X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

4 lições de gestão de uma empresa com 5 CEOs


edbf

 

Os cinco amigos americanos que fundaram a empresa Bluefish Wireless Management tomaram uma decisão ousada: dividir a responsabilidade de CEO entre todos.

Em post no blog “The Daily Dose”, do site entrepreneur.com, a escritora Gwen Moran discute como manter uma estrutura hierárquica tão segmentada sem que haja conflitos de poder. Um dos fundadores da Bluefish Wireless Management, Scott Kraege, diz que o processo foi uma evolução e que é normal que haja um pouco de fricção. Moran divulga cinco lições que esses CEOs aprenderam para permanecerem eficazes e resolverem conflitos.

1. Divida as responsabilidades. No começo, as responsabilidades entravam em conflito, ocasionando esforço duplicado. Logo, Kraege e os outros fundadores resolveram que elas seriam divididas de acordo com as áreas de conhecimento de cada um deles. Apesar de todos terem envolvimento em toda a empresa, cada um liderou aquela da qual mais entendia.

2. Mantenha comunicação regular sobre tópicos grandes. Os fundadores se reúnem duas vezes por semana, por diversas horas. Kraege diz que eles conversam sobre novas ideias e medições de resultados, com foco especial em estratégia e tomadas de decisão de alto nível, em vez de questões administrativas do dia-a-dia. Porém, nenhum assunto é proibido e o grupo conversa sobre conflitos e desafios assim que aparecem, para evitar que eles cresçam. “Vocês têm que ser brutalmente honestos um com o outro”, diz ele.

 3. Espere conflito. O fato de cada CEO trazer uma perspectiva diferente, segundo Kraege, é motivo para causar diversas batalhas. Porém, ele diz que as reuniões frequentes ajudam os cinco a trabalhar as diferenças. Além disso, cada um colabora, se lembrando que todos são iguais dentro do negócio e mantendo um ar de justiça e respeito.

4. Dirija funcionários de forma clara. Inicialmente, os funcionários recebiam mensagens cruzadas de diferentes membros do time de líderes, admite Kraege. Todavia, depois da divisão de áreas, a instrução dos trabalhadores foi segmentada de acordo com cada setor de responsabilidade. Logo, tornou-se claro para os funcionários para quem reportar dependendo da situação.

Kraege diz que as vantagens de ter múltiplos CEOs são mais numerosas do que as desvantagens. “Eu imagino com deve ser difícil, como apenas um CEO, tomar decisões erradas ou focar na realização de ideias incorretas. Mas com uma parceria de cinco perspectivas únicas, você tem uma visão ampla das decisões que você está tomando e como elas podem impactar o negócio e a estratégia.”

Via RSS de Papo de Empreendedor

Leia em Papo de Empreendedor

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo