X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

O blog da sua empresa pode ajudar os negócios. Saiba como


shutterstock_79046659

Quando bem administrado, um blog empresarial pode ser uma boa ferramenta para seu negócio. É isso que defende Tom Searcy, colunista da Inc., com base em sua experiência como blogueiro. Ele conta que, no início, simplesmente escrevia, esperando que algo acontecesse – e não aconteceu. A situação mudou quando Searcy começou a ouvir conselhos de especialistas em mídias sociais e conseguiu transformar sua página em uma oportunidade de negócios.

Em um artigo recente, ele listou cinco dicas para quem deseja manter um blog produtivo:

– Para quem você escreve? Não é possível falar com todo mundo. Searcy afirma que, quando escreve, pensa em um público específico. Qual o tamanho da empresa do leitor, qual sua idade, em qual estágio de desenvolvimento está seu negócio, que desafios ele está enfrentando. É melhor do que tentar escrever para leitores genéricos.

– Fale sobre algo útil. Há pessoas que escrevem sobre si e seus gatos, mas isso não é um blog de negócios. Se a intenção é favorecer sua empresa, você deve responder questões que interessem ao seu público ou apresentar soluções para problemas que eles podem estar enfrentando. Com isso, é possível criar interesse e demonstrar conhecimento.

– Escreva como uma pessoa comum, não como um professor. Um blog não é uma aula, é seu ponto de vista sobre um assunto. O que significa que o texto transmite sua personalidade, história, exemplos e até mesmo sua tolice. As pessoas não se identificam apenas com a informação, elas criam empatia com o autor. Os posts devem ser menos vocábulos da Wikipedia e mais pequenos monólogos, narrados em primeira pessoa.

– Deixe a porta aberta. Oferecer uma maneira por meio da qual o leitor possa se conectar diretamente com você significa dar a ele a chance de conhecê-lo melhor, reunir mais informações e, eventualmente, contratar seus serviços. Não importa qual o seu negócio, se os internautas o enxergam como alguém com quem eles se comunicam e cuja informação é útil, eles vão querer manter contato.

– Compartilhe tudo. Mostre suas ideias, seus pensamentos e suas reflexões. Searcy conta que colocar isso em prática foi difícil, pois seu negócio envolvia vender propriedade intelectual, e ele achava que deixaria de ganhar dinheiro se revelasse suas opiniões. Com o tempo, porém, o colunista percebeu que não há problema em divulgar suas ideias se as pessoas continuam achando que elas são valiosas. Os interessados vão querer saber mais e continuarão pagando por isso. Não é preciso temer a informação gratuita, desde que se crie uma maneira de cobrar daquelas pessoas que pretendem ir além ou precisam de assistência individual.

Por fim, Searcy afirma que blogar é trabalhar, e é preciso encarar a atividade como um investimento. Também é preciso ter em mente que os resultados desse investimento aparecerão a longo prazo. Para os iniciantes, ele indica os primeiros passos:

1. Defina seu público. Escolha dez clientes que representam seu foco e escreva com eles em mente;

2. Escolha 20 problemas comuns e escreva posts de 500 palavras recomendando soluções;

3. Publique dois textos por semana durante dez semanas.

(E, se você sobreviver, repita os passos de 1 a 3)

Via RSS de Papo de Empreendedor

Leia em Papo de Empreendedor

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo