X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Build-A-Bear no Brasil!


A Build-A-Bear, a loja de “brinquedo” mais inovadora dos EUA, FINALMENTE chegou ao Brasil. Faz dois meses que a primeira loja Build-A-Bear está em funcionamento no Shopping Eldorado em São Paulo. 

As fotos abaixo foram tiradas por mim no sábado passado no Shopping Eldorado. A loja brasileira da Build-A-Bear é idêntica a loja americana. Simplesmente SHOW DE BOLA!

bf adbadefbfcc wi

Fundada em 1996, a Build-A-Bear revolucionou a maneira que as crianças compram ursinhos de pelúcia. 

Ao contrário das lojas de brinquedos tradicionais que estocam produtos nas prateleiras, vendem preço e atendem muito mal, a Build-A-Bear vende a experiência de construir um ursinho de pelúcia personalizado. 

Quem é pai como eu já percebeu que a última coisa que os nossos filhos podem fazer dentro de uma loja de brinquedos é brincar com os brinquedos. Os brinquedos estão todos fechados. A loja parece ter a política de “se mexer e quebrar, você vai ter que pagar!”. Os vendedores-urubus de cara feia ficam na nossa cola querendo tirar pedido alucinadamente e as insuportáveis atendentes dos caixas olham para você com o saco na lua. Enfim, comprar brinquedo em uma loja da PB Kids, Ri Happy ou Brinquedos Laura parece filme de terror. 

A Build-A-Bear reinventou tudo isso. 

Na Build-A-Bear a criançada não só pode brincar com os brinquedos que a loja vende como a criançada pode FABRICAR o brinquedo que vai levar para casa.

“Build-A-Bear” significa “Construa o seu Urso”, e é exatamente isso que você faz ao entrar na Build-A-Bear. 

A criançada  escolhe o bichinho, coloca enchimento dentro dele, coloca o coraçãozinho, grava mensagens personalizadas que serão inseridas dentro do seus pezinhos e mãozinhas, dá um banho nele, escolhe roupas e acessórios, dá um nome para o bichinho, imprime a certidão de nascimento, e sai da loja com o bichinho personalizado. 

Quando todo mundo falava que era impossível oferecer uma experiência de compras única, personalizada e divertida em uma loja de brinquedos por conta das margens apertadas dos produtos, e alta concorrência do mercado, a Build-A-Bear foi lá e surpreendeu a todos.

Hoje a Build-A-Bear é uma empresa altamente lucrativa trabalhando em um mercado altamente competitivo e oferecendo o máximo em experiência de compras. 

Eu conheci a Build-A-Bear em 2005.

Em 2006 eu comprei o primeiro ursinho de pelúcia para a minha filha, a Pink. Confira a foto abaixo:

ead adbadeebced wi

Pink, a ursinho, nasceu no dia 23 de Setembro de 2006 em Las Vegas. Confira a certidão de nascimento: 

ead adbadeebcd wi

Hoje a Pink tem hoje quase 5 anos de idade e está interaça. Muitos brinquedos já passaram pelas mãos destruidoras da minha filha, mas a Pink continua firme e forte. 

Por que a Pink continua firme e forte?

Entenda porque a minha filha tem tanto carinho pelo ursinho da Build-A-Bear no vídeo a seguir:

Como pai, uma das minhas maiores preocupações é ensinar os meus filhos a dar valor a tudo que eles tem. Eu fico p da vida quando vejo a minha filha “brigando” com um brinquedo, ou achando que alguma coisa que ela tem é barata ou fácil de conseguir. 

O “teatro” que a Build-A-Bear faz para vender um simples ursinho de pelúcia faz com que a criança saia da loja dando um valor incrível ao brinquedo. E eu fico super contente ao perceber que a minha filha sai da loja valorizando aquilo que acabou de comprar, e 100% comprometida em cuidar do brinquedo por muitos e muitos anos. 

A Pink é um exemplo disso. Brinquedos vem e vão, mas a Pink continua super valorizada pela minha filha. 

Maxine Clark, fundadora da Bear-A-Bear escreveu em 2006 um livro fantástico sobre a criação da Build-A-Bear. O livro se chama “The Bear Necessities of Business – Building a Company with Heart” e está disponível para compra na Amazon

O livro é inspirador e conta a fascinante trajetória empreendedora de uma mulher em busca da criação de uma modelo de loja que todos diziam que JAMAIS iria funcionar. 

Confira alguns dos insights que eu anotei na época que eu li o livro em 2006:

1. Sobre Pensar Grande. “Pensar pequeno é um dos maiores erros que os empreendedores cometem ao abrir um negócio. Eles deixam a falta de dinheiro e experiência limitar os seus sonhos e as suas possibilidades. Já que é para sonhar, vamos sonhar grande. Foi o que eu fiz com a Build-A-Bear, eu desenhei a empresa como se eu tivesse tanto dinheiro quanto Bill Gates, e depois fui imaginando todos os pequenos detalhes que teria que construir criar aquele sonho” 

2. Sobre existir fornecedores dispostos a acreditar em você. “Desde o princípio eu imaginei criar uma loja onde a criança poderia encontrar absolutamente tudo para o seu bichinho de pelúcia. A princípio, me diziam que ninguém seria capaz de fabricar os produtos que eu precisava no custo que eu precisava. Entretanto, eu encontrei pequenas empresas como a minha dispostas a acreditar no meu sonho e embarcar comigo na minha jornada. Eu aprendi que sempre existe alguém do seu tamanho querendo fazer a mesma coisa que você e querendo alcançar o mesmo objetivo”.

3. Sobre nunca desistir dos seus sonhos. “Nós abrimos a primeira loja da Build a Bear em 1997. E desde então eu sonhava em abrir uma loja da Build-A-Bear em Nova Iorque. Eu esperei oito anos para realizar esse sonho. E no ano de 2005 nós conseguimos abrir uma mega store na 5a Avenida em Nova Iorque. Demorou, lutamos, mas chegamos lá”. 

4. Sobre fazer pesquisas antes de abrir a Build-A-Bear. “Eu pesquisei muito antes de mergulhar de cabeça na empresa. Não existia na época nenhuma “marca bacana” de animais de pelúcia nos EUA. Eu imaginei que poderia me transformar em uma marca adorada pelas crianças, e me dediquei de coração e alma a atingir esse objetivo”.

5. Sobre não vender brinquedos! “O conceito da Build-A-Bear é baseado em customização. A maior parte das coisas hoje em dia são high-tech e hard-touch. Nós somos soft-touch. Nós não somos uma loja de brinquedo – nós nos somos uma experiência. Se nós estivessemos no negócio de brinquedos, nós estaríamos na indústria dos presentes e do Natal. Mas o nosso négocio é igualmente distribuido ao longo do ano. Nós incentivamos as pessoas a darem um ursinho personalizado para a pessoa amada ao invés de flores ou chocolate. Os clientes querem ter controle sobre as coisas, e nós deixamos isso acontecer.”

6. Sobre ursinho de pelúcia como um modismo. “O conceito da loja não é baseado em um modismo. Nós vendemos roupas e acessórios sazonais, tais como fantasias de Star Wars ou Homem Aranha, mas mudamos os produtos na loja 11x ao ano. Nós temos ainda muito por crescer.”

7.  Sobre vendas. “Não foque as suas energias em vender. Foque em se conectar com as pessoas. As pessoas não vão comprar até que estabeleçam uma conexão emocional com você e com os seus produtos.”

8. Sobre ouvir os outros. “Sempre escute o que os outros tem a dizer, mas tenha cuidado sobre os conselhos que vai levar a sério. O pensamento convencional não é ruim. O problema é que se você ouvi-lo, no final será igual a todo mundo. Confie nos seus instintos acima de tudo!”

9. Sobre a fonte das melhores idéias. “Os seus funcionários, amigos e clientes são a fonte das mais brilhantes idéias para o seu negócio”.

10. Sobre a criação de uma marca. “Para criar uma identidade de marca, identifique o principal cliente da sua empresa e personalize a mensagem da sua empresa, produto e entrega para essa pessoa”.

11. Sobre estratégia. “Quando mais focada for a estratégia da sua empresa, mais precisa será a conexão com os seus clientes”

12. Sobre dados e fatos. “Os dados e as pesquisas são o máximo, mas não conseguem expressar a motivação e personalidade dos seus clientes”.

13. Sobre a cultura da empresa. “Definir a personalidade da sua empresa é uma primeiras e mais importantes decisões de negócios que você tem que tomar para a sua empresa. Considere a possibilidade de deixar os seus funcionários trabalharem em horários flexíveis, e criar uma atmosfera “relax” para a sua empresa”.

14. Sobre detalhes. “Os detalhes fazem toda a diferença entre o sucesso e o fracasso. Preste atenção as pequenas coisas que ninguém presta atenção. O dinheiro e o sucesso estão nesses detalhes”

15. Sobre plano de negócios. “O primeiro passo para conseguir dinheiro é escrever um sólido plano de negócios. Não tenha medo de compartilhar as suas idéias com pessoas que podem ajudá-lo. Networking é a melhor maneira de atrair investidores para a sua empresa.”

16. Sobre contratação de pessoas. “Procure contratar pessoas que compartilham os mesmos valores, ideais, interesses, experiências e paixões que você. Experiência é importante, mas acima de tudo procure analisar o quanto o candidato se encaixa na cultura da empresa”. 

17. Sobre diversão no trabalho. “Quanto mais divertido for o ambiente de trabalho, mais as pessoas vão trabalhar. As vezes você precisa de uma parada no meio do dia para injetar diversão no trabalho das pessoas.”

18. Sobre celebração. “Celebre as principais vitórias e ocasiões especiais na vida da empresa e das pessoas.”

19. Sobre erros. “Considere a possibilidade de premiar os funcionários que cometem o maior número de erros na sua empresa. O erro é apenas um estágio no processo de aprendizado. Dê aos funcionários a licença de errar sem medo de enfrentar a fúria da gerência”.

20. Sobre inovação. “Incentive as pessoas a tentar novas maneiras de fazer as coisas”.

A Build-A-Bear está no Brasil! 

Dá uma passadinha no Shopping Eldorado em São Paulo e conheça de perto a loja da Pink.

Bem Vindo ao Brasil Build-A-Bear, MUITOS ANOS DE VIDA PARA VOCÊ!

QUEBRA TUDO NO VAREJO!!!

 

Via RSS de BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Leia em BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo