X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Todos os clientes de uma operadora americana são espionados pelo governo, mesmo que não sejam suspeitos


Imagine se você descobrisse que o governo pode ter acesso aos seus registros telefônicos apenas fazendo um pedido às operadoras? Isso viola seu direito constitucional à privacidade, e parece ainda mais injusto se você não fez nada de suspeito.

É um cenário preocupante e talvez até ilegal. E é exatamente isso que está acontecendo nos EUA: a Agência de Segurança Nacional (NSA) está coletando os registros telefônicos de milhões de cidadãos na operadora Verizon.

O jornal britânico The Guardian obteve acesso à ordem judicial da FISA (Tribunal para Vigilância de Inteligência Estrangeira), um tribunal secreto. Ela requer dados que identificam quem fez e recebeu as ligações, incluindo data e horário. O conteúdo das conversas, no entanto, não foi exigido.

A Casa Branca respondeu dizendo que a coleta de registros telefônicos nos EUA são “uma ferramenta fundamental para proteger o país de ameaças terroristas”. O que pode ser verdade, mas não significa que isso seja ético, legal ou correto.

Normalmente, a FISA emite ordens judiciais após identificar suspeitos específicos; desta vez, eles quiseram monitorar todo mundo. E não é a primeira vez que isto acontece. Em 2006, o jornal USA Today revelou que a NSA estava coletando os registros telefônicos de milhões de americanos, nas três maiores operadoras, e usando os dados para detectar atividades terroristas.

Em 2001, pouco após os ataques de 11 de Setembro, a NSA recebeu autorização para coletar registros de telefonemas, e-mails e uso de internet para combater ameaças de terrorismo. No entanto, acreditava-se que isto seria restrito a suspeitos – em vez de envolver todo e qualquer usuário de telefone.

A ordem judicial da FISA diz que o governo americano tem “autoridade ilimitada para obter os dados por um período de três meses, terminando em 19 de julho”. A ordem foi concedida em 25 de abril, então os dados foram coletados desde então.

O que exatamente a NSA está coletando? A ordem judicial diz que a Verizon precisa fornecer dados sobre ligações dentro dos EUA, ou entre EUA e outro país. O tribunal exige os “metadados de telefonia”: número de telefone de origem e destino, número IMSI, número IMEI, hora e duração da chamada, e mais.

Isso é basicamente o que você é, onde você está, com quem você está falando e quanto tempo você levou. Isto não inclui o conteúdo da conversa: parece que o governo americano não saberá o que você conversou com seu amigo nos EUA – mas saberá todos os outros detalhes da ligação.

Ainda há muito a se descobrir sobre a ordem judicial. Isto é algo não-recorrente? Isso é ilegal? Outras operadoras de telefonia também entregam dados para a NSA? Sprint e AT&T se recusaram a comentar. [The Guardian e Associated Press]

Imagem por Tischenko Irina/Shutterstock

decdd TviiGeQY

Via RSS de Gizmodo Brasil

Leia em Gizmodo Brasil

Comente este artigo

Populares

Topo