X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Por favor, aguarde: nossos atendentes estão todos ocupados


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

É sempre a mesma coisa: você liga para a sua operadora de TV a cabo (ou celular, ou cartão de crédito) e fica horas com o telefone grudado na orelha, esperando que alguém de carne e osso se digne a atender. Que tal nunca mais ter que passar por isso? E se, em vez de ficar escutando aquela musiquinha irritante, você pudesse simplemente colocar o número desejado no celular, e daí receber um aviso quando já houvesse um atendente do outro lado da linha, pronto para ouvir sua reclamação?

Esse sonho dourado já é possível – pelo menos nos Estados Unidos. A empresa FastCustomer lançou um aplicativo que funciona tanto em iPhones quando em aparelhos que usam o sistema Android. Funciona assim: quando você clica no aplicativo, aparece um cardápio de companhias – no momento são 2.500 em solo americano. Você seleciona uma e o app avisa que vai fazer a chamada telefônica. Quando um funcionário finalmente atende do outro lado da linha, o aplicativo diz a ele: “Por favor, disque 1 para falar com o seu próximo cliente”. No momento em que o atendente disca o número 1, o aplicativo te avisa. Como o serviço é novo, pode acontecer de o funcionário da companhia em questão não entender nada, ou mesmo se recusar a discar o número 1. Sem problemas: se isso acontecer, o aplicativo ligará de novo, até que alguém do outro lado da linha finalmente aperte o botão desejado.

O fundador da FastCustomer, Aaron Dragushan, teve a ideia quanto tentava falar com a Concast, gigante da TV a cablo, telefonia e internet nos EUA. “Depois de 20 minutos esperando, pensei: ‘Estamos na era da tecnologia, não é possível que alguém tenha que esperar tanto tempo!’”. Por enquanto, 20 mil pessoas fizeram o download do programa. Segundo o empresário, a receita do negócio virá de serviços especiais que serão oferecidos aos clientes, e também da venda de dados para as companhias. Será que alguém se habilita a lançar esse serviço aqui no Brasil? Algo me diz que faria muito sucesso…

Via RSS de Papo de Empreendedor

Leia em Papo de Empreendedor

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo