X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Como montar um home office; confira algumas dicas


Não é de hoje que muitos profissionais sonham em ter a oportunidade de trabalhar diretamente de casa, sem patrão, sem trânsito, sem horário fixo, sem estresse com colegas e sem mais uma infinidade de pontos negativos que um trabalho convencional pode proporcionar. Há os pontos positivos, sim, mas com certeza muitos profissionais têm como objetivo de vida um dia poder dizer “meu escritório é na praia”…

Acontece que montar um home office não é tão simples como imaginamos. A primeira coisa que muitos fazem é colocar um computador ou notebook em uma mesa estacionada em um canto qualquer da sala ou do quarto e… pronto! Consideram-se profissionais que possuem um verdadeiro escritório em casa. Ou pior: compram móveis novos e mais uma centena de objetos decorativos, gastam uma fortuna com reformas quando, no final das contas, compensava mais é ficar com o cômodo do jeito que era antes.

Cuidado com os dois extremos. Não seja simplório demais mas também não abuse. Procure ter um espaço profissional no melhor sentido da palavra, mas sem que isso signifique ter grandes gastos com reformas. Abaixo vamos listar algumas dicas para quem quer montar um home office funcional.

1. Estabeleça um local apropriado para o seu home office

Um home office pode ser montado em um cômodo próprio, como um quarto de hóspedes que não é tão frequentemente usado, ou pode ser agregado perto da sua sala de estar. A primeira opção é a mais recomendada, pois ter um local onde será o seu escritório e nada mais sempre é mais ideal do que ter um escritório divido com outros fatores que podem o tempo todo roubar sua atenção, como filhos, animais domésticos, visitas de amigos, televisão entre outros.

Procure ter um local claro, arejado e que possua “trânsito livre”, ou seja, sem entupi-lo com dezenas de móveis e objetos decorativos desnecessários que acabam transformando seu escritório em algo parecido com uma caverna ou loja de leilões. Lembre-se de pensar na luminosidade, conforto e funcionalidade. Para o local, vale destacar:

  • Invista em luzes fluorescentes de grande potência, pois a sua saúde não tem preço;
  • Tenha uma mesa de trabalho ideal para as suas atividades. Não tão pequena, mas também não tão grande que mal caiba no local;
  • Tenho somente objetivos que realmente são úteis.

 

2. Investir em tecnologia aumenta a produtividade e reduz custos

Ao economizar com os gastos desnecessários de reformas e móveis é possível migrar esse investimento para aparelhos que realmente façam a diferença no seu dia a dia. Um bom computador para começar é mais do que ideal. Há quem prefira ter um notebook, porém para passar horas e mais horas o desktop ainda é mais confortável, sem contar que com as sincronizações de hoje é possível usar tanto o notebook como o desktop como um único aparelho.

Outro ponto interessante é investir em uma boa impressora. Hoje em dia grande parte dos afazeres não necessita de cópias impressas, mas, assim que você precisar imprimir um relatório, por exemplo, é melhor contar com uma impressora de alta resolução e econômica, além de poder digitalizar documentos para enviá-los por e-mail. Ah, e não se esqueça de contratar um serviço de banda larga bem larga, além, se possível, instalar um número de telefone exclusivo par ao escritório.

Além desses, lembre-se também:

  • Um bom smartphone não é luxo, mas necessidade. Ele funciona quase que como uma extensão do seu escritório;
  • Periféricos de qualidade como teclado, mouse, monitor e afins são fundamentais;
  • Tenha planos de hospedagem na nuvem. Isso garante certa segurança e ainda oferece grande agilidade e mobilidade.

3. Crie uma rotina saudável de trabalho em sue home office

Até agora só falamos de itens físicos, porém tão importante quanto o local e os equipamentos é criar uma rotina com hábitos saudáveis que irão lhe garantir boa produtividade sem desgastá-lo. Hábitos simples como acordar cedo todos os dias, tomar um bom banho e fazer o desjejum são suficientes para “enganar” o cérebro, fazendo com que a sensação de “ir para o trabalho” seja realmente vivenciada. Não esqueça de se vestir confortavelmente, porém de maneira cabível, afinal os clientes não merecem ver um profissional de chinelo e bermuda.

Outro fator importante é saber parar e recomeçar na hora certa. Crie intervalos regulares para uma pausa de 5 minutos e depois retome as atividades. Respeite o horário de almoço, evite sair a todo instante do local de trabalho e não caia na tentação de perder a atenção para os filhos. É muito importante que a “sensação de trabalho” seja sentida e levada a sério. Muitos profissionais pecam por não conseguirem conciliar o trabalho com o fato de estarem em casa e poderem “descansar” a qualquer instante.

Nesse item, outras dicas são:

  • Crie horários e respeite-os como se fosse a um escritório. Hora para entrar, para almoçar e para sair devem ser levadas a sério;
  • Você está em casa, mas está no trabalho, portanto nada de ir lava a louça ou arrumar a porta do banheiro no meio do expediente;
  • Manter o local limpo dá a sensação de organização e faz com que nos sintamos mais dispostos para o trabalho.

Via RSS de Blog Mídia8!

Leia em Blog Mídia8!

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo