X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

O lado obscuro do Google


O que o Google esconde por trás das suas novas diretrizes de privacidade?

O Google recentemente parou de transmitir os dados de busca por palavras chave a partir das buscas nas plataformas de análise de dados.

Essa mudança significa que os relatórios do Google Analytics, Hubspot ou qualquer outra plataforma de análise não irá oferecer nenhuma análise de tráfego de pesquisa por palavras chave.

A decisão de reter os dados das palavras chave cai como uma surpresa para os profissionais de marketing digital.

Para os analistas de marketing, isso se transforma em um golpe na produtividade diária de análise de dados e relatórios. Para os empreendedores, ele diminui a capacidade de monitorar nossos websites.

Infelizmente, mesmo no caso do Google, em que a pessoas usam diariamente sem pensar, as coisas podem começar a desandar muito rápido.

O verdadeiro preço de ser grátis

O Google tem tradicionalmente oferecido serviços gratuitos que são subsidiados pelas informações que eles coletam.

O Gmail, uma das primeiras incursões do Google fora de produtos para as buscas, era uma plataforma de e-mail gratuita que oferecia serviços de qualidade superior aos concorrentes sem quaisquer encargos para o usuário.

O único custo real para usar o Gmail era perder parte da sua privacidade ao permitir que os robôs do Google fizessem uma varredura em seu e-mail. Estes dados ajudaram o Google a tomar decisões mais inteligentes sobre publicidade e resultados.

Os usuários dos produtos Google acabam ficando em uma posição difícil para criticar essas práticas, já que:

  • Estão usando produtos ou serviços gratuitos e,
  • Ajudam a aprimorar outros produtos do Google, que eles também usam.

Não existe muito para se queixar nessa prática, mas o problema com o Google Analytics foi um pouco diferente.

O Google sempre nos deu informações grátis em troca de nossos dados. E agora?

O Google sempre nos deu informações grátis em troca de nossos dados. E agora?

Por que as pessoas estão se sentindo traídas?

A retenção das estatísticas de palavras-chave do Google Analytics é um pouco diferente do que eliminar um serviço gratuito ou uma funcionalidade de um serviço gratuito.

Com o Analytics a proposta do Google foi bem justa com todos: eles forneciam uma plataforma de análise competente e, os usuários lhe dariam os dados exploráveis sobre seus websites.

O apetite interminável do Google para obter informações estava sendo alimentado diretamente pelos websites das empresas, e essas empresas estavam agora melhor equipados pelo Google para expandir a sua presença na internet.

Esse negócio também ajudou indiretamente a aumentar o valor da internet como um todo, o que o Google, como um grande zelador, adorou.

Agora, depois de anos de feliz coexistência, o Google está fazendo um jogo de poder. Ele estão fazendo retenção dos termos de busca e justificando isso em nome da privacidade.

Isso será péssimo para empresas que estavam contando com esses dados, mas deixa o Google em uma posição confortável. E agora, ele está tirando o máximo proveito de um produto gratuito.

Na verdade, existem 2 lados para o debate sobre a privacidade e o Google julga ser correto reter os termos de busca para proteger a privacidade dos usuários.

Ao mesmo tempo, existem outros dispositivos que têm acesso a essas informações: o próprio Google e os anunciante do Google AdWords.

O que o Google quer com isso?

É óbvio que a privacidade é uma ótima justificativa (ou desculpa) dada pelo Google para suprimir o acesso aos termos de busca.

Há uma forte crença de que a retenção dessas informações vai diminuir o valor da busca orgânica para algumas empresas. Sem que as estatísticas de palavras chave, a otimização dos websites se tornará mais difícil e começará a cair.

Isso poderia, então, levar as empresas diretamente para o AdWords em busca de pistas adicionais.

As agências de marketing digital que gerenciam contas do AdWords para clientes têm usado as informações das palavras-chave para aumentar e melhorar seus resultados na busca orgânica.

Agora, essas receitas tendem a amentar, uma vez que as agências vão começar a sugerir que seus clientes gastem mais, para ter mais tráfego, leads e informações e palavras chave.

O AdWords sempre foi a máquina de fazer dinheiro do Google. Especificamente, mais de 90% de seus 50 bilhões de dólares arrecadados em 2012 vieram diretamente dele.

Esse comportamento está errado? Talvez sim.

Mas todos nós estávamos pedindo tanto por privacidade que essa foi a deixa perfeita para que o Google monetizasse ainda mais seus serviços. E funcionou.

Ao ocultar os termos de busca do Analytics o Google espera aumentar a receita com AdWords.

Ao ocultar os termos de busca do Analytics o Google espera aumentar a receita com AdWords.

O que vem depois

Essa foi mais uma decisão importante do Google. Ele nos lembra que nada é de graça e, que devemos ter cuidado com o preço que pagamos. Seja privacidade ou alguns reais.

As empresas vão flertar muito mais com campanhas de links patrocinados. Mas, felizmente, o SEO ainda não morreu. Ele está bem vivo e tomando algumas diretrizes novas: Google Authorship e marketing de conteúdo.

E há uma abundância de outras fontes de dados que empreendedores e profissionais de marketing podem usar para aumentar os esforços da busca orgânica.

Infelizmente, vamos perder os dias de glória em que poderíamos compreender os termos de busca que levaram as pessoas até nosso website.

Como você acredita que a falta dessa informação vai impactar o seu negócio?

___

Este artigo foi adaptado do original, “Is There a Dark Side of Google?, do Social Media Explorer.

dbf yowloop d yIlAUoCzA

aafed FAetb

Via RSS de YOW I Soluções para Inbound Marketing

Leia em YOW I Soluções para Inbound Marketing

Comente este artigo

Populares

Topo