X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Um erro brilhante


Shutterstock

Ninguém gosta de errar. Diante do fracasso, a primeira reação é sempre a mesma. Raiva. Decepção. Frustração. E, sobretudo, a infinita cobrança: como eu deixei isso acontecer? Algumas pessoas, porém, lidam melhor com o erro do que outras. Para elas, o erro nada mais é do que uma consequência de estar vivo. Quer dizer, se você levantou da cama hoje e saiu para a rua, pode ter certeza de que, cedo ou tarde, cometerá algum erro. Se decidiu abrir uma empresa, então, pode ter certeza de que cometerá MUITOS erros. E não há nada demais nisso.

O erro em si não tem importância: o que importa é o que você faz a partir dele. Quem diz isso é Paul J. H. Shoemaker, professor da Wharton School e autor do livro Brilliant Mistakes (Erros Brilhantes, ainda não lançado no Brasil). Segundo ele, a maioria das pessoas, diante de um fracasso, se concentra apenas nos custos: não consegui o cliente, perdi um fornecedor, não convenci o investidor etc. O que elas não percebem é que os benefícios podem ser bem maiores do que as perdas.

“Talvez o resultado ruim seja apenas uma maneira de o universo te dizer que você não avaliou bem a situação, e não escolheu o melhor caminho possível”, diz o autor. Segundo ele, esse é o momento ideal para quebrar antigos padrões e tentar enxergar a situação sob diferentes pontos de vista, imaginando outras opções de conduta. Talvez seja necessário mudar o estilo de negociação ou talvez aquele cliente não fizesse mesmo parte do seu público-alvo. E quem sabe você está procurando aportes no lugar errado? Essa análise é o que vai transformar o erro em acerto. Quando tiver que enfrentar uma nova situação do mesmo tipo, estará muito mais bem preparado para lidar com o problema – e, quem sabe, pode até ser bem-sucedido.

Claro, é mais fácil falar do que fazer. Como ignorar a intensa frustração e seguir em frente, como se nada demais tivesse acontecido? Bom, é essa a questão: nada demais aconteceu. Na minha experiência, as pessoas costumam transformar erros (pequenos ou grandes, tanto faz) em pequenas tragédias, fatos chocantes e totalmente extraordinários, que jamais poderiam ter ocorrido. O que elas esquecem é que erros não são extraordinários, e muito menos surpreendentes. Erros acontecem todos os dias. Então, aproveite para tirar o máximo proveito deles. Sua empresa agradece.

P.S. A Wharton School está realizando um concurso para descobrir quais foram os erros mais brilhantes de empreendedores em todo o planeta. Mais informações aqui.

Via RSS de Papo de Empreendedor

Leia em Papo de Empreendedor

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo