X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Tecnologia e Inovação

Aprenda a construir um time com Mark Zuckerberg

Mark Zuckerberg

Entenda o segredo para formar equipes inovadoras e de alta performance por trás do fundador do Facebook.


Entenda o segredo para formar equipes inovadoras e de alta performance por trás do fundador do Facebook

Em seu livro, Think Like Zuck: The Five Business Secrets of Facebook’s Improbably Brilliant CEO Marck Zuckerberg, a autora Walter Ekaterina detalha os elementos que impulsionam o sucesso de empresas empreendedoras como o Facebook.

Nesse pequeno artigo, transformamos em essência as lições que a autora disserta sobre a estratégia de Zuckerberg de incorporar a cultura do Facebook nas suas práticas de contratação, recrutamento e na gestão de pessoas.

É inegável que o Facebook trata bem os seus funcionários: comida de graça, limpeza grátis, e uma tonelada de benefícios atraentes. Mas não se engane porque a atração principal da cultura da empresa vem com a visão de seu líder.

Zuckerberg transformou muitas pessoas em engenheiros. Para muitas contratações a conversa começou com um sonoro não pela parte contratada, mas nesse momento Zuckerberg pega seu candidato para um passeio por uma longa caminhada nas montanhas, assim como também fazia Steve Jobs.

Essa caminhada, naturalmente termina no alto de uma colina com uma linda vista, tudo perfeitamente cronometrado pelo pai do Facebook.

Esse passeio nada mais serve para fazer as pessoas mudarem de ideia e apresentar a visão de Zuckerberg para o profissional e o seu papel dentro da ferramenta.

O grande diferencial do Facebook é construir um time apaixonado.

O grande diferencial do Facebook é construir um time apaixonado.

O fato de a equipe do Facebook ser uma das mais fortes da indústria não é resultado de sorte, mas da abordagem estratégica de Zuckerberg

A lição é desenvolver estratégias inteligentes de contratação que estejam em sintonia com seus valores culturais para trazer as pessoas para dentro da sua empresa.

As pessoas certas não são as pessoas que têm a competência, são aquelas que têm atitudes certas.

Algumas das empresas mais bem sucedidas do mundo têm uma abordagem não tradicional de contratação: primeiro contratar os melhores talentos, depois se preocupar em encontrar um lugar para eles.

O Facebook é um exemplo desse tipo de negócio e sabe o quanto é importante encontrar as pessoas certas. Muitas vezes eles contratam engenheiros pelas suas habilidades e visão do futuro.

Uma vez que o contratado está no escritório, perguntando sobre as suas responsabilidades, as suas instruções serão algo como: dê uma olhada em volta, descubra quais são os problemas ou oportunidades e ajude a superá-los.

A empresa incentiva seus colaboradores e a formação de equipes em torno de projetos em que as pessoas estão apaixonadas, porque os líderes entendem claramente que uma grande coisa vem de fazer algo que amamos fazer.

Essa abordagem garante não apenas que os funcionários deem o seu melhor no projeto, mas também oferece oportunidades para o crescimento na carreira com base em inteligência competitiva e competência pessoal.

Nesse sentido todos são iguais. As pessoas são reconhecidas e respeitadas com base em suas contribuições para a melhoria do produto: seu currículo e idade pouco importam.

Assegure-se de que o seu time está fazendo coisas apaixonantes.

Assegure-se de que o seu time está fazendo coisas apaixonantes.

O Facebook é uma empresa onde as ideias se transformam em produtos sendo um estagiário ou o CEO da empresa.

A estrutura de gestão plana do Facebook apoia essa abordagem. Há muito poucos vice-presidentes na empresa. Matt Cohler, é o 5º empregado do Facebook e diz: “Nós estávamos determinados a manter as coisas o mais plano possível. Quanto mais esforço fazemos para que as pessoas inventem juntas, mais deixamos as coisas pra trás”.

Andrew “Boz” Bosworth que ensinou a Zuckerberg inteligência artificial na faculdade e atualmente é diretor de engenharia do Facebook concorda:

“Deus nos livre passar um único dia sem nos prepararmos para ser o Facebook de amanhã. Nós vimos empresa após empresa que se levantou e caiu. Por isso nós lutamos com a cultura”.

Ofereça a seus empregados um plano de carreira não tradicional em que seja baseado nas suas contribuições e no seu comportamento e não idade ou carreira.

Além do mais, os melhores líderes recomendam a contratação fora da indústria. Um olhar externo pode oferecer uma nova perspectiva para renovar as energias da empresa.

Steve Jobs foi um líder desse calibre. Para ele, o que fez o Macintosh se transformar no que se transformou era que as pessoas que trabalharam nele eram músicos, poetas, artistas, biólogos e historiadores que também passaram a ser os maiores cientistas da computação do mundo.

A Southwest Airlines é outra empresa que acredita na contratação fora do seu mercado a fim de se encontrar as pessoas certas. A estratégia deve estar funcionando, nos últimos 40 anos a Southwest tem vencido com sabedoria o desafio de superar o sucesso convencional.

Contrate sempre pelas atitudes. As habilidades podem ser ensinadas a qualquer pessoa. A paixão não pode.

___

Este artigo foi adaptado do original, “Lessons about Building a Team from Zuckerberg and Facebook”, da revista Entrepreneur.

Comente este artigo

Populares

Topo