X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

[Kotaku] O fundador da Atari também construiu robôs sensacionais


Nolan Bushnell, co-fundador da Atari e também o homem por trás do Chuck E. Cheese’s, não será apenas lembrado por essas duas notáveis criações. O cara também fez robôs.

Em 1981, três anos depois de sair da Atari, Bushnell fundou a Catalyst Technologies, um grupo de capital de risco com o objetivo de investir em startups de tecnologia. A Catalyst por sua vez injetou fundos em uma empresa chamada Androbot, para a qual Bushnell serviu de chairman do conselho.

A Androbot estava no negócio de construir robôs para nossas casas. Nada de conceitos malucos ou protótipos, mas sim robôs de verdade feitos para serem comprados e usados de imediato. Nos anos 1980.

Dentre eles estava o Androman, um pequeno robô desenhado para ser usado e controlado via um Atari 2600. Ele vinha com um tapete impresso que imitava a tela do jogo; movendo o Androman no mundo real também o movia dentro do jogo.

A principal linha de robôs da empresa, porém, eram as séries TOPO e BOB, grandes unidades com mais de um metro de altura. Feitos para servirem como pequenos robôs assistentes, o BOB continha até mesmo sofisticados (para a época) sensores infravermelho, que não só o ajudava a se locomover dentro de casa e evitar colisões com objetos, mas também para monitorar o movimento de seres humanos e, se você tivesse uma geladeira especial (a AndroFridge), até mesmo responder a comandos sonoros, como pedir uma cerveja. Dado o comando ele prontamente iria até lá e pegaria uma.

Ao menos na teoria. As unidades de Androbots falharam pelo mesmo motivo de outros robôs da década de 1980 (com uma exceção): eles eram caros e, ao contrário das promessas das fabricantes, não funcionavam pra valer. O que é, como bem sabemos, até hoje o motivo pelo qual não temos robôs nos trazendo cerveja.

d aargjnNJo

Via RSS de Gizmodo Brasil

Leia em Gizmodo Brasil

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo