X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

SXSW Dia 3.2: "Escreva sobre o que você vende, e venda o que você sabe escrever a respeito"


ccac adbadeafcdb wi

Quando eu entro em um web site e encontro informações rasas sobre o produto que o cara vende, eu pulo fora.

Eu, e outros milhões de pessoas em todo o mundo. 

Ou você tem coragem de comprar uma roupa que você nunca usou em uma loja virtual que mostra apenas uma ou duas fotos do produto, ou apenas um parágrafo de texto sobre as medidas e tecidos, e nenhuma resenha de cliente que já comprou o produto no passado?

Conteúdo converte visitantes em clientes, e a falta de conteúdo converte visitantes em pessoas que vão falar mal da sua loja virtual ou do seu web site.

Quem não sabe escrever sobre o que vende, não entende nada daquilo que está vendendo!

Quem não tem tempo para escrever sobre o que vende, nunca verá as suas taxas de conversão ir além de 1%!

Na palestra mais legal do SXSW sobre ROI e Conteúdo, a galera do BirchBox e Outbrain botaram para quebrar com seus insights, veja:

BirchBox: “Conteúdo tem uma taxa de CTR muito maior do que qualquer anúncio de display.”

1. Produza conteúdo com objetivo específicos – e não apenas conteúdo por conteúdo. Tenha certeza que os leitores querem o conteúdo que você está produzindo (e não apenas você). Tenha certeza que o conteúdo tem uma finalidade de negócios e não apenas entretenimento.

A minha dica pessoal sobre isso é: faça uma lista de 50 títulos de posts que começam com as palavras COMO FAZER e toca o pau.

2. Meça os resultados do conteúdo que você cria – descubra o que converte mais e quais são os indicadores mais importantes para você. Respeite a diferença entre as mídias. O que funciona para o Facebook não funciona para o seu blog, o que funciona para o Twitter não funciona para o YouTube e assim por diante.

3. Capriche nos títulos dos posts, e no seu conteúdo. A turma da Outbrain fez um teste no site do New York Times para medir o retorno que um conteúdo traz versus a pura e simples propaganda. Eles perguntaram aos leitores do jornal se eles lembravam de alguns dos banners de display que apareceram no site para eles. Ninguém se lembrou de nenhum banner, mas todas as pessoas se lembravam do conteúdo patrocinado que viram no New York Times.

4. Para os varejistas online, todo o conteúdo produzido deve suportar as vendas, e levar os visitantes para algum call-to-action. Um conteúdo nunca deve terminar nele mesmo. Nunca. Todo conteúdo deve terminar com um call-to-action que vai levar o cara para um lugar mais próximo do fechamento da venda.

O engajamento é fundamento no conteúdo: você precisa dar as pessoas uma razão para ficar, ler e voltar (call-to-action).

E não importa onde você esteja na página, coloque o call-to-action em um lugar visível! Não coloque o call-to-action em um local onde é necessário rolar a página para vê-lo.

5. Faça conteúdo autêntico! Faça vídeos onde os seus próprios funcionários vendem os produtos; escreve posts onde os seus próprios funcionários compartilham tudo que sabem. Seja autêntico e verdadeiro em tudo que faz e tudo que fala.

Não diga apenas “bonito” nas descrições dos seus produtos. Descreva em que sentido o seu produto é bonito!!!

Conteúdo aumenta as vendas! Pessoas que consomem o conteúdo de um web site colocam pedidos de valores 250% acima da média.

Eu falo isso faz mais de 20 anos: conteúdo é a moeda de troca da internet. Não existe essa de “muito conteúdo”, produza conteúdo! Conteúdo valioso não cansa ninguém.

Quer atenção de alguém?

Produza conteúdo que ajuda o cidadão a tomar uma decisão.

Via RSS de BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Leia em BizRevolution. Um Novo Olhar Sobre As Mesmas Coisas.

Comente este artigo

Populares

Topo