X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Marketing Digital

Como ganhar dinheiro com a internet por Ev Williams

Como ganhar dinheiro com a internet?

Essa é a pergunta que muitos empreendedores digitais fazem. Mas, para conseguir essa resposta é preciso entender, primeiro, para que ela serve


Essa é a pergunta que muitos empreendedores digitais fazem. Mas, segundo um dos fundadores do Twitter, para conseguir essa resposta é preciso entender, primeiro, para que ela serve

Ev Williams acredita que, para ser bem sucedido na internet, é preciso remover as barreiras aos usuários.

Ev Williams acredita que, para ser bem sucedido na internet, é preciso remover as barreiras aos usuários.

Ev Williams entendeu a internet.

Ou pelo menos foi isso que ele disse aos diretores de tecnologia presentes na XOXO Conference, em Portland, Oregon.

Enquanto ele dizia isso, passou os 30 minutos seguintes mostrando a sua teoria unificada sobre a rede mundial de computadores, uma interpretação formada após 20 anos de pensamento, além de suas experiências na fundação de empresas como Blogger e Twitter.

Em seu discurso, explicou o que é a internet e como ela funciona, e como ganhar dinheiro com isso tudo.

Muitas vezes, pensamos que a internet permite que você faça coisas novas. Mas as pessoas só querem fazer as mesmas coisas que sempre fizeram.

Verdade seja dita, ele não é dos melhores oradores, mas a mensagem foi clara: em uma fase em que tantos empreendedores de internet estão correndo pelo Vale do Silício tentando fazer algo que ninguém fez, Williams acredita que o verdadeiro truque é encontrar algo que já foi experimentado e fazer ainda melhor.

Esse é um discurso que deve servir como um sinal, dando a direção tão necessária para a geração mais nova de empreendedores.

Williams disse que a internet é uma máquina gigante concebida para dar às pessoas o que elas querem.

Isso não é uma utopia, não é mágica. É simplesmente um grande mecanismo de conveniência. Aqueles que puderem sintonizar bem esse mecanismo – e resolver os problemas humanos com maior rapidez e simplicidade do que os seus concorrentes – vão lucrar muito.

Aqueles que perderem de vista as necessidades humanas básicas – que quererem dar às pessoas grandes descobertas – terão dificuldades.

Em 1994, Williams abandonou a faculdade de Nebraska para vender tutoriais para ajudar as pessoas a entender a internet. Nesses vídeos, ele descrevia a rede mundial de computadores como um quebra-cabeça composto de 3 coisas: computadores, informações e pessoas. Mas hoje, ele não vê mais a internet dessa forma.

Depois de deixar o Twitter em 2011 e ajudar a incubar algumas empresas como o Medium, Williams se pegou pensando em sua afirmação original.

Computadores têm se proliferado e, se diversificado de tamanho e funções, a ponto de ser algo familiar para todo mundo. A informação tornou-se igualmente abundante.

E, depois de 20 anos, os tipos de pessoas e grupos que você encontra online são basicamente idênticas às pessoas que você encontra na rua, por exemplo.

A chave para lucrar com a internet é usá-la para diminuir as barreiras.

A chave para lucrar com a internet é usá-la para diminuir as barreiras.

O que importa agora são as conexões entre pessoa e máquinas. Há conexões de hardware, então há todas essas interações envolvidas com dados e softwares. E se você olhar para qualquer grande coisa na internet, você vê que tudo se trata de uma grande teia de conexões. Uma curtida no Facebook é uma conexão. Um follow no Twitter, também é uma conexão.

A chave para fazer uma fortuna na internet é remover as barreiras de adoção das atividades cotidianas, como fez o Blogger.

“O que a internet está fazendo agora é ligando tudo e todos, cada evento e pensamento, de várias maneiras, camada a camada de conexão. Cada vez mais, tudo o que acontece e tudo o que fazemos, todos os lugares que você vai, cada pessoa que gostou do seu post, tudo está ligado, e essas conexões continuam se multiplicando incessantemente.”

Essas ligações não estão apenas se proliferando, disse ele. Elas estão se proliferando em uma direção particular. Há um princípio de organização que explica o que prospera com a internet e poderia prever o que vai prosperar no futuro: a conveniência.

A internet faz com que os desejos humanos sejam mais facilmente atingíveis. Em outras palavras, ela oferece conveniência. Conveniência na internet é feita basicamente por 2 coisas: velocidade e facilidade cognitiva. Em outras palavras, as pessoas não querem esperar nem pensar, e a internet deve responder a esses anseios.

Se você estudar como algumas empresas realmente ficaram grandes na internet, você vai perceber que elas foram mestras em fazer coisas de maneira rápida, sem fazer as pessoas pensarem. Google, o Facebook, a Amazon e a Apple foram excelentes em entregar esse tipo de conveniência.

A chave para fazer uma fortuna na internet é remover as barreiras de adoção das atividades cotidianas. Aqui está a fórmula, se você quiser construir uma empresa de internet de bilhões de dólares: pegue um desejo humano, de preferência um que tenha ficado muito tempo sem solução, identifique esse desejo e use a tecnologia moderna para reduzir etapas do processo. Em outras palavras, deixe o processo mais conveniente.

A internet não é o que eu pensei que era há 20 anos. Não é um mundo utópico. É, essencialmente, como as outras grandes revoluções tecnológicas da história.

A filosofia de Williams pode parecer trivial. Mas esse é o ponto. Ev disse: “20 anos depois que as pessoas começaram a usar a web em massa, essa é a hora. Aceito o fato de que a internet não é um universo mágico com potencial ilimitado. É apenas mais um motor para a melhoria da qualidade de vida.

A internet não é o que eu pensei que era há 20 anos. Não é um mundo utópico. É, essencialmente, como um monte de outras grandes revoluções tecnológicas que tiveram lugar na história do mundo”.

A agricultura fez a vida melhor. Ela não só deixa as pessoas alimentadas, ela permitiu que fizéssemos muitas outras coisas: criar a arte e inventar coisas.

O problema é que, muitas vezes, a conveniência vai longe demais. Olhe para a tecnologia da agricultura levada ao extremo – onde temos fazendas industrializadas que não são boas nem para o meio ambiente, nem para os animais. Olhe para um país cheio de pessoas que tiveram o acesso a esses alimentos exagerados. Eles estão viciados, obesos e doentes.

Ev compara esse pesadelo agrícola com a nossa obsessão doentia com os números da internet como retweets e curtidas. Essa advertência não era uma crítica ao Twitter, que Williams ajudou a criar, mas uma observação sobre a natureza humana.

As pessoas continuarão sendo pessoas. A internet quer dar-lhes exatamente o que estão procurando. E os empreendedores que entenderem como canalizar essa tendência serão desproporcionalmente poderosos.

___

Este artigo foi adaptado do “Twitter Founder Reveals Secret Formula for Getting Rich Online”, da Wired.

Comente este artigo

Populares

Topo