X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Destaques

Paraíba tem um pequeno negócio para cada 34 habitantes


João Pessoa – Esta sexta-feira (5), Dia da Micro e Pequena Empresa, será marcada por números positivos na Paraíba. O estado tem 112 mil pequenos negócios para uma população em torno de 3,8 milhões de pessoas, o que representa uma empresa para cada 34 habitantes. O segmento, reforçado pelos microempreendedores individuais (MEI), representa aproximadamente 97% dos empreendimentos paraibanos formais e emprega quase 60% da mão de obra.

Nos últimos dois anos, a quantidade de pequenos negócios cresceu 50% na Paraíba. O número de micro e pequenas empresas (MPE) e MEI do estado aumentou de 75 mil, em 2010, para 112 mil, neste ano, segundo dados da Receita Federal. Em 2011, as MPE foram responsáveis por 88% dos novos empregos gerados no estado, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho.

O comércio é o setor predominante, com 62% do total de empresas. Já o de serviços vem aumentando a sua participação nos últimos anos e representa 22%. A indústria representa 15% do total e tem participação importante do segmento da construção civil, setor aquecido pela alta do mercado imobiliário.

“As MPE têm fundamental importância para o crescimento econômico do país, pois promovem impacto na criação de emprego e renda e geram melhorias na condição de vida da população. Também dinamiza a economia dos bairros e municípios, interiorizando o desenvolvimento. Em estados que não possuem grandes empresas, como a Paraíba, os pequenos negócios assumem ainda maior relevância”, destaca a economista e gerente de Gestão Estratégica do Sebrae na Paraíba, Ivani Costa.

Ela acrescenta que há algumas explicações para a existência do grande número de MPE. “Na maioria dos casos, os investimentos necessários para a implantação de pequenos negócios são relativamente baixos e as tecnologias, de fácil acesso. Essas duas características fazem com que as MPE se tornem uma porta de acesso para a inclusão e a mobilidade social, tendo em vista que a constituição do negócio promove indivíduos à categoria de empregador e dá oportunidade de emprego a quem não possuía”, avalia a economista.

O superintendente do Sebrae na Paraíba, Júlio Rafael, destaca ainda que o Nordeste e, especificamente, a Paraíba, vivem um bom momento para investimentos no próprio negócio. “Temos a previsão de um aumento no Produto Interno Bruto da Paraíba superior à média nacional e as instituições financeiras apresentam taxas exclusivas aos novos empreendedores. A economia local está aquecida. Esse é o momento adequado para os micro e pequenos empresários se capacitarem e buscarem os bons ventos da economia local”, completa o superintendente.

Júlio Rafael lembra ainda que a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa cria um ambiente favorável para o desenvolvimento dos pequenos negócios, dinamizando a economia do município e do país a partir de ações como a desburocratização da abertura e regularização de empresas, renovação de licenças e promoção de acesso a mercados. Outro ponto importante da legislação é o estímulo à participação dos pequenos negócios nas compras governamentais, oferecendo vantagens competitivas em relação às empresas de médio e grande porte. Na Paraíba, dos 223 municípios, 116 já regulamentaram a lei.

Serviço:
Sebrae na Paraíba: (83) 2108-1218
www.pb.agenciasebrae.com.br
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800

Via RSS de RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Leia em RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo