X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Resumão Digital Age 2.0


Perdeu o Digital Age 2.0? O evento foi palco de apresentações e debates sobre passado, presente e futuro dos negócios na web e, principalmente, nas mídias sociais. Mais do que mudar a forma de produzir e divulgar produtos, a SM está transformando os hábitos e necessidades dos consumidores e, consequentemente, a relação entre eles e as empresas. Quer saber mais? Então dá uma olhada no resumo das principais apresentações!

Sua marca está na web

Gal Barradas, sócia e CEO da F.Biz, falou sobre uma das maioresvantagens da web: a possibilidade de ver e investir na individualidade de cada consumidor. Ela também explicou o conceito “cultura de marca”, que relaciona o produto à mensagem que a empresa quer passar. Em seguida foi a vez de Edmar Bulla, especialista em marketing digital e CEO da CROMA,  lembrar a enorme diversidade do público brasileiro e dizer como é difícil produzir conteúdo para cada região do País.

Content Fusion

Presidente de Digital Communications da Weber Shandwick, Chris Perry  propôs um debate sobre as mudanças que as redes sociais estão provocando nos negócios. Rene de Paula, especialista em social media e colaborador da Results, ressaltou o valor dos sonhos para que as empresas se tornem mais humanas e disse que as mídias sociais são grandes aliadas nessa missão, desde que você saiba como usá-las.

Mídia extraordinária usada de forma ordinária

Fernando Taralli, presidente da agência Energy, subiu ao palco para mostrar como ainda temos muito o que aprender sobre publicidade online e mostrou exemplos de estratégias mais sofisticadas, que aos poucos chegam a países como o Brasil, onde o público da web é cada vez maior.

 A próxima batalha pelo consumidor

O fundador e CEO da LUMA Partners, Terence G. Kawaja, ,abriu o segundo dia de Digital Age 2.0 com uma conversa descontraída na qual explicou que a mídia passa por revoluções constantes em todos os setores, da produção de conteúdo à divulgação e branding.

Engajamento e negócios

Michel Lent, sócio e vice-presidente de estratégia do grupo .Mobi/RBS,  explicou que, com redes sociais mais populares e aplicativos mobile mais práticos, o público está navegando menos em sites. Isso aumenta a competição entre as empresas que produzem conteúdo, como lembrou Dario Bugatti, gerente de internet da Lopes Consultoria de Imóveis. O debate ainda contou com Paulo Amaral, multi-channel marketing leader da Merck, e Eric Santos, CEO da Resultados Digitais.

Social Commerce

Alexandre Hohagen, vice-presidente do Facebook na América Latina, falou sobre o papel da rede social na fase pela qual a web está passando e apresentou o conceito de “Social by Design”, que valoriza o compartilhamento de dados entre consumidores e coloca o dia a dia dos usuários no topo das prioridades do marketing digital. Na mesma apresentação, Frederico Trajano, diretor de vendas e marketing do Magazine Luiza, deu exemplos de como o compartilhamento de informação entre diversos canais beneficia o comércio.

Expert sourcing: como usar a sabedoria da multidão

Para falar de grupos é preciso compreender o indivíduo. Foi isso Simone Mazer, VP para França e America Latina da iStockphoto, mostrou em sua apresentação sobre crowdsourcing. Em seguida foi a vez de Andy Jedynak, CEO da Poptent.net, subir ao palco e dizer que essa tendência é “o exemplo perfeito de como vivemos em um tempo de cultura” e de trocas de informações.

 

Via RSS de ResultsON

Leia em ResultsON

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo