X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

O defunto nem foi enterrado e o mundo corporativo vende o caixão.


Semanas atrás eu testemunhei uma cena bizzara. Pelo menos para mim. 

Depois de alguns “quarters” sem bater meta, uma big fucking multinacional corta um gerente de novos negócios responsável por desenvolver as áreas X, Y e Z.

Não precisou 2 minutos para os colegas de trabalho do demitido se reunirem no centro do escritório para conversar sobre duas decisões incrivelmente cruciais e críticas para o sucesso da fucking multionacional:

1. Quem vai ficar com o carro do cara. 

2. Quem vai ficar com o escritório do cara. 

Uma rodinha de três gerentes de contas se forma. 

Um gerente, que ganha 30 mil por mês, diz para o outro:

“E ai, quem vai ficar com o carro dele?”

O outro gerente, que também ganha 30 mil por mês, responde:

“É minha vez. Faz 4 anos que eu estou com o mesmo carro da empresa. Agora é a minha vez.”

Depois de uns 15 minutos de discussão para ver quem leva o carro do defunto, os pimpolhos mudam o assunto. 

O terceiro gerente pergunta:

“Mas… quem vai ficar com a sala dele?”

Aí, o bicho pegou. Não teve acordo, os três brigaram, discutiram, arrancaram as unhas, ficaram descabelados e o escambau. 

Não conseguiram chegar a nenhuma conclusão, e prometeram levar a discussão para o tapetão, no caso, a sala do gringo. 

Parece piada mas a cena é real. Eu estou falando de uma big fucking multinacional que vende produtos na novela das oito. Eu estou falando de três adultos pais de família, cabelos ensebados, ternos ambulantes. 

Triste, triste por diferentes razões, mas acima de tudo por saber que o sonho de consumo dessa turma é ter uma sala envidraçada na Berrini em São Paulo com a janela voltada para o Rio Pinheiros e a tal da Ponte Estaiada. 

Triste, muito triste. 

Você conhece alguma história parecida? 

Compartilhe!

Via RSS de BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Leia em BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo