X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

TWITTER NAS OLIMPÍADAS: FAIL, FAIL E EPIC FAIL


ce twitter olimpiadas youpix

As Olimpíadas esse ano estão causando nas redes sociais, né? Primeiro com uma atleta grega que foi expulsa por ter tuitado uma mensagem racista, depois com o Comitê Internacional pedindo pras pessoas evitarem tuitar durante provas ao ar livre, aí mais um atleta (dessa vez suíço) expulso por tweet racista… Agora foi a vez do britânico Tom Daley, do salto ornamental, aparecer.

Ele ficou em quarto lugar na competição que rolou no dia 30 de julho e depois recebeu o seguinte tuíte: “@TomDaley1994 Você decepcionou seu pai, espero que saiba disso”. Detalhe que o pai dele morreu ano passado de câncer cerebral.

O próprio Tom retuitou respondendo “Depois de dar tudo de mim… ainda tem idiotas que me mandam isso”. O troll respondeu pedindo desculpas, mas depois do silêncio do atleta, ele voltou com tuítes agressivos. Veja como foi:

 

fbe tom daley troll youpix

E foi assim por horas! Depois de descobrir quem era o autor, a polícia prendeu o garoto, que tem só 17 anos.

O uso do Twitter nessas Olimpíadas tá levantando questões que a gente esperava já terem sido superadas, como o próprio racismo. Afinal de contas os jogos são também pra promover a interculturalidade, certo? Mas com o Twitter, as máscaras caem e quem parecia não ter preconceitos acaba sendo exposto.

Além da agressão ao Tom Daley, a judoca brasileira Rafaela Silva foi vítima dos trolls. Depois de usar uma tática proibida no tatame, foi desclassificada. Imediatamente choveram tuítes comentando o fato, inclusive comentários racistas, chamando ela de “macaca”. Depois de ~xingar muito no twitter~, a conta dela foi bloqueada por algum tempo, até que voltou e ela pediu desculpas pelo descontrole.

O Twitter é, pros atletas, a melhor forma de se comunicar com quem ficou em casa, mandar notícias pra família e receber apoio dos fãs. O problema é que eles acabam tendo contato também com o outro lado, dos haters, e às vezes na pressão da competição, não dá pra lidar bem com isso.

Ao mesmo tempo, temos os torcedores que cultivam uma falsa sensação de intimidade com o ídolo. Isso acontece em todas as áreas, e eles se sentem à vontade pra comentar coisas… mesmo que elas sejam absurdamente sem-noção! Eles querem a atenção dos ídolos, custe o que custar. Depois de enviar mil tuítes legais sem receber resposta, acabam enviando tuítes agressivos, que chamam mais atenção. É o cúmulo da attention-whorezice.

Parece que as pessoas não entendem que o que você escreve no twitter tem consequências na vida real. A gente vê muita gente espalhando hate sem pensar no outro lado. Felizmente ainda temos mais exemplos do twitter sendo usado pra coisas boas, do que pro mal.

Em relação aos Jogos Olímpicos, com certeza ainda veremos mais notícias relacionadas ao uso de redes sociais durante a competição. Ironicamente, ao mesmo tempo em que o COI encontra problemas com o uso da tecnologia, ainda existem problemas que pra nós parecem muito “coisa do século passado”, como o caso da judoca saudita que foi autorizada a lutar de véu. Cada cultura com seus embates, né?

Via RSS de ResultsON

Leia em ResultsON

Comente este artigo

Populares

Topo