X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

SXSW 2013 – Resumo do 5o Dia.


dffe adbadedccec wi

e adbadedccbfc wi

E acabou o SXSW 2013… já tô com saudades… foi dú caramba.

MA-RA-VI-LHO-SO.

FODÁSTICO!

Ultra Inspirador.

O SXSW é uma aventura pessoal. Você tem que escolher as palestras que quer assistir e as reuniões que quer participar. São mais de 1 mil palestras, centenas de reuniões, em 5 dias de evento. Cada participante do SXSW vive um SXSW diferente, cada um vê a coisa com olhos diferentes. Você pode encontrar alguém que não gostou de nada, ou encontrar um maluco como eu que vê coisas boas em tudo. 

Se depender de mim, eu estarei aqui em Austin TODOS os anos até o final dos tempos. Já bloqueie as datas do SXSW 2014 na minha agenda, e mais, para o ano que vem eu vou submeter um tema para palestrar no evento em inglês.

Bom, o dia começou com um debate fodástico sobre “Empreendedores Sociais”, ou explicando melhor, empreendedores que vendem algum produto ou serviço que impactam para melhor a vida das pessoas.

Lucro e Impacto Social podem andar juntos?

É possível alinhar a missão da empresa com o lucro que se busca?

SIM!!!

Com certeza!

Eu acredito no seguinte. TUDO deve ter algum tipo de empresa por trás entregando produtos e serviços que as pessoas precisam. A participação de um governo, por exemplo, deve ser mínima. Eu acredito na iniciativa privada e em uma forte e engajada sociedade civil para resolver os seus próprios problemas.
AGORA, eu acredito que sempre vão existir algumas coisas que precisam de investimento para a evolução da sociedade mas não dão lucro no começo. Para essas coisas, alguém tem que investir a dinheiro perdido porque vai melhorar a vida de todos no futuro. Eu penso que o governo, ou ONGs, ou dêem o nome que quiserem, devem existir para resolver problemas que não dão lucro; para todo o resto devem existir empresas conscientes que fazem coisas pensando em um bem maior e no impacto que causam ao redor.

Por exemplo, eu penso que é muito importante para uma criança ter um pai ou mãe presente por perto educando e cuidando do bicho quando ele é pequeno. Eu penso que a sociedade deveria remunerar o pai ou mãe que param de trabalhar para cuidar dos filhos. Teoricamente não existe lucro no curto prazo, mas eu acredito que é uma atividade que terá impacto um grande impacto no futuro.

Vender algo que realmente ajuda as pessoas a melhorar de vida é QUEBRA TUDO! Se você ainda não conhece, confere o trabalho da Opower. A Opower é uma empresa tipo “Software as a Service” que faz parcerias com as empresas provedoras de energia tipo Eletropaulo de São Paulo, para ensinar os clientes da empresa a usar energia com eficiência.
Eu pessoalmente uso a Eletropaulo em São Paulo desde que nasci, e jamais eu vi os caras fazerem alguma coisa em termos de educar as pessoas sobre a maneira que elas gastam energia. O máximo que eles fazem de vez em quando é uma campanha de marketing institucional furada no meio da novela das 8 na rede bobo.

É muito mais fácil faturar o boleto, enviar a conta de luz, ou mandar cortar a energia se você atrasar o pagamento em 5 dias, do que educar a galera sobre consumo de energia.

A Opower percebeu que as empresas de energia não tem tempo para conversar com as pessoas, e entrou no circuito para ajudar as pessoas.

Alguém conhece alguém que faz isso no Brasil?

A Opower é responsável pela economia de mais de 2 bilhões de kilowatts de energia nos EUA.

ff adbadeeecdd wi

Dá uma olhada agora na Rock Health, uma aceleradora de startups americana que tem a missão de encontrar, direcionar e financiar grandes idéias e ferramentas de tecnologia que podem revolucionar a indústria da saúde.

ROCK HEALTH!!

Você tem algum projeto que pode revolucionar a saúde das pessoas livrando todos nós da droga do plano de saúde ou da falta de hospitais e médicos decentes??? Fala com os caras, vai aqui.

bbfa adbadeccfb wi

Depois dessa, eu fui para a palestra do INCRÍVEL Phil Libin, fundador do EVERNOTE.

Eu acredito que o Phil Libin é o próximo Steve Jobs. O cara é ultra inovador, pensa lá na frente, e tem um coração enorme. Até 2023 todo mundo vai reconhecer o cara como o próximo Steve Jobs, anota ai!

Depois da palestra eu peguei o cara no corredor para conversar, e tirei uma foto com ele, veja:

dd adbadeeefdd wi

Confere alguns insights da palestra do cara:

Phil Libin: “Tudo que eu aprendi sobre negócios eu aprendi jogando Dungeons & Dragons. Porque quando você joga esse jogo você joga para jogar e não para ganhar. É jogar por jogar, e não jogar para ganhar. Além disso, o jogo é sobre uma busca épica de alguma coisa. Quando você tem um negócio você tem que convencer os funcionários, os investidores e os clientes a te seguirem, e se você não estiver atrás de uma busca épica, ninguém vai te seguir para lugar algum.”

Phil Libin: “Se o modelo de negócios da sua empresa é mais complicado do que o seu produto, você está viajando. A empresa tem que ter um modelo de negócios muito simples. Eu resumo o modelo de negócios da EVERNOTE em três slides. Primeiro, nós não usamos nenhum tipo de propaganda paga para adquirir clientes, é tudo boca-a-boca. Segundo, quando mais as pessoas usarem o EVERNOTE, mais as pessoas ficam. Terceiro, quanto mais as pessoas usam, um maior número de pessoas pagam. Esse é basicamente o nosso modelo de negócios. O nosso negócio é criar um produto que 1 bilhão de pessoas gostam a ponto de 5% dessas pessoas pagarem para usar. Por conta dessa estratégia, é muito mais importante para a EVERNOTE as pessoas que usam do que as pessoas que pagam.

Phil Libin: “Quando eu entro em uma Apple Store eu escaneio todos os produtos que estão a venda porque eu QUERO comprar alguma coisa. Eu quero comprar porque os produtos que eles fabricam são incríveis, e o modelo de negócios da Apple não coloca pressão sobre você para comprar. Quando você entra na Apple Store você não é pressionado pelos vendedores para comprar alguma coisa. Não existem promoções de vendas ou promoções de preços na Apple Store. Ninguém empurra nada para cima de você. Você compra quando quer. E todo mundo compra.”

É isso ai, tirou as palavras da minha boca. Quando EU entro em uma Apple Store a primeira coisa que eu falo para o vendedor é “Cara, eu quero comprar alguma coisa. Me mostra TUDO. Eu quero comprar alguma coisa” Isso acontece porque o produto é fantástico e o atendimento é humano, decente e honesto.

Phil Libin: “A Evernote se recusa a jogar o jogo onde o resultado é a soma zero. Por que alguém precisa perder para eu ganhar? Por que alguém tem que quebrar para eu construir? Em todas as empresas que eu tentei montar antes da Evernote, a conversa era “Lets go! Vamos para o mercado, vamos quebrar os concorrentes, blá blá blá”. Hoje, quando eu vejo um concorrente, a primeira coisa que eu penso é “Que tipo de parceria eu poderia fazer com eles?”

Phil Libin: “Desenhar o produto da empresa é mais importante do que desenhar a tal da cultura da empresa. A cultura de uma empresa é consequência do produto que ela vende. Se você tem um produto confuso, um modelo de negócios confuso, você acaba tendo uma cultura de empresa confusa. Tudo começa e termina no produto” É isso ai! A Propaganda NÃO É MAIS a alma de um negócio, a alma de um negócio é o PRODUTO.

Phil Libin: “Eu prefiro investir o nosso dinheiro para fazer um produto fantástico que as pessoas vão contar para as outras do que investir em propaganda para promover um produto medíocre.”

Phil Libin: “Busca do evernote é a harmonia do “culture of design” com o “design of culture”. O produto mexe na cultura, e ela inspira produtos”

Phil Libin: “Grandes produtos não são neutros; grandes produtos tem um ponto de vista” Amém!

Phil Libin: “Se você não está trabalhando no trabalho da sua vida, você está perdendo o seu tempo. Não se venda por pouco. Vá fazer o trabalho da sua vida!”

Phil Libin: “Se eu pudesse voltar no tempo, e falar alguma coisa valiosa para mim mesmo, eu acredito que eu diria “Cara, pára tudo que você está fazendo, e comece a se dedicar ao EVERNOTE porque o EVERNOTE é o trabalho da sua vida. Não se venda por pouco, dedique-se a fazer o trabalho da sua vida.”

Uma fórmula que todo marketeiro que está participando do SXSW gostaria descobrir é: como fazer para a minha idéia pegar como o Harlem Shake? Como fazer a idéia da minha empresa se espalhar como se fosse um vírus?

Todas as palestras sobre marketing que rolaram por aqui foram sobre esse tipo de conversa.

Hoje de tarde rolou a palestra do Jonah Peretti, fundador do BuzzFeed que procurou responder essa e outras perguntas, os insights

(1) Faça como os Mórmons, invista metade do seu tempo pensando em uma história fantástica, e a outra metade em como espalhá-la por todo o mundo,

(2) A grande maioria das coisas que realmente pegam são realmente originais, com o cantor coreano, a dança do harlem shake etc,

(3) Humor não é a única coisa que viraliza, nostalgia e direitos humanos também funcionam muito bem,

(4) Quem compartilha foto de gatinho não vê o gatinho como um gatinho mas como uma pessoa,

(5) Propaganda já era, banners já eram, as pessoas querem conteúdo, informação inteligente,

(6) A nova maneira de pensar chama-se SOCIAL, não tem truque, você tem que agir como um ser humano com outras pessoas,

(7) Fazer um vídeo viral até que é fácil, o difícil é amarrar a idéia maluca com a marca da empresa.

Para terminar… um insight QUEBRA TUDO… Em 5 dias de SXSW nenhum palestrante falou sobre o “Personal Computer”, ANIMAL! Uma das maiores invenções da história da humanidade que eu mesmo vi nascer já era.

Absolutamente ninguém tem interesse em ter um computador pessoal que processa informações pessoais e secretas que ninguém pode ver e não podem ser compartilhadas com outras pessoas.

Computador desconectado sentado em uma mesa não serve para nada. 

Computador é social, computador é mobile.

Tecnologia é um negócio fodástico, eu amo, mas ela vem, e vai, e o ser humano continua.

Vamos que vamos!

aadad adbadedccbc wi
f adbadeeefffcd wi
f adbadeccdcb wi
dbcc adbadedccac wi
adbadeeed wi
adbadeeebfd wi
dcee adbadecceb wi
dcee adbadedccc wi
cbaef adbadeccefb wi
cdf adbadeeebd wi

Via RSS de BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Leia em BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo