurante já foi atendido – se não foi, os atendentes do RestauranteWeb telefonam para o local, verificam o caso e, se necessário, entram em contato com o cliente que fez o pedido pelo site. O site vai fechar o ano com faturamento de R$ 20 milhões, gerados com mais de 180 mil clientes que gastaram R$ 900 milhões pedindo comida em mais de 1 mil restaurantes cadastrados.

Calegaretti trabalhou no UOL, quando este ainda era apenas uma salinha com poucas pessoas, depois foi o primeiro funcionário da Google no Brasil, CEO do MySpace, da Publicar Brazil e da CerejaPRN (sem contar passagens pela Starmedia, InterShop, Banco Nacional de Paris, Siemens, entre outros). Para ele, o momento da inovação na Internet brasileira passa por refinar os modelos de atuação e de aplicação em outros segmentos.

Aí está um prato cheio para quem tem fome de aumentar seus negócios. Veja no site do RestauranteWeb uma lista de vantagens para clientes e restaurantes.

d cAUqxCMVo

Via RSS de startupi

Leia em startupi

Comente este artigo

Populares

Topo