X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Empreendedorismo

O fim dos negócios como conhecemos

O fim dos negócios como conhecemos

Se você ainda não percebeu, a maneira como fazemos negócios e compramos mudou drasticamente. Aqui está a explicação


Se você ainda não percebeu, a maneira como fazemos negócios e compramos mudou drasticamente. Aqui está a explicação

A partir dos últimos colapsos de grandes varejistas, como a Blockbuster Video, com o crescimento da tecnologia, uma coisa é certa: o cenário dos negócios foi alterado, e para algumas marcas, mudou para sempre.

Brian Solis tem escrito muito sobre como a comunicação está evoluindo. Estamos vivendo pela primeira vez na história coisas como as redes sociais e, qualquer consumidor pode ser um especialista, com audiência e voz próprias.

Solis aponta que esses grupos compartilham muitas informações para muitas pessoas, em muitos lugares.

Ou seja, os influenciadores têm a capacidade de espalhar a palavra exponencialmente mais longe para amplificar o conteúdo.

Isso também abriu oportunidades para as marcas para:

  • Terem uma voz.
  • Conectarem com seus clientes.
  • Puxar as pessoas através do conteúdo, em vez de empurrar anúncios.

Quando a GM, por exemplo, manda um novo carro para um blog fazer um test drive, está atingindo influenciadores.

Eles buscam por influenciadores na internet, e determinam o alcance desses influenciadores e seu público, e qual o tipo de público eles podem atender.

Essa é a melhor maneira de promover a marca a um baixo custo, em comparação à Ford, que desembolsou milhões para patrocinar o American Idol e outros programas de TV.

Quando a sua marca sabe quem gostaria de alcançar, então tudo que você tem a fazer é descobrir onde sair: será que o melhor é mandar um veículo para um blog avaliar, ou patrocinar um programa de TV, um show, ou algo do tipo.

Aqui há grandes possibilidades para ser criativo e estratégico para atrair a atenção do seu público, e possivelmente novos clientes e receitas.

Os profissionais mais espertos vão ouvir o seu público, e parar de empurrar os anúncios, banners, cartazes e muita mais para os potenciais clientes, já que isso será ignorado.

Quer mais dicas? Assista o vídeo abaixo, com dicas de Brian Solis, sobre o fim dos negócios como conhecemos.

___

Este artigo foi adaptado do original, “Brian Solis and the End of Business as Usual”, da Entrepreneur.

Comente este artigo

Populares

Topo