X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Empresários devem buscar capacitação para ter as contas em dia


Ser dono de um pequeno negócio requer dominar diferentes competências para controlar, analisar, planejar e simular um conjunto de dados e informações para uma tomada eficiente de decisões.  Para a sobrevivência do seu negócio, o empresário precisa utilizar ferramentas adequadas que possibilitem a organização e o controle financeiro para a melhor gestão do capital da empresa, bem como analisar custos, despesas e investimentos. Nesse sentido, para ter sucesso e enfrentar um mercado cada vez mais competitivo, é preciso se educar financeiramente. 

A importância da educação financeira para os pequenos negócios foi debatida, na terça-feira (6), durante o Encontro Sebrae Banco Central sobre Educação Financeira. Na ocasião, Carlos Alberto dos Santos, diretor-técnico do Sebrae, e Luiz Edson Feltrin, diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania do Banco Central, dividiram o palco com  quatro empresárias, donas de três pequenos negócios, que falaram da importância da gestão para o aprimoramento dos seus empreendimentos. 

Para Carlos Alberto tudo na empresa inicia e termina na gestão e no planejamento financeiro. “Quando você tem muita instabilidade, o planejamento se restringe ao curto prazo. Na medida em que você tem um horizonte maior, é possível planejar o futuro”, disse. Para ele, o conhecimento é uma ferramenta transformadora. “Quem tem conhecimento, vai mais longe. Por isso, é importante buscar capacitação, adequada à sua necessidade, nesse campo de educação financeira”, ressalta. 

Dona de um negócio familiar, a empresária Aurineide Maria Silva mantém um carrinho de pipoca na porta do Jardim Zoológico de Brasília. A partir da orientação do Sebrae, Aurineide se tornou uma Microempreendedora Individual (MEI) e buscou a profissionalização do seu negócio, participando de diversas capacitações. Mas foi com o conhecimento adquirido no campo gestão financeira, que a empresária passou a controlar e organizar as finanças do seu negócio e a planejar investimentos. “Aprendi a anotar tudo. Isso essencial para constatar se o seu negócio está equilibrado ou não”, explica. Atualmente, a MEI se prepara para receber os turistas na Copa do Mundo FIFA e as crianças no período de férias, com uniforme e produtos personalizados. 

Pela vontade de simplesmente ser feliz, Vânia e sua irmã Marina Praia montaram um salão de beleza diferenciado em Brasília, em que seus clientes encontram um ambiente descontraído e confortável. Após três anos de negócio e algumas dúvidas sobre como levar adiante seu projeto, Vânia fez o curso de gestão financeira oferecido pelo Sebrae. E chegou à conclusão de que, se quiser ter êxito, precisa ter uma boa gestão financeira. “Você precisa separar as finanças pessoais das do seu negócio – essa é a primeira dica. Além disso, se você pensa em investir, o principal a se fazer é estar com a parte financeira em dia, para poder pensar em melhorias e expansão”, avalia Vânia. 

Novata no mercado de franquias, Marina Cavalcanti decidiu investir nessa área e abriu uma loja de presentes da rede Imaginarium no Taguatinga Shopping. Em paralelo, ela buscou apoio do Sebrae para entender melhor os conceitos, as ferramentas e os processos de uma gestão financeira adequada. “Com o controle financeiro, pude acompanhar os gastos da minha empresa, saber se estava dando lucro ou não, até que ponto eu podia ir”, disse. Mais bem preparada e com mais experiência, Marina, recentemente, abriu mais duas outras lojas. Essa nova etapa teria sido impossível de ser viabilizada sem ter o total controle da gestão financeira do negócio. 

 

Semana Nacional de Educação Financeira 

O Encontro no Sebrae integrou a programação da Semana de Educação Financeira, que está sendo promovida, ao longo desta semana, pelo Comitê Nacional de Educação Financeira (Conef). O objetivo da Semana é divulgar a Estratégia Nacional de Educação Financeira, política pública que tem como finalidade promover a educação financeira e previdenciária, a mudança de comportamento do cidadão, além de contribuir para o fortalecimento da cidadania, a eficiência e solidez do sistema financeiro nacional e a tomada de decisões conscientes por parte dos consumidores. Clique aqui para saber mais informações sobre a Semana.

Tags: 

Via RSS de Empreendedor

Leia em Empreendedor

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo