X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Growth Hacking

8 dicas práticas para o crescimento

dicaspráticasparaocrescimento

Você ouviu falar muito sobre growth hacking, mas não sabe como utilizá-lo na prática? Selecionamos 8 dicas para ajuda-lo


Você ouviu falar muito sobre growth hacking, mas não sabe como utilizá-lo na prática? Selecionamos 8 dicas para ajuda-lo

Selecionamos algumas dicas de growth hacking para você colocar em prática.

Selecionamos algumas dicas de growth hacking para você colocar em prática.

Filosofar sobre crescimento e growth hacking é um passeio. Mas há muita escassez de dicas práticas sobre a construção do crescimento de uma empresa.

Fazer uma empresa crescer é um trabalho árduo e sem nenhum glamour. Como existem milhares de comportamentos que dificultam o crescimento, aqui estão algumas dicas práticas para trabalhar no crescimento.

#1. Demora nas iterações

O exaustivo teste após teste pode levar ao que é chamado de burnout. O burnout em testes acontece quando encontrar uma resposta para uma questão tem um custo mais elevado que sua recompensa.

O primeiro sinal do burnout aparece quando o time começa a ficar sem ideias razoáveis para testar.

Neste ponto, não vale mais apena ganhar e a probabilidade de encontrar uma solução vai diminuindo.

#2. As vitórias fáceis não são reais

Tenha cuidado com as vitórias fáceis. Ela tem a característica de ser fácil por alguma razão.

Essas vitórias podem não valer a retenção dos clientes, por exemplo, porque os usuários não se importam com ela. O problema com as vitórias fáceis é que elas podem drenar a velocidade e os recursos.

#3. A velocidade é o principal objetivo

A velocidade leva ao crescimento e o crescimento só sobrevive com velocidade. Saber o momento certo é essencial para encontrar o crescimento.

Cada teste é uma oportunidade de aprender algo novo. Lembre-se sempre de diminuir tanto quanto possível sem degradar o poder de aprendizado de cada teste e seus resultados.

#4. Teste as camadas de risco

Não morda mais do que você pode mastigar. Se a velocidade é o caminho para o sucesso as grandes iterações podem atolar toda a equipe.

Para manter as coisas em movimento, misture grandes testes e pequenos testes juntos dentro do mesmo sprint para que você possa dar conta do recado.

Teste uma funcionalidade de cada vez e, faça as correções antes de partir para a próxima etapa.

Teste uma funcionalidade de cada vez e, faça as correções antes de partir para a próxima etapa.

#5. Resolva as hipóteses nulas

Não se segure em suas ideias como se elas fossem leis. Para que o crescimento seja bem sucedido, o ego precisa ser deixado pra trás.

Espere que a maioria de suas ideias fracassem. Provavelmente mais de 80% dos seus testes serão executados com falhas. Para garantir o crescimento é preciso avançar o conhecimento da empresa sobre o produto e seus usuários.

#6. O atendimento ao cliente é sua defesa

Uma vez que a iteração for testada, validada e for para a produção, alguns usuários certamente vão enviar suas reclamações.

O atendimento ao cliente pode ser um dor melhores defensores de um time de growth hacking. Use as iterações do usuário como mais uma oportunidade para coletar dados qualitativos e feedback do usuário, mas coloque isso em perspectiva.

#7. Dívida técnica é uma morte lenta

Cada engenheiro está constantemente criando novas dívidas técnicas. É impossível evitar. Mantenha a dívida no controle, já que se ele não é gerenciado gradualmente vai sufocando a velocidade.

Certifique-se que as iterações que não sejam devidamente tratadas não sejam enviadas como recursos pela metade para atrapalhar a velocidade.

#8. Gerencie seus produtos com Pareto

A equipe de crescimento é melhor utilizada em pesquisa e desenvolvimento de canais de distribuição. A equipe de crescimento deve trabalhar em produtos com 80%, o que pode ser definido com suficientemente bom estado.

Suficientemente bom significa que o recurso funciona como esperado e os usuários enxergarão o seu valor, mas ainda está faltando o acabamento de qualidade esperado pelos usuários.

O trabalho de 20% do produto deve ser deixado para a equipe principal do produto.

Obviamente, todas as dicas acima são apenas recortes, se você não seguir os conceitos básicos de desenvolvimento de produtos lean e o desenvolvimento ágil de software.

___

Este artigo foi adaptado do original, “8 pratical tips for growth”, do Aaron Ginn’s Thoughts.

Comente este artigo

Populares

Topo