X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Black Friday: uns brigam por telefone, outros porque tem fome


O que nós brasileiros estamos nos tornando agora que temos um pouco mais de dinheiro no bolso? Sorte nossa que nossas “black fridays” nada mais são do que ofertas mascaradas de promoções de algo que tem o preço fixado pela metade do dobro que ele custava no dia anterior. De um lado do mundo, pessoas brigam por telefones, eletrônicos e tantas outras quinquilharias desnecessárias a nossa sobrevivência e também a nossa felicidade.

DOIS VÍDEOS, DUAS REALIDADES E UMA ESTATÍSTICA
As imagens a seguir são fortes porque você, assim como eu, irá verificar a que distância umas pessoas se encontram das outras no nosso mundo. De um lado, pessoas, na sua maioria brancas e gordas, lutam por preço baixo nos Estados Unidos, enquanto de outro lado crianças, na sua maioria negras e magras lutam por comida no Yemen.

Mais alarmante do que constatar esse desequilíbrio através destes dois vídeos, é refletir a respeito dos dados estatísticos da ONU publicados esta semana pela revista Exame em seu site.

O Yemen é um dos países que mais crescerá até 2030. Ele aparece em sétimo lugar nesta matéria com um crescimento estimado de 592,43% de 1990 a 2030, enquanto o nosso país começa a entrar em declínio também em 2030 segundo dados do IPEA também divulgado pela revista Exame nesta outra matéria.

Minha reflexão, a partir destes dois vídeos e destes dados que lhe apresento busca questionar se nós estamos preparados enquanto humanidade para receber crescimentos nesta ordem de grandeza nos vários lugares mais pobres do mundo em pouco menos de 20 anos e ainda se nossos filhos estão preparados para conviver em uma realidade de riqueza e domínio como a qual já vivemos em muitas capitais do nosso país. Estamos preparados?

Percebo que nós brasileiros ainda somos colonizadores. Explico. Colonizadores de nós mesmos, por mantermos toda a nossa atenção na proteção do território que conseguimos alcançar. Olhe, por exemplo, para as empresas de telefonia. Elas são apenas 4 ou 5 empresas que dominam o mercado com preços estranhamente parelhos e prestam (todas) serviço de pouquíssima qualidade. Avance o olhar para as empresas de infraestrutura (como água e esgoto) e verá a mesma situação, assim como as empresas (escolas) para onde enviamos nossos filhos todos os dias. No final das contas, a educação que um adolescente comum possui no final do segundo grau é de que ele precisa manter-se melhor que os outros para avançar mais rápido e proteger-se dos outros humanos para manter-se no topo da cadeia “alimentar” do planeta.

Black Friday pra mim é um dia para velar o ser humano não humano que nos tornamos. Nos comparamos aos outros, ironizamos os outros e, infelizmente não fazemos da humanidade uma comunidade.

Se você é empreendedor como eu, reflita também comigo sobre o nosso futuro nestes breves 18 anos que restam até 2030. 18 anos que passarão tão rápido que quando dermos conta de nós mesmos, estaremos provavelmente, saindo no tapa por causa de um eletrônico qualquer e eliminando da humanidade aqueles que não souberam competir como nós.

É lamentável. É uma sexta negra. Fiquem com os vídeos.

ebbdbba insistimento d WdqtTZIU

ebbdbba QSCksrN

Via RSS de Insistimento

Leia em Insistimento

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo