X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Tecnologia e Inovação

4 estratégias para inspirar a sua criatividade

estratégiasparainspirarasuacriatividade

A experiência do patrono dos Medici mostra, pelo seu exemplo de vida, como a criatividade floresce


A experiência do patrono dos Medici mostra, pelo seu exemplo de vida, como a criatividade floresce

Aos 20 anos, Lorenzo, o magnífico, era o homem mais poderoso e rico na Europa do século XV.

Seu pai, Piero di Cosimo de “Medici”, tinha morrido recentemente e deixou o banco Medici, juntamente com as rédeas do governo florentino para o filho.

Mas Lorenzo não era exclusivamente interessado no poder, ou intrigas políticas. Crescendo, Lorenzo foi cercado pelos administradores, banqueiros e cortesãos, mas também por grandes poetas, como Luigi Pulci e Agnolo Poliziano.

De seu pai herdou o gosto pela arte, de sua mãe, o amor pela poesia e pelos sonetos.

Lorenzo foi alvo de uma tentativa de assassinato e, forçado ao exílio em um certo ponto. Ele conseguiu apoiar as artes através de consistentes financiamentos, lançando uma série de autores, artistas, escritores, músicos e arquitetos.

Ele teve o prazer de apresentar ao mundo, personalidades como Leonardo da Vinci, Michelangelo, entre outros.

Ao explorar mais sobre esse patrocínio de Lorenzo, podemos aprender não apenas sobre generosidade do patrocínio, mas como inspirar a verdadeira criatividade e o talento.

Aqui estão 4 maneiras, elaboradas a partir das experiências de Lorenzo, para que você tire o melhor da sua criatividade.

Lorenzo Medici foi um grande empreendedor na Europa. Podemos aprender muito sobre ambientes criativos com ele.

Lorenzo Medici foi um grande empreendedor na Europa. Podemos aprender muito sobre ambientes criativos com ele.

#1. Foque no pensamento criativo

Lorenzo observou pela primeira vez o trabalho de Michelangelo quando ele ainda era um adolescente e, juntamente com outros jovens foi esculpir uma cópia de uma estátua de um fauno.

Lorenzo percebeu a habilidade de Michelangelo, mas percebeu que ele estava usando a licença criativa e dando ao fauno um conjunto completo de dentes e até uma língua – algo que ele não tinha.

Lorenzo comentou ao jovem que um fauno velho não tinha todos os dentes e foi embora.

Michelangelo levou o comentário na esportiva e tirou alguns dos dentes que tinha dado a seu fauno. Da outra vez que Lorenzo passeou pela classe, viu a obra de Michelangelo e decidiu patrociná-lo.

Lorenzo não apenas testemunhou o ofício de Michelangelo, mas também a sua capacidade de ser inteligente e maleável sob pressão.

Confrontando com a afirmativa de Lorenzo, o artista poderia ter tido um chilique temperamental. Em vez disso, tomou a declaração de Lorenzo como um desafio criativo.

Os líderes devem cultivar o talento criativo que os fazem se destacar criativamente dentro dos desafios, e não ficar de mau humor quando confrontado com dificuldade ou críticas.

#2. Seja realmente criativo

Lorenzo não era o mais bem sucedido dos poetas. Ainda assim, ele escreveu paródias, canções de amor, poemas devocionais e ensaios sobre a beleza de Toscana.

Lorenzo sabia o quão duro era a criatividade e verdadeira a expressão artística poderia ser.

Ele sabia que escrever uma boa poesia, ou capturar um momento no tempo com a pintura era uma tarefa monumental. Por esse motivo, Lorenzo respeitava o trabalho de pessoas criativas e estava ansioso por ajuda-las.

#3. Relacione-se com pessoas criativas

Lorenzo não dava apenas dinheiro aos artistas. Ele os convidava a frequentar sua casa como convidados. Michelangelo viveu sob o teto de Lorenzo por 3 anos e trocou cumprimentos com as grandes mentes e artistas de toda a Europa.

Com isso, Michelangelo não aprendeu apenas sobre a história da escultura e pintura, mas sobre a arte de governar, latim e religião.

Os líderes não devem tratar os criativos como pessoas fora de série. É preciso trazê-lo para a rotina e discussões dos negócios no dia-a-dia.

Este tipo de envolvimento forçará os criativos a atender uma ampla variedade de pessoas e ajuda-las a desenvolver novas ideias ousadas.

Michelangelo foi um dos artistas revelados por Meidici, que teve a oportunidade de ser beneficiado do seu talento para fazer a criatividade brotar.

Michelangelo foi um dos artistas revelados por Meidici, que teve a oportunidade de ser beneficiado do seu talento para fazer a criatividade brotar.

#4. Proteja a atmosfera criativa

Lorenzo e motivava os artistas a aprender com outros artistas no convívio com ele.

Michelangelo, por exemplo, estudou com Bertoldo di Giovanni, um antigo aluno de Donatello. Isso irritou Pietro Trrigiano, escultor 3 anos mais velhos que Michelangelo e ele também foi estudar com Bertoldo.

Pietro estava com ciúmes da estrela em ascenção de Michelangelo e seu impressionante talento.

Os rapazes trabalharam lado-a-lado, mas, eventualmente, a sua rivalidade explodiu em uma briga. Pietro quebrou o nariz de Michelangelo e, com isso, Lorenzo baniu Pietro da Italia. Ele não poderia tolerar a violência em um santuário criativo.

Os líderes precisam trabalhar para garantir a perseverança de um ambiente criativo. Se houver ciúmes e brigas, além de motins e discussões, a criatividade vai se perdendo da empresa.

O legado da criatividade

O patrocínio dos Medicis deixou uma impressão duradoura em ambos os mundos: artístico e empresarial.

Seu exemplo inspirou grandes corporações em todo o mundo para enriquecer suas comunidades através de projetos artísticos e arquitetura arrojada.

Mas, a família Medici também nos ensinou como gerar e estimular a criatividade. Perto do fim de sua vida, Lorenzo descobriu que ele e sua família investiram 663 mil florins (o equivalente hoje a 460 milhões de dólares) financiando artes, impostos e construindo novos edifícios.

Eu não me arrependo disso. Muitas pessoas acham melhor ter dinheiro no bolso. Eu não penso assim. Eu considero ter sido uma grande honra para o nosso estado e acho que esse dinheiro foi muito bem gasto. E, por isso estou bastante satisfeito.

___

Este artigo foi adaptado do original, “4 Strategies That Inspire Creativity”, da Inc.

Comente este artigo

Populares

Topo