X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Amy Morin
Livros

13 coisas que pessoas de mente forte não fazem

Ser mentalmente forte é uma das características que um empreendedor precisa. Aqui vai uma ajuda.


Força mental muitas vezes não é refletida no que você faz. É geralmente vista no que você NÃO faz.

Em seu livro “13 coisas que pessoas mentalmente fortes não fazem”, Amy Morin escreve que desenvolver força mental é uma “abordagem tripla” de como controlar seus pensamentos, comportamentos e emoções.

13 coisas que pessoas mentalmente fortes não fazem"

Uma visão diferente.

A seguir estão as 13 coisas que as pessoas mentalmente fortes não fazem:

1. Eles não perdem tempo sentindo pena de si mesmas

Em vez disso, eles expressam gratidão. “Sentir pena de si mesmo é auto-destrutivo”, escreve Morin. “Entregar-se a auto-piedade dificulta se viver uma vida plena.” É perda de tempo, cria emoções negativas, e prejudica seus relacionamentos.

A chave é “apreciar o que você tem”, ela escreve. O objetivo é trocar auto-piedade por gratidão.

2. Eles não cedem seu poder para os outros

As pessoas cedem seu poder quando não há limites físicos e emocionais claros, Morin escreve. Você precisa lutar por si mesmo e traçar a linha divisória quando necessário. Se outras pessoas controlam suas ações, eles também definem o seu sucesso e auto-estima. É importante que você mantenha o controle de seus objetivos pessoais e trabalhe para atingi-los.

Morin usa Oprah Winfrey como um exemplo de alguém com um forte apego ao seu poder. Winfrey cresceu lidando com a pobreza e com o abuso sexual, mas “ela escolheu por definir quem ia ser na vida, sem abrir mão seu poder.”

3. Eles não se intimidam com as mudanças

Em vez disso, eles se aceitam e abraçam o inevitável. Há cinco estágios de mudança, Morin escreve: pré-contemplação, contemplação, preparação, ação e manutenção.

Seguir cada um dos cinco passos é crucial. Mudar pode ser assustador, mas evitar a mudança impede o crescimento. “Quanto mais você espera, mais difícil fica”, diz ela. “Outras pessoas vão superar você.”

4. Eles não se concentram em coisas que não podem controlar

“Ter tudo sob controle é seguro, mas pensar que temos o poder de sempre puxar as cordas pode se tornar um problema“, escreve Morin. Tentar manter o controle de tudo é provávelmente uma resposta à ansiedade.

“Ao invés de focar no gerenciamento da sua ansiedade, você tenta controlar seu ambiente”, diz ela. Deslocar seu foco para as coisas que você pode controlar pode criar uma mais felicidade, menos estresse, melhores relacionamentos, novas oportunidades e mais sucesso.

5. Eles não querem agradar a todos

Muitas vezes julgamos a nós mesmos a partir do que os outros pensam sobre nós, o que é o oposto de resistência mental. Morin lista quatro fatos sobre tentar constantemente ser uma pessoa que agrada os outros: É uma perda de tempo; Você acaba sendo facilmente manipulado; Está tudo bem para os outros se você se sente desapontado ou nervoso; Você não pode agradar a todos.

Aposentar de vez essa mentalidade de agradar a todos irá torná-lo mais forte e mais auto-confiante.

6. Eles não temem correr riscos calculados

As pessoas geralmente têm medo de assumir riscos, seja financeiro, físico, emocional, social ou relacionado com os negócios, diz Morin. Mas é uma questão de falta de conhecimento. “A falta de conhecimento sobre a como calcular o risco leva ao aumento do medo”, Morin escreve.

Para melhor analisar um risco, pergunte a si mesmo as seguintes perguntas:

  • Quais são os benefícios potenciais?
  • Quais são os custos potenciais?
  • Como isso vai me ajudar a alcançar meu objetivo?
  • Quais são as alternativas?
  • Quão bom será se o melhor cenário se tornar realidade?
  • Qual é a pior coisa que pode acontecer, e como eu posso reduzir a perda caso ocorra?
  • Quão ruim será se o pior cenário se tornar realidade?
  • Quanto essa decisão vai importar em cinco anos?

7. Eles não remoem o passado

O passado é passado. Não há nenhuma maneira de mudar o que aconteceu, e “remoê-lo pode ser auto-destrutivo, impedindo-nos de desfrutar o presente e planejar o futuro”, Morin escreve. Não resolve nada, e pode levar à depressão, ela escreve.

No entanto, pode haver um benefício em pensar no passado. Refletir sobre as lições aprendidas, considerando os fatos e não as emoções, e olhando para a situação a partir de uma nova perspectiva pode ser útil, diz ela.

8. Eles não cometem os mesmos erros repetidamente

Refletir pode garantir que você não repita seus erros. É importante estudar o que deu errado, o que você poderia ter feito melhor, e como fazê-lo de forma diferente da próxima vez, Morin escreve.

Pessoas mentalmente fortes aceitam a responsabilidade pelo erro e criam um plano para evitar cometer os mesmos erros no futuro.

9. Eles não se ressentem com o sucesso de outras pessoas

O ressentimento é como a raiva que permanece escondida e armazenada, diz Morin. Focar no sucesso de outra pessoa não vai pavimentar o caminho para o seu próprio sucesso, uma vez que distrai você do seu caminho.

Mesmo se você se tornar bem sucedido, você nunca poderá ficar contente se você está sempre com o foco nos outros. Você também pode desvalorizar seus talentos e abandonar seus valores e relacionamentos.

10. Eles não desistem após o primeiro fracasso

O sucesso não é imediato, e o fracasso é quase sempre um obstáculo que você terá que superar. “Tomemos, por exemplo, Theodor Geisel – também conhecido como Dr. Seuss – cujo primeiro livro foi rejeitado por mais de 20 editores”, diz Morin. Dr. Seuss é agora um autor popular nos EUA.

Pensar que o fracasso é inaceitável ou que significa que você não é bom o suficiente não reflete força mental. Na verdade, “reerguer-se após um fracasso irá torná-lo mais forte”, Morin escreve.

11. Eles não tem medo de passar um tempo sozinhos

“Criar um tempo para ficar a sós com seus pensamentos pode ser uma experiência poderosa para ajudá-lo a alcançar seus objetivos”, escreve Morin. Tornar-se mentalmente forte necessita que você precise ter tempo fora do cotidiano para se concentrar no seu crescimento.

Aqui estão alguns dos benefícios de se ficar a sós, segundo Morin:

  • Ficar só no escritório pode aumentar a produtividade
  • Ficar só podem aumentar a sua empatia
  • Tempo sozinho pode aumentar a criatividade
  • Saber ficar só é bom para a saúde mental
  • Ficar só é restaurador

12. Eles não sentem o mundo lhes deve nada

É fácil ficar zangado com o mundo por suas falhas ou falta de sucesso, mas a verdade é que ninguém tem direito a qualquer coisa. Ela deve ser conquistada.

“A vida não foi feita para ser justa”, diz Morin. Se algumas pessoas experimentam mais felicidade e sucesso do que outros, “a vida é assim – isso não significa que ela está em dívida com você mas sim como se você tivesse tido azar apenas.”

A chave é se concentrar em seus esforços, aceitar críticas, reconhecer suas falhas e não manter a pontuação, Morin escreve. Comparar-se aos outros só irá causar decepção se você porventura não receber o que você acha que é devido.

13. Eles não esperam resultados imediatos

“A capacidade de desenvolver expectativas realistas e um entendimento de que o sucesso não acontece da noite pro dia é imprescindível se você quiser alcançar seu pleno potencial”, escreve Morin. Pessoas mentalmente fracas são muitas vezes impacientes. Eles superestimam suas habilidades e subestimam quanto tempo uma mudança leva, diz ela, de modo que eles esperam resultados imediatos.

É importante “manter seus olhos no prêmio” e trabalhar implacavelmente na direção de seus objetivos de longo prazo. Haverá fracassos ao longo do caminho, mas se você medir o seu progresso e olhar para o panorama geral, o sucesso se tornará viável.

Assista ao TEDx da autora Amy Morin:

Responda nossa enquete:


___

Artigo da Business Insider

 

Comente este artigo

Populares

Topo