X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Motivação & Inspiração

6 regras de ouro de empreendedorismo

regrasdeourodeempreendedorismo

A melhor maneira de aprender sobre como criar negócios de sucesso é aprender com quem já fez isso. Aqui estão os conselhos de 6 empreendedores bem sucedidos


A melhor maneira de aprender sobre como criar negócios de sucesso é aprender com quem já fez isso. Aqui estão os conselhos de 6 empreendedores bem sucedidos

Empreendedorismo é mais fácil dizer do que fazer. Com a maioria das coisas na vida, ele tem o seu próprio conjunto de regras.

Não importa que tipo de negócio que você desenvolve, se você está buscando por financiamento de risco ou se você está usando o seu próprio dinheiro, ainda existem regras.

Aqui estão 6 regras de empreendedorismo que deve ajudar a lembra-lo do maravilhoso passeio que o empreendedorismo realmente é.

Você vai aprender mais com essas 6 histórias de luta empreendedora do que aprenderia lendo 6 diferentes livros. Vamos começar com as histórias.

Regras do empreendedorismo

Ray Kroc, fundador do McDonalds: “eu vou persistir”

A persistência é a palavra que muitas vezes falta no empreendedorismo. Ray Kroc é um testemunho da persistência.

Ele vendia utensílios de cozinha quando teve problemas de saúde aos 52 anos e, em 1954 comprou um restaurante familiar. E, ao fazê-lo criou uma das marcas mais icônicas do mundo.

O menu foi limitado ao fast food e essa foi uma aposta inteligente. A ideia era simples, mas elegante no momento. Embora um pouco monótono em comparação às startups de hoeje em dia, essa é uma lição valiosa.

Lição

Corra com a sua imaginação. Leve a sua ideia adiante e transforme-a em algo grande. Rompa com o status quo.

Ray Kroc: rompa com o status quo.

Ray Kroc: rompa com o status quo.

Richard Branson, fundador do Virgin Group: “dane-se, vamos fazer”

Todos nós sabemos que Richard Branson é um homem de negócios astuto com o estilo de uma nova estrela de Nova Iorque.

Ele é charmoso, social, e completamente imprevisível. E sua personalidade se infiltra através de seu negócio. Ele é um homem de ação e um empreendedor implacável.

Seu primeiro empreendimento foi uma revista que nunca decolou. Mais tarde ele encontrou uma nova maneira para as pessoas ouvirem música: ouvir os discos antes de comprar.

O empreendimento se transformou na Virgin Records. Empreendedor em série como ele é, ele passou a criar ainda mais empresas. Algumas falharam, outras deram (muito) certo.

De qualquer forma, ele nunca parou para lamentar o que aconteceu. Ele apenas continuou seguindo em frente.

Lição

Levante-se e faça algo com a sua ideia. Os sonhos não são nada se você não se preocupar com eles. Dane-se as consequências, basta realiza-los.

Não importa o que aconteça.

Richard Branson: tire a sua ideia da cabeça.

Richard Branson: tire a sua ideia da cabeça.

Steve Jobs, fundador da Apple: “eu vou seguir em frente e dar o meu melhor, não importa o que aconteça comigo

O fundador de uma das marcas mais populares na indústria da tecnologia não tem um caminho fácil. Do início humilde, Jobs lutou com grandes desafios e revés para alcançar seus objetivos ambiciosos.

A Apple começou como uma pequena empresa, cresceu como ume empresa pequena, mas rentável, e veio a público por uma luta de poder interna pelo controle da direção da Apple, empresa que Jobs fundou.

A maioria dos empreendedores teriam simplesmente virado as costas para o passado e simplesmente começado uma nova empresa.

Jobs, no entanto, fez a Apple chegar até ele. Ele começou uma empresa chamada Next, que acabou sendo comprada pela Apple e, no meio disso tudo ainda conseguiu fundar a Pixar Studios, agora Disney Pixar.

Para Jobs, a vida sempre foi sobre o projeto, os belos produto e o grande valor derramado em tudo que a sua empresa fez. A Apple fez isso. A Pixar fez isso.

Lição

Mantenha-se fiel à qualidade dos produtos e serviços que você oferece mesmo durante os tempos difíceis. Não desista. Não importa qual seja o obstáculo.

Steve Jobs: não desista, não importa qual seja o obstáculo.

Steve Jobs: não desista, não importa qual seja o obstáculo.

Lewis Howes, autor, consultor e palestrante americano: “nada me para. Nem mesmo a falta de um produto para vender”

Lewis Howes foi um atleta profissional. Mas, um pulso quebrado acabou com a sua carreira. Em vez de lamentar, Howes simplesmente começou outra carreira.

Apesar de não ter 1 centavo para fazer isso.

O problema é que ele não tinha nenhum produto para o mercado. Mas, assistindo webinars e se educando sobre a combinações de ideias e ações necessárias para construir uma empresa de sucesso, Howes foi capaz de construir um nível de conhecimento que permitiu que ele compartilhasse com outras pessoas o que sabia.

Lição

Não ter um produto para vender é uma desculpa. Quando você não tem produtos, você tem serviços.

Quando você não tem tempo ou recursos para prestar serviços, você pode ensinar ou treinar, como Lewis faz.

Empreendedorismo é mais sobre a criação, inovação e fazer coisas acontecerem do que encontrar um produto para vender.

Lewis Howes: ter um produto para vender não é importante.

Lewis Howes: ter um produto para vender não é importante.

Brian Morgan, aventureiro: “tenha 3 mil, paixão e coragem. Comece”

Obviamente você não precisa começar com uma aventura também. Mas queremos apresentar a você Brian Morgan, do Adventure Life. Ele é um viciado em aventuras, viajante e empreendedor.

Morgan começou a sua empresa em 998 com apenas 3 mil dólares no bolso. Em 2008 a empresa já tinha arrecadado 11milhões em receitas e tinha 16 funcionários.

Adventure Life é uma agência de viagens especializadas em experiências inspiradoras e autênticas. A paixão de seus colaboradores tornou-se o grandioso diferencial nas excursões que oferecem por todo mundo.

Lição

Você pode transformar um hobby em um negócio. Basta ter paixão, uma ideia e partir para execução rumo ao sucesso.

Brian Morgan: tenha paixão e parta para a execução.

Brian Morgan: tenha paixão e parta para a execução.

Scott Heiferman, CEO da Meetup.com: “você não tem que fazer tudo”

Empreendedores sofrem com problemas de controle, incluindo a capacidade de deixar as coisas acontecerem e confiarem nos outros.

No entanto, Scott Heiferman, que dirige o Meetup.com, um servidor de reuniões online, com mais de 15 milhões de membros e 136 mil grupos em todos os 196 países é um especialista em fazer isso.

Em uma entrevista com Chris Dixon no TechCrunch ele deu 1 conselho: dividir e conquistar. Faça o que você sabe fazer melhor e deixe que os outros cuidem do resto.

Cada pessoa deve se concentrar em seus pontos fortes.

Lição

Terceirize, contrate, escolha os melhores cérebros para o seu negócio. Isso tem um preço, mas é uma ninharia em comparação com os lucros que você obtém.

Aprenda a arte da delegação.

Scott Heiferman: aprenda a arte de delegar.

Scott Heiferman: aprenda a arte de delegar.

___

Este artigo foi adaptado do original, “6 Rules of Entrepreneurship from Founders in the Trenches”, do Small Business Trends.

Comente este artigo

Populares

Topo