X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Dicas de um arquiteto para deixar sua loja mais atraente


The Beauty Box  Crédito Eduardo Viana

Se as compras online ganham vantagem pela comodidade, as lojas físicas precisam fisgar o consumidor pela experiência. E a arquitetura é uma grande aliada do varejo na hora de construir um espaço atraente e que faça o cliente gastar tempo e dinheiro com uma marca. O arquiteto Ricardo Campos, do escritório Santa Irreverência, de Niterói, se especializou em projetar lojas-conceito que reúnem algumas das características fundamentais para o sucesso do espaço.

Um dos trabalhos mais recentes é o projeto do The Beauty Box (na foto), do Grupo O Boticário, que foram abertas em shoppings de São Paulo. Campos criou uma bancada na qual a cliente pode usar os produtos e experimentar sozinha o resultado da maquiagem. Além disso, a loja tem pequenas caixas de madeira que permitem à consumidora experimentar a curiosidade para investigar os produtos que estão lá dentro. “O fundamental atualmente para tornar o ambiente do varejo mais eficiente é valorizar a experiência da compra”, diz o arquiteto.

Veja abaixo algumas dicas e tendências que podem servir de inspiração para você redesenhar a sua loja:

1) Crie fluxos diretos, use iluminação abundante, e deixe todos os preços acessíveis se o objetivo é fazer vendas rápidas e em grande volume. Construa vários espaços com pontos de vendas.

2) Use uma iluminação focada e mais aconchegante se a sua loja tem um mark up mais alto. Invista na personalização no momento do pagamento – transforme a compra do cliente em um evento.

3) A tendência atual é a escolha de materiais sustentáveis e reaproveitáveis. Use madeira de demolição,  elementos de ferro reaproveitado ou com tratamento mínimo. Substitua madeiras naturais por madeira de reflorestamento ou ainda por revestimentos vinílicos de baixo impacto produtivo.

4) A iluminação por LED também é uma tendência. Use esse tipo de lâmpada não só para a iluminação geral dos ambientes, mas também para foco de produtos em destaque. Esta opção, por sua eficiência energética, é uma prática sustentável que vem crescendo muito na arquitetura de varejo.

5) Invista na criação de microambientes dentro da loja, para que o cliente tenha novas descobertas a cada momento e em espaços para experimentação de produtos.

 

Via RSS de Papo de Empreendedor

Leia em Papo de Empreendedor

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo