X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

PREI: A hora é agora


Você já deve ter percebido como o número de competições de startups tem crescido atualmente. Isso se deve ao aquecimento do mercado brasileiro e, consequentemente, da cena empreendedora que, cada vez mais, conta com uma galera que tem incentivado e apostado no potencial do empreendedorismo brasileiro. E uma das empresas que mais tem apostado na realização de iniciativas para estimular e capacitar o empreendedor brasileiro é o Grupo RBS, que acabou de promover uma temporada de meetups em várias capitais brasileiras e está promovendo o Prêmio RBS de Empreendedorismo e Inovação – o PREI.

Além da grana, o PREI vai oferecer mentoring, consultoria e uma viagem ao Vale do Silício aos ganhadores. Ou seja, uma ótima oportunidade para testar se aquela ideia que não sai da sua cabeça tem potencial para se tornar uma grande modelo de negócio. Então, para convencê-lo a participar do PREI, resolvemos perguntar aos principais envolvidos do Prêmio (galera de peso no mundo empreendedor) quais seriam as principais razões para as pessoas não ficarem de fora. Portanto, fique atento aos conselhos deles e inscreva-se já (as inscrições vão até o dia 23 de outubro).

prei meio
Diego Remus, editor-executivo do Startupi

– Inovar é legal, vencer inovando pode ser ainda mais legal se for junto com quem tem tradição em liderar e se esforça para dar abertura. Divulgação e distribuição podem ser tão difíceis quanto essenciais para startups; unir-se a um grande grupo multimídia deve ajudar bastante.

– Fiquei bastante impactado pelo conteúdo dos profissionais da RBS envolvidos no Prêmio. Os responsáveis por novos negócios, fusões e aquisições e desenvolvimento ágil demonstram alcançar o estado da arte em se fazer as coisas de forma a “la startup”, com a vantagem de poderem facilmente mobilizar e articular recursos internos e externos de todos os tipos.

 

Pierre Schurmann, investidor anjo e General Partner na Bossa Nova Investimentos

– O PREI é uma ótima oportunidade de ganhar visibilidade com os principais investidores do mercado nacional e, consequentemente, adquirir capital para crescer sua startup.

– Além disso, é possível colher feedback dos melhores profissionais do mercado sem custo e, de quebra, encontrar clientes e parceiros estratégicos.

 

Yuri Gitahy, fundador da Aceleradora

– Prêmios como o PREI da RBS permitem que empreendedores iniciantes tenham as mesmas chances dos experientes ao procurarem um lugar ao sol. Visibilidade junto ao público alvo, destaque na mídia e prêmios irão para os melhores projetos – e não para o mais experiente.

– Para uma startup ligada à mídia, conteúdo e internet, aliar-se com a RBS é como tomar uma via rápida para o crescimento. O PREI torna isso acessível a qualquer um que inscreva um projeto inovador e interessante.

 

Cristiano Nóbrega, diretor de Novos Negócios Digitais do Grupo RBS

– Testar seu Modelo de Negócio perante especialistas: toda startup carrega consigo uma dose elevada de risco relativo ao empreendedor e ao investidor. Diante das dúvidas e incertezas sobre o potencial sucesso da sua empreitada, nada melhor do que validar a qualidade do seu plano com que entende do assunto, mitigando seu risco e certificando-se das condições reais do seu negócio alcançar todos os objetivos esperados.

– O Prêmio pode viabilizar ou turbinar sua startup com uma injeção inicial de capital, além de trazer, principalmente, uma experiência e vivência que será útil para toda vida.

 

Bob Wollheim, empreendedor (Sixpix e Appies) e curador do PREI

– Por que participar do PREI? Além dos motivos acima, penso que é uma excelente oportunidade para o empreendedor se testar, ver se na hora de explicar o projeto dele, a coisa pára de pé! Assim como um plano do negócio, penso que a participação em um prêmio como o PREI deve ser feita, em primeiro lugar, para o próprio empreendedor (nunca para o organizador do prêmio), pois mesmo que ele não vença, ele sempre sairá ganhando, pois sai do processo muito melhor do que entrou.  É um pouco de pressão, de prazos, de formatos, ou seja, uma boa dose de vida real para o empreendedor.

 

Via RSS de ResultsON

Leia em ResultsON

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo