X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Educar o cliente: o desafio para quem trabalha com marketing digital em pequenas e médias empresas


Quem trabalha com marketing digital (e acredito que marketing digital é marketing em geral) em pequenos mercados como aqui em Aracaju, por exemplo, sente diariamente a dificuldade de fazer o cliente entender a importância do investimento na internet e de que a velocidade com que trocamos informações na internet não é necessariamente a mesma do crescimento de sua estratégia web, sobretudo quando esse o negócio desse cliente é pequeno ou médio. E o que fazer diante disso?

Existem várias posturasobs que os profissionais, sejam freelancers ou trabalhadores em agências, têm diante dessa questão. Quase todos reclamam, muitos quando podem escolhem os “melhores” clientes, alguns baixam os preços de seus serviços (isso quase nunca dá certo), outros posam de gurus e prometem um paraíso inalcançável e uns poucos buscam educar o cliente – e isso é o que precisamos.

O cliente entende de sua área de atuação ao passo que nós entendemos da nossa. Ainda que isso pareça óbvio, uma grande parcela dos empreendedores acreditam que eles sabem fazer marketing na internet e só não fazem por que não tem tempo ou e/ou não dá resultado. Assim, esse cliente acaba indo atrás de um “sobrinho” ou querendo pagar pouco pelo seu trabalho. Esse é o principal caso de um cliente que precisa ser “educado”.

Educar um cliente é ter uma relação direta e transparente com ele, onde cada um dentro de sua área de conhecimento/atuação ira ajudar o outro a construir uma estratégia de comunicação efetiva na internet. Isso pressupõe um profissional que fuja da tentação de posar de guru ou que aceite cegamente as sugestões do cliente, mesmo que elas sejam ruins.

Essa relação profissional é mais difícil, pois fará você sair de sua zona de conforto, mas os benefícios são maiores, pois os resultados de suas ações serão melhores (lembra que o cliente é quem sabe de sua área) e no médio prazo possíveis exigências absurdas não virão mais. Além disso, o mercado como um todo ganha com isso, pois se cria uma cultura de transparência, preço justo e colaboração.

E você, já tentou educar seu cliente? Conte sua experiência nos comentário!

Por Mike Gabriel Almeida Lopes, programador do Tribunal de Justiça de Sergipe e freelancer em marketing digital. @mikegabriell

Via RSS de Blog Mídia8!

Leia em Blog Mídia8!

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo