X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Na Web

12 tecnologias ameaçadas de extinção


Via RSS de Papo de Empreendedor

tecno_kindle

Tecnologias avançam, empreendedores pegam carona. Em tempos de explosão tecnológica, as coisas parecem funcionar assim mesmo. Mas como saber qual é a carona certa? Quem sabe, olhando para as tecnologias que estão ficando para trás. O site Gizmodo elaborou uma lista com 12 tecnologias que estão com o destino em cheque devido ao surgimento de concorrentes fortíssimos. Cabe a você, empreendedor, apostar no novo e arriscar deixar o velho para trás. Confira a lista e veja se concorda com eles:


 Os condenados
 
1) Mídias físicas (CD e DVD) – Já era de se suspeitar que o CD estivesse nessa lista. Você deve conhecer pessoas – e você mesmo pode ser uma delas – que há muito tempo não compram um CD de música ou alugam um DVD. A web está virando o centro de todo o tipo de entretenimento, e músicas, filmes e jogos podem ser adquiridos via download. Com a navegação nas nuvens, gravar dados num CD tornou-se dispensável. E o Blue-ray está aí para desbancar o DVD.
 
2) TVs com óculos 3D – Os óculos 3D, com aquelas lentes em duas cores, são antigos… mas voltaram à crista da onda com os recentes filmes 3D. Na cola, vieram as televisões em 3D. No cinema, ele pode até durar. Mas esses óculos não sobrevivem dentro de casa devido ao natural inconveniente que acompanha o seu uso para quem quer sentar e relaxar na frente da telinha. Concorrentes de peso são a TV 3D, que não requer o uso de óculos, e a grande promessa da TV holográfica. Fora a boa e velha TV em 2D, de preço bem mais barato.
 
3) Leitores de e-book – Na realidade, o Gizmodo fala aqui especificamente do Kindle. Sem sombra de dúvidas, o leitor de livros eletrônicos da Amazon é uma invenção e tanto. Trata-se de um dispositivo fino, levíssimo e que carrega todos os livros que o leitor leu, está lendo e planeja ler. Mas o que pesa contra o Kindle é justamente o fato de ele só possibilitar a leitura de livros, e nada mais. E quem o desbanca são concorrentes fortíssimos, como o iPad, com toda a sua versatilidade, e smartphones, que parecem mais atraentes para o leitor convencional que dá mais importância à portabilidade.
 
4) Discos rígidos – O coração do computador, que por tanto tempo guardou vários gigabytes de informações de milhões de pessoas, agora é ameaçado por tecnologias como os discos de estado sólido, chamados de “memória flash” (tecnologia presente nos pen drives). É de se pensar também se, com a convergência de tecnologias e o uso mais frequente de dispositivos portáteis, as pessoas não deixarão de lado PCs e notebooks com seus pesados HDs. Fora a onipresente navegação nas nuvens… 
 
tecno_chave5) Chaves – Dizer que chaves poderão deixar de existir no futuro chega a surpreender. Mas se levarmos em conta, por exemplo, que carros com preços acessíveis ao consumidor padrão estão sendo lançados com o botão start/stop, que dispensa o uso da chave para a ignição, vislumbraríamos que o fim da chave não seria tão absurdo assim. Outras tecnologias que prometem abolir os chaveiros de nossos bolsos são os leitores biométricos – abrindo portas a partir da leitura da digital ou da íris.
 
6) Consoles portáteis – A tônica da tecnologia hoje é a portabilidade e a convergência: tudo num dispositivo fácil de carregar no bolso da calça. Diante desse fato, fica difícil imaginar as pessoas estimuladas a carregar um minigame que serve apenas para jogar.
 
Os sobreviventes
 
1) Media players – A ideia aqui é que ninguém mais vai querer aqueles aparelhos que tocam mp3 enquanto smartphones e similares disponibilizam música, vídeo e muito mais. Os players de música digital estão sob ameaça de extinção, mas deverão sobreviver. Um minúsculo tocador com clipe que se prende na manga da camisa continuará interessante durante uma pedalada ou um exercício na academia.
 
2) Telefone fixo – A surpresa é o Gizmodo apostar que ele não vai sumir! Em um mundo de telefones celulares, smartphones, iPhones e tecnologia VoIP (voz sobre IP), que permite ligações telefônicas via internet, a sobrevivência do velho telefone fixo fica difícil. No entanto, em casos emergenciais, como quando cai o sinal da internet ou acaba a energia, o telefone fixo continua sendo salvador. Sem grandes custos, ainda vale muito a pena mantê-lo na sala de casa ou na mesa do escritório.
 
3) Motor a combustão interna – Revolucionário no início do século passado, o motor a combustão começou este milênio como o vilão de um mundo mais preocupado com o ambiente. Contra ele, surgem os motores elétricos e híbridos. Poderá sobreviver se conseguir níveis de emissão de poluentes mais baixos. Fora isso, tecnologias como células de combustível ainda estão longe de serem aplicadas em grande escala. 
 
4, 5 e 6) O PC, o teclado do computador e mouse – Rumores da morte do computador pessoal circulam desde 1990, quando apareceram os primeiros laptops. Agora, dispositivos “all-in-one” e tecnologias touchscreen aboliram mouses e teclados. Ainda assim, os desktops devem sobreviver. São fáceis de reparar (basta trocar a peça danificada), fáceis de usar e mais baratos – compare o preço de um PC ao de um notebook com as mesmas configurações e confira! Ainda não há nenhum pequeno dispositivo páreo para a gigantesca potência de armazenamento, memória e velocidade de potentes CPUs. Touchscreen nessas máquinas não substituem os teclados pelo simples fato de que ninguém passará horas debruçado sob uma tela durante um longo trabalho. O PC, o mouse e o teclado ainda acompanharão as novas gerações, por mais que as novas tecnologias tragam boas ideias de remodelagem.

Leia em Papo de Empreendedor

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo