X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

off-topic: bons livros de design de interação.


e AboutFaceEste é um post que não tem nada a ver com a série que estou escrevendo agora – e que depois será deslocado para seu lugar de direito. Mas é que não podia perder a oportunidade. Me pediram para desenvolver um curso de UX e, ao atualizar a bibliografia, resolvi pedir ajuda ao Twitter. Foi uma boa idéia. Graças às contribuições valiosas de @gaiba, @jpcorain, @weblibrarian, @sulagarcia, @rafelcavalcante, @brunocochito @djetsa e do grande @Saulodeoliveira a lista ficou muito melhor. Segue abaixo. Quem quiser comentar , criticar ou evidenciar algum bom livro que não está na lista, seja muitíssimo bem-vindo.

Atualizações: a timeline do UX Book Club no Twitter cita vários livros e está sempre atualizado. Siga-os e complemente esta lista.

É uma pena que a maioria dos títulos esteja em inglês. Mas esse é o preço que se paga por trabalhar em uma área nova. A propósito, o custo frete não é mais desculpa aceitável para quem quer aprender. Boa parte desses livros está disponível no formato Kindle (.azw), que pode ser lido por vários aplicativos em seu Mac, PC ou Linux. Incluindo o melhor deles, naturalmente, o Kindle.

Apple. Apple Human Interface Guidelines. iOs Human Interface Guidelines. PDFs para download da biblioteca de referência deles. São sensacionais. E gratuitos. Já se perguntou por que a Apple faz software tão bonitinho e fácil de usar? Queria ter uma receita para os segredos de design amigável? Pois seus problemas acabaram! A Apple disponibiliza uns catataus em PDF explicando tudinho. Mesmo que você o-deie a maçã e seus seguidores (o comportamento excessivo de muitos deles faz por merecer), vale muitíssimoler esses livros.

Cooper, Alan; Reimann, Robert; Cronin, David. About Face 3: The Essentials of Interaction Design. Wiley (2007). – É meu preferido. Completo, abrangente, detalhado. Vale para conhecer muito bem de uma vez por todas o que é uma interface. Acho que vai continuar valendo em 2050. Se tiver que comprar um livro só, compre este.

Garrett, Jesse James. The Elements of User Experience: User-Centered Design for the Web. Peachpit Press (2002). Outro clássico sensacional. O autor é o famoso idealizador deste diagrama, que dispensa comentários.

Goodwin, Kim. Designing for the Digital Age: How to Create Human-Centered Products and Services. Wiley (2009). Não li.

Kolko, Jon. Thoughts on Interaction Design. Morgan Kaufmann (2009).Li trechos. É mais autoral, mas achei interessante.

Maeda, John. As Leis da Simplicidade. Novo Conceito (2010). Maravilhoso livrinho em português. Já falei dele neste post.

McCandless, David. The Visual Miscellaneum. Collins Design (2009). Esse é mais uma referência para designers de informação. O autor é editor deste blog e o livro é uma bela fonte de inspiração para a formatação e exibição de dados e gráficos em geral.

Moggridge, Bill. Designing Interactions. The MIT Press (2007). Este é uma bela análise histórica. É recheado de entrevistas com os inventores de algumas das mais importantes peças de interação, como o Google e o iPod.

Morville, Peter; Rosenfeld, Louis. Information Architecture for the World Wide Web: Designing Large-Scale Web Sites. O’Reilly Media (2006). Outro clássico, dessa vez de Arquitetura de Informação. Como as duas áreas são bastante relacionadas, vale muito a pena lê-lo.

Morville, Peter. Ambient Findability: What We Find Changes Who We Become. O’Reilly Media (2005). Não li.

Norman, Don. Design Emocional – Por Que Adoramos (ou Detestamos) Os Objetos Do Dia-A-Dia. Rocco (2008). Don Norman é o máximo, adoro o cara. Esse livro é uma baita porrada. Ele mal começa e já pergunta por que RAIOS as pilhas podem ser inseridas ao contrário. E de pergunta em pergunta ele leva o leitor a questionar as coisas tortas de design e, no processo, dá uma bela base conceitual de design de experiência.

Norman, Don. The Design of Future Things. Basic Books (2009). Tou começando a ler. Pra variar, adorando. Ele mostra razões óbvias de como as coisas podem mudar muito no futuro próximo.

Sharp, Helen; Rogers, Yvonne; Preece, Jenny. Interaction Design: Beyond Human-Computer Interaction. Wiley (2007). Não li. Mas este foi indicação do meu ex-aluno Saulo, que está em Nagóia, Japão, fazendo um mestrado em Human-Computer Interaction. O cara é bom, e recomendou fortemente. O livro deve ser bom.

Silva, Bruno Santana da; Barbosa, Simone Diniz Junqueira. Interação Humano-computador. Campus (2010). Não li.

Tufte, Edward R. Envisioning Information. Graphics Press (1990). Outro livro genial. O Tufte explica com maestria por que é preciso visualizar a informação e como isso vem sendo feito ao longo da história. É um daqueles livros transformadores, que mudam a visão que se tem de uma área que se acredita ser técnica.

Unger, Russ; Chandler, Carolyn. A Project Guide to UX Design. New Riders Press (2009). Já este é um livro bem prático, bem mão-na-massa. Se você quer um roteiro e está com pressa, este é o seu livro.

Weinschenk, Susan M. Neuro Web Design: What Makes Them Click? New Riders Press (2009). Não li. Mas gostei do título. Acho que está mais para um livro de Analytics. Mas, de qualquer forma, as áreas são relacionadas.

Mais uma atualização: o @djetsa me manda uma listaça por e-mail, que copiei alguns e os colo a seguir. Não li nenhum dos livros. Quem puder comentá-los será de grande auxílio para todos. Mais tarde coloco as citações no formato certo e dou os links.

Design de Interação – Sharp

Design e avaliação de interface – Moraes

Otimização da página de entrada – Ash

Ergonomia e Usabilidae – Cybis

Challenges for game designers – Brathwaite

Não há posts relacionado.

e zpQKu LM

Via RSS de Luli Radfahrer

Leia em Luli Radfahrer

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo