X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Destaques

Site permite avaliar gasto energético da cerâmica


Campo Grande – Por meio de um site, as empresas produtoras de cerâmica vermelha podem avaliar a eficiência energética das fábricas.O sistema foi lançado pelo Sebrae no Mato Grosso do Sul no 41º Encontro Nacional do setor, que acontece até este sábado (18), na capital do estado.

O sistema emite um relatório dividido em três itens: Gestão de Processos (política de compras e gestão de pessoas, por exemplo), Processo Cerâmico (preparação da massa, secagem e queima) e Energia Térmica (isolamento térmico, instalações, iluminação, automação). “O empresário terá de responder a um questionário com 50 perguntas. A partir das respostas, a ferramenta traça um raio-x do gasto de energia na empresa”, explica o consultor do Sebrae no Rio de Janeiro, Marcio Américo.

“O preenchimento é simples, basta responder ‘sim’, ‘não’ ou ‘não se aplica’ em cada questão. O empresário pode preencher os dados sozinho, sem auxílio de um especialista”, conta Américo. Com o resultado, é possível traçar um plano para melhoria das deficiências detectadas, o que vai impactar na redução de custos da empresa. Através do sistema, também é possível fazer o comparativo com os resultados de outras empresas do segmento. A ferramenta está disponível no site do Sebrae no Rio de Janeiro, no link Sustentabilidade.

Ainda durante o Encontro da Anicer, empresários, entidades de fomento ao setor, como o Sebrae, Federação das Indústrias do Mato Grosso do Sul e o governo do estado assinaram um protocolo de intenções para atender às demandas energéticas do setor.

Além de reduzir o desperdício nos fornos, os empresários pretendem mudar a fonte de calor para produção da cerâmica. O vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae no Mato Grosso do Sul e empresário do ramo, Luiz Cláudio Sabedotti Fornari, explica que “a matriz energética é a lenha. Mesmo que se utilize uma fonte renovável, como o caso de madeira de viveiros, ainda temos a questão da emissão de dióxido de carbono”, expõe.

De acordo com Fornari, um dos assuntos em debate no estado é a utilização de biogás, que é inofensivo à camada de ozônio. Além de ser uma das principais fabricantes de cerâmica vermelha, a região norte do Mato Grosso do Sul também gera o combustível em quantidade suficiente para as indústrias locais. “Hoje, São Gabriel do Oeste produz 75 mil m³ de gás por dia”, destaca Fornari. A intenção, segundo ele, é canalizar o produto até Rio Verde, município vizinho, onde há nove fornos de alto consumo. “Daria para substituir a lenha e abastecer as cerâmicas, que hoje produzem dez milhões de tijolos e um milhão de m² de revestimentos cerâmicos por mês”, avalia.

Serviço
Sebrae em Mato Grosso do Sul (67) 3389-5536
www.ms.agenciasebrae.com.br
Agência Sebrae de Notícias: (61) 3243-7852/ 2107- 9104/3243-7851/ 9977-9529
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800

 

 

Via RSS de RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Leia em RSS Feeds – Agência Sebrae de Notícias

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo