X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

As cabeçadas de Steve Jobs.


Ninguém é perfeito, nem o Steve Jobs. 

Todo mundo erra, e o Steve Jobs errou várias vezes. 

Mas e daí?

A soma dos resultados dos acertos foi incrivelmente superior a soma dos prejuízos gerados. E é isso que importa. 

GÊNIOS PRODUZEM!!!! Vide Leonardo da Vinci e o seu incrível diário de milhares de páginas de rascunho e idéias incompreensíveis que foi preciso rascunhar para que ele fosse capaz de vizualizar a Monalisa. 

GÊNIOS PRODUZEM, produzem cabeçadas, e coisas fantásticas. 

1. Jobs era um cavalo com as pessoas. Alguns dias antes da morte do Steve Jobs, eu reencontrei um amigo que esteve a frente da presidência da Apple Brasil por mais de 8 anos.

Ele disse, “Steve Jobs era um ANIMAL. O cara conseguia ver o que ninguém via, e fazer 500 coisas ao mesmo tempo. Ele estava em um outro nível. Ele imaginava o futuro, contava para nós, e dizia que ia chegar lá custe o que custar. A força que movia o cara era impressionante. Ninguém poderia detê-lo. 

Por outro lado, o cara era intratável com as pessoas. Em diferentes ocasiões eu recebi uns e-mails-porrada do Steve Jobs as três da manhã, ou no domingo de manhã etc pedindo as coisas mais impossíveis de fazer.

Ele fazia a galera correr atrás do rabo, e fazer o que ninguém imaginava que seria possível realizar.

No final todo mundo atingia os objetivos, mas, vou te dizer… que canseira.

Steve Jobs não perdia tempo conversando sobre o clima, os esportes, a política etc, ele era super objetivo, fazia perguntas difíceis e ia para cima de quem quer que fosse para atingir os seus objetivos.”

Será que a Apple perdeu algum gênio criativo por conta da maneira-porrada que Steve Jobs tratava as pessoas?

Quem sabe… teria feito alguma diferença?

Steve Jobs jamais seria contratado por uma multinacional que seleciona as pessoas baseadas em dinâmicas de grupo, teorias sobre relações interpessoais, inteligência emocional e outras teorias cabalísticas de relações humanas. Mas e daí? É possível enquadrar os loucos? É saudável fazer isso?

Eu sou MUITO MAIS um cara cabeçudo do que um cara sem cabeça nenhuma. E você?

Eu acredito que o mundo precisa de uns caras malucos que puxam a galera para frente.

Concorda?

Tem algum desses na sua empresa?

2. Jobs nunca doou um centavo sequer para a caridade. Apesar de ter  acumulado 8 bilhões de dólares ao longo da sua vida, Steve Jobs nunca deu dinheiro do seu próprio bolso para uma ONG, instituição de caridade, causa social ou qualquer coisa do tipo. 

Quando retornou à Apple em 1997, Steve Jobs mandou fechar todos os programas filantrópicos que estavam rolando na época, e desde então a Apple nunca mais distribuiu dinheiro de graça apesar de ter acumulado 76 bilhões de dólares no banco. 

Bill Gates em diferentes momentos cutucou Steve Jobs para participar da Bill Gates Foundation, ou para doar ainda em vida toda a sua fortuna para a caridade. Steve Jobs não deu nenhum centavo. 

Ninguém sabe ao certo qual é a visão de Steve Jobs sobre filantropia, ou se ele doou dinheiro anonimamente ou planeja doar após a sua morte. O mistério deve ser resolvido no próximo dia 24 de Outubro com o lançamento da sua biografia. 

Eu acredito que Steve Jobs acreditava que poderia ser muito mais útil para a sociedade criando produtos fantásticos capazes de gerar riqueza para milhões de pessoas. Ele se dedicou a isso, e esse é o seu verdadeiro legado.

Steve Jobs não é o primeiro “mão de vaca” da história. Sam Walton, o grande fundador da Walmart, doou o seu primeiro centavo para a caridade aos 69 anos de idade.

Sam Walton não entendia porque deveria facilitar a vida de outra pessoa dando dinheiro ou qualquer coisa do tipo, se o que ele precisou para vencer na vida foi apenas da sua própria força de vontade para trabalhar.

Amigos próximos diziam que Steve Jobs se dedicou a apenas duas coisas em toda a sua vida, “Apple e a sua família. O resto ele considerava distração”. 

Que cada um vença os seus próprios demônios. Foi para isso que eu vim. E Você?

3. Jobs não gostava de troubemakers, rebels e crazy ones. Desde a sua fundação, a Apple se posicionou como a opção rebelde contra o império do mal liderado pela IBM e Microsoft. Em 1984 e 1997 Steve Jobs apresentou ao mundo mega campanhas publicitárias chamando a turma para lutar contra os monopólios e controles de mercados ditados pela IBM e Microsoft. 

Hoje, quinze anos depois, a Apple é a grande controladora da era digital. A Apple controla tudo que é vendido na iTunes. Nada entra dentro de um iPhone ou iPad sem a sua aprovação. 
Os produtos da Apple conectam você a era da informação, mas não permite a expressão livre e completa de idéias. 

A Apple proibe a venda e distribuição de conteúdo relacionado a arte gay, viagens para gays, propaganda de partido político, revistas pornográficas, cartoons sobre política e outros tipos de conteúdo considerados pela Apple como moralmente suspeitos dentro dos seus produtos. 

A Apple controla de tudo, inclusive a comunicação dos seus funcionários com o mundo externo. A Apple não tem presença nenhuma nas redes sociais. Steve Jobs nunca teve Facebook ou Twitter. Nem ele, nem os seus diretores. 

Fala-se inclusive da existência de uma polícia interna que vigia o comportamento dos seus funcionários de muito perto, e quando necessário confisca smartphones e computadores que tiveram comportamento suspeitos. 

O que você pensa sobre todo esse controle?

A Apple está certa ou errada?

Eu penso o seguinte: a minha casa é minha, e entra nela quem eu quiser.

Quando você pagar as minhas contas e resolver os meus problemas, você pode escolher quem eu coloco dentro da minha casa.

Até lá, quem manda na minha casa sou eu.

E não é porque algum maluco de esquerda disse que democracia é respeitar o ponto de vista de todas as pessoas, que eu vou perder o meu tempo com pequenas distrações. 

Como você pode ver, Steve Jobs não foi um cara perfeito mesmo. As decisões que tomou em sua vida são controversas, malucas e contraditórias.

Ele deixou milhões de seguidores em todo o mundo, e milhões de inimigos e concorrentes loucos para aprender a ter 1% da coragem que Steve Jobs sempre teve. 

Você pode não concordar com as idéias de Steve Jobs, mas você precisa admitir que o cara tinha coragem. 

NADA MENOS QUE ISSO INTERESSA!

QUEBRA TUDO! Foi para isso que eu vim. E Você?

Via RSS de BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Leia em BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo