X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

telemarketing
Destaques

Aprofundando o entendimento das funções de Coordenadores e Supervisores – 2a parte e última

Você é o único responsável por quem está sob sua tutela e liderança


Retomo esse Artigo, visando manter o Conceito “Orquestra / Maestro” antes de concluí-lo, porque entendo que Harmonia – musical ou não – sempre é decorrência de um bom processo de afinação dos componentes integrantes, instrumentos e/ou pessoas afins, que precisam (de precisão) manter o ‘tom’ como UM único corpo vivo.

Lembrar-se da ‘Magia’ que pode e deve ser obtida, tanto pelo Supervisor, quanto pelo Coordenador, nos remeterá à ideia de algo maior que sempre deve ser alvo da nossa atenção, a Integração dos seres componentes do todo.

Um Coordenador para reger o todo, como um Maestro ou Rei, precisa ter tempo para observar e ouvir seu povo se quiser promover melhorias no Reino. O mesmo, buscar ter tempo, também deverá ser meta dos Supervisores.

O tema “ter tempo” necessita ser percorrido dentro de um entendimento maior. Vou começar pela célebre frase: “Se quiser que algo aconteça em sua empresa, delegue para a pessoa mais ocupada”. Isso, dentro de um Conceito dicotômico de Justiça, poderá ser mais entendido se lembrarmo-nos do dia-a-dia de uma vida toda “parece que quem sempre diz que não tem tempo para assumir responsabilidades, nunca assume responsabilidades” ou “parece que quem tem tempo de assumir responsabilidades, sempre tem tempo para assumir mais responsabilidades”.

Tempo é a moeda mais valiosa do planeta, posto que cada ser tenha um “tempo ou prazo de validade” (vida), mas a maior parte das pessoas não sabe o que querem. Elas nem sabem distinguir o que é importante, do que é urgente e do que é prioritário. E, ainda, nem sabem que somente uma dessas situações possui um tempo pré-definido:

  • Prioritário – algo que precisa ser feito já! (única situação que já tem um tempo pré-definido: JÁ);
  • Urgente – algo que precisa ser feito o quanto antes. (não tem um tempo pré-definido);
  • Importante – algo que precisa ser feito… (também não tem um tempo pré-definido).

Como ninguém pode ter mais de uma prioridade ao mesmo tempo, passa a ser ‘prioritário’ que cada um defina sua Prioridade para poder ter foco no que realmente interessa: ter tempo para poder coordenar / supervisionar!

O tempo muitas vezes é desperdiçado na famigerada “Zona de Conforto” que criamos ou na incapacidade de dizer não, quando necessário, ou na falta de definição clara dos nossos objetivos; frutos da nossa falta de disciplina…

O tempo para ser valorizado, como merece ser valorizado, passa pelo entendimento de que é finito para todos (você irá morrer!)  e pelo entendimento do que significa ter valores, como: Fidelidade, Amizade e Responsabilidade.

Entender que a disciplina dos liderados de um Supervisor só depende dele, porque forçosamente terá que “disciplinar-se para poder disciplinar” passará pelo Respeito, gerador da obediência à Hierarquia, aquela que deve ser obtida pelo Amor e não pela dor. O mesmo é válido para o Coordenador, mas dentro de um Conceito Maior: Reger o todo!

Há dicas para poupar o valioso tempo: Definir metas alcançáveis. / Organizar e ranquear tarefas a cumprir, pelo PUI já citado. / Criar um Fluxograma esclarecedor que tire dúvidas e estimule o feedback. / Deliberar com os liderados quais são as metas e como serão cumpridas. / Reordenar tudo quando necessário. / Acionar o decidido!

A perda de Colaboradores seria normal, em casos como a “compras de passe” (mérito do Supervisor e/ou do Coordenador na formação do Profissional convidado?). Anormal se for oriunda de um ambiente pouco propício (culpa do Coordenador?). Ou, ainda, por falta de estímulo ou por má conduta do Supervisor (o Coordenador não via?).

Como o turnover de funcionários ninguém quer para sua empresa, tanto por custar caro, quanto por comprovar a falta de capacidade dos líderes em reter os talentos da empresa, tem que ser algo digno de profunda análise.

O quando demitir deverá passar por 03 pontos básicos: “não queria trabalhar para desenvolver-se”, “era desonesto” e/ou “era aquele boca negra que só se queixava e desestimulava a Equipe”. Ou seja, deverá-ser-mantido-na-empresa quem quiser trabalhar de forma íntegra e quem ajuda na criação e manutenção de um ambiente propício.

Se quiser ser um Supervisor ou um Coordenador bem avaliado, seja um “Construtor de Profissionais”, forme multiplicadores e ajude a transformar quem está perdedor em um Ser Vencedor, ao invés de dispensá-lo.

Encerro esse artigo lembrando que você é o único responsável por quem está sob sua tutela e liderança…

Moracy das Dores, um Mercadólogo reconhecido pelo MEC e especialista em Marketing, Comunicação e Vendas. Implantou o 1º Call Center do Brasil, há 31 anos – Atual Consultor de Marketing da Trade Call Service.

Escreveu e publicou dois livros: “Para sua vida melhorar, basta saber negociar” e “O Objetivista e a nova forma de ser e de estar no planeta Terra”.

Comente este artigo

Populares

Topo