X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Mercado de aplicativos cresce e pode atingir US$ 38 bilhões até 2015


O mercado de aplicativos deverá movimentar cerca de US$ 29,5 bilhões no mundo este ano, com expectativas de crescimento de US$ 38 bilhões até 2015, de acordo com consultorias Gartner, MarketsandMarkets e Forrester Research. Esse cenário tem como motivador o aumento das vendas de aparelhos móveis, como tablets e smartphones. O momento positivo tem atraído a atenção de um grupo de profissionais interessados em aproveitar as oportunidades que o setor oferece.

Somente na Apple Store, loja digital para a plataforma iOS, mais de 120 mil pessoas, de 77 países, sendo 4.800 brasileiras, estão cadastradas para desenvolver aplicativos. Existem, ainda, milhares de indivíduos trabalhando com outras plataformas, como Android, Blackberry e Windows Phone. “O mercado de aplicativos está em franca expansão e promete ainda mais oportunidades de empregos e de atuações. À medida que os dispositivos vão evoluindo e mais pessoas adquirem aparelhos, o mercado vai se tornando mais amplo e carente de profissionais capacitados e especialistas”, explica o assessor de tecnologia e professor da Faculdade COTEMIG, Virgílio Borges de Oliveira.

Apesar dos números positivos do mercado, apenas 10% dos títulos lançados na Apple Store atingem mais de 100 mil downloads, 79% não chegam a 10 mil e cerca de 700 mil nunca foram baixados. Para Oliveira, o profissional que deseja ingressar neste segmento precisa ter uma base sólida de conhecimento para o desenvolvimento de um produto mais robusto. “Para aqueles que querem atuar nesta área vale a pena investir em cursos de programação mobile. É preciso ter criatividade para pensar em aplicativos que sejam de interesse do público e ter noção de design para desenvolver um visual que atraia a atenção dos consumidores. A formação vai garantir que o desenvolvedor aplique os conhecimentos mais modernos na produção usando o máximo de seu potencial”, afirma.

O diretor da empresa especializada em tecnologia para mobilidade e inteligência corporativa Ledcorp, José Lúcio Balbi de Mello, afirma que o mercado de aplicativos está em franca expansão, sendo que um exemplo é a diversidade de categorias disponíveis, como programas para saúde, para entretenimento, para turismo e corporativo. Para Balbi, o desenvolvimento de apps personalizados para empresas exige ainda mais conhecimento técnico. “O profissional precisa compreender exatamente como o aplicativo pode ser atraente e útil para os seus usuários. Nesse processo, é indispensável associar outras tecnologias, como a geolocalização, as redes sociais e a interação de ler e inserir comentários ou informações. Outro ponto essencial é analisar os recursos do aparelho a ser utilizado, levando em consideração a duração da bateria, o acesso à iInternet e utilização de recursos como Bluetooth e rede sem fio, por exemplo. É esse processo que realizamos para desenvolver aplicativos para o mundo corporativo, como o Sales Force, cujo objetivo é transformar um tablet ou celular em um escritório de vendas e o app Tracking, que localiza e acompanha o deslocamento das equipes de venda”, conta.

O estudante Rafael Rodrigues Moura cursa o terceiro período do curso de Sistemas de Informação da Faculdade COTEMIG e já trabalha com o desenvolvimento de aplicativos. A experiência obtida com a prática e os conhecimentos transmitidos durante o curso foram essenciais para seu ingresso no mercado. “A formação na faculdade está me ajudando a ingressar na área a partir dos cursos nos quais colocamos a mão na massa. Quem quiser trabalhar com aplicativos precisa estudar e praticar bastante”, conta.

As oportunidades do mercado fazem com que o interesse pela área aconteça cada vez mais cedo. A estudante do Colégio COTEMIG, Izabella de Avelar Pessoa, já manifestou o desejo de trabalhar no segmento. Ela pesquisou na internet e contou com orientações dos professores em sala de aula para desenvolver um aplicativo quando ainda tinha 15 anos. Hoje, com 16, criou outros três, mas segue procurando conhecimento e se aperfeiçoando para fazer ainda mais. “Quando se fala em tecnologia, deve-se estar ciente de que é um aprendizado eterno, cada dia surge algo novo, você deve estar disposto a estar sempre se aperfeiçoando, sempre estudando e aprendendo coisas novas, compartilhando conhecimento”, diz.

Com os aplicativos, uma ideia simples pode rapidamente se tornar um grande sucesso. O estudante de Sistemas de Informação da Faculdade COTEMIG, Guilherme Rodrigues Vasconcelos, atua com desenvolvimento de aplicativos e acredita que as tecnologias devem surgir pensando no cotidiano e na vida das pessoas. “As criações vem de problemas que você enxerga no dia a dia. Precisamos saber identificá-los e produzir aplicativos simples e capazes de criar soluções”.

Via Zoom Comunicação.

O post Mercado de aplicativos cresce e pode atingir US$ 38 bilhões até 2015 apareceu primeiro em Blog Mídia8! » Comunicação digital e redes sociais.

Via RSS de Blog Mídia8!

Leia em Blog Mídia8!

Comente este artigo

Populares

Topo